Anúncio da Betnacional
Compartilhe!

Pedro Lima no Sport

Após virar profissional em 2024, Pedro Lima fez 26 jogos pelo Leão. Foto: Paulo Paiva/Sport.

A negociação com o Chelsea foi apurada, checada e informada por diversos jornalistas em Pernambuco, em São Paulo e na Europa. A venda de Pedro Lima para o clube de Londres parecia carecer só de mera formalidade. Ou, melhor dizendo, da assinatura do contrato. O que logo aconteceu, mas para outro time da Premier League. Em vez da proposta de 7,5 milhões de euros, com adição de 3 milhões em metas de desempenho, como havia sido oferecido pelo Chelsea, o Wolverhampton Wanderers topou pagar 10 milhões de euros de uma vez. O Sport anunciou a venda do lateral-direito em 17 de junho, com a surpreendente mudança sobre o destino. No entanto, os valores foram oficializados somente em 2 de julho.

Sport teve direito a 70% do valor total

O Wolverhampton irá pagar R$ 61,2 milhões, considerando a cotação da moeda europeia neste dia. Em fevereiro, o Sport havia estendido o contrato de Pedro Lima até 2027, com a multa rescisória para clubes do exterior subindo de 10 mi para 12 milhões de euros (ou R$ 73,44 milhões). Ou seja, a negociação efetiva do lateral chegou a 83,3% da multa prevista em contrato. Nada mal. Como tinha direito a 70% da venda, o Leão abocanhou R$ 42,84 milhões, sendo este o número contabilizado no ranking do blog. É o recorde absoluto no Nordeste.

A direção rubro-negra informou que o pagamento será parcelado, com 60% em dezembro de 2024 e 40% em dezembro de 2025. Essa transferência superou em R$ 17,1 milhões a marca anterior na região. O levantamento sobre as vendas milionárias no Plano Real tinha o lateral-esquerdo Jhoanner Chávez como ponteiro. A venda do equatoriano, que pertencia ao Bahia, foi informada pela imprensa em 28 de maio. O Lens da França exerceu a cláusula e pagou R$ 25,7 milhões. Num comparativo no próprio Sport, a Pedro Lima superou a saída de Gustavo em R$ 30,9 milhões! E olhe que Pedro Lima poderá render ainda mais, pois o Sport impôs uma cláusula de “mais-valia”, tendo direito a 12,5% do lucro do clube inglês em venda futura.

Entrada imediata na Premier League

Outra grande diferença na negociação foi na entrada de Pedro Lima no futebol europeu. Pelo Chelsea, o acordo visava um empréstimo ao Strasbourg, da França, para adquirir experiência. Agora, deve mesmo ser integrado ao elenco do clube inglês logo após completar 18 anos. Por sinal, o Wolverhampton terminou a temporada 2023-24 da Premier League em 14º lugar. Em 38 rodadas, o clube teve 13 vitórias, 7 empates e 18 derrotas. Na história, o “Wolves” tem 3 títulos nacionais da primeira divisão, 4 Copas da Inglaterra, 2 Copas da Liga e 4 Supercopas. Entretanto, a última conquista relevante no país foi em 1980, na Copa da Liga.

A seguir, veja os rankings de vendas, do Nordeste e do Sport, considerando os valores nominais nas respectivas épocas. Lembrando que as listas contam apenas os percentuais dos clubes.

As maiores vendas na história do Nordeste

1º) R$ 42,84 milhões: Pedro Lima, LD (Sport/Wolverhampton-ING), 2024
2º) R$ 25,70 milhões: Jhoanner Chávez, LE (Bahia/Lens-FRA), 2024
3º) R$ 22,05 milhões: Moisés, atacante (Fortaleza/Cruz Azul-MEX), 2023
4º) R$ 16,03 milhões: Lucas Ribeiro, zagueiro (Vitória/Hoffenheim-ALE), 2020*
5º) R$ 15,71 milhões: Gregore, volante (Bahia/Inter Miami-EUA), 2021
6º) R$ 14,58 milhões: Caio Alexandre, volante (Fortaleza/Bahia), 2024
7º) R$ 14,50 milhões: Zé Rafael, meia (Bahia/Palmeiras), 2018
8º) R$ 12,90 milhões: Arthur Cabral, atacante (Ceará/Basel-SUI), 2020*
9º) R$ 12,67 milhões: Bruno Paulista, volante (Bahia/Sporting-POR), 2015
10º) R$ 12,07 milhões: Jean Filho, goleiro (Bahia/São Paulo), 2017
* Vendas realizadas em dois momentos

As maiores vendas na história do Sport

1º) R$ 42,84 milhões: Pedro Lima, LD (Wolverhampton-ING), 2024
2º) R$ 11,85 milhões: Gustavo, meia (Al-Ahli-EAU), 2022
3º) R$ 10,00 milhões: André, atacante (Grêmio) 2018
4º) R$ 9,91 milhões: Mikael, atacante (Salernitana-ITA), 2022
5º) R$ 7,75 milhões: Diego Souza, meia (São Paulo), 2018
6º) R$ 6,00 milhões: Everton Felipe, meia (São Paulo), 2018
7º) R$ 5,45 milhões: Joelinton, atacante (Hoffenheim-ALE), 2015
8º) R$ 4,14 milhões: Ciro, atacante (Fluminense), 2011
9º) R$ 3,50 milhões: Jackson, meia (Palmeiras), 1998
10º) R$ 3,20 milhões: Renê, LE (Flamengo), 2017

Leia mais sobre o assunto
Sport projeta seu maior orçamento na Série B e espera novo repasse da liga em 2024

Ranking de vendas milionárias dos clubes do Nordeste conta com 190 jogadores; veja


Compartilhe!