Compartilhe!
  •  
  • 8
  •  
  •  

Tanto Victor Rangel quanto Pipico jogaram apenas 45 minutos. Foto: Rafael Melo/Santa Cruz.

Segue a escrita no Grupo C. Após quatro rodadas, com oito jogos disputados, nenhum mandante conseguiu vencer, com 2 pontos separando o 1º do 4º lugar. Na noite deste domingo, em seu primeiro jogo em 2021, o Santa teve a chance de mudar essa história e até abriu o placar no Arruda, com Didira concluindo um rápido contragolpe aos 23 minutos. Porém, a expulsão de Bileu aos 43, tomando dois cartões amarelos em apenas três minutos, minou o jogo dos corais no segundo tempo.

De uma partida equilibrada ao domínio absoluto do Ituano na retomada. Com um a mais, e precisando pontuar, o time paulista atacou o tempo todo, buscando tanto a bola aérea quanto a infiltração. Martelotte havia tentado contornar o cenário com duas mexidas no intervalo, tirando os dois atacantes, mas o jogo não fluiu – levando em consideração que o time pretendia algo além de se defender. De tanto insistir, o Ituano empatou aos 32, com André Castro, e quase virou aos 33, mas Luiz Paulo, cara a cara com Maycon Cleiton, bateu pra fora.

Na segunda etapa, o scout de finalizações apontou 10 x 2 para o visitante – no geral, terminou 14 x 5, sendo fiel ao que foi o jogo. As duas única tentativas do Santa no período foram através de Lourenço, ambas de fora da área, com o jogador marcado. Ainda assim, é futebol e há a imprevisibilidade. Tanto que o 2º chute, já aos 44, acertou o travessão. Teria sido uma vitória fora da curva pelo futebol apresentado, de entrega física, mas tecnicamente limitado.

Com o empate em 1 x 1, o tricolor terminou a rodada fora do grupo de acesso, embora a disputa siga bem embolada. Os quatro times – Brusque, Ituano, Santa e Vila – ainda vão jogar uma em casa e uma fora. Considerando o que vimos até aqui, quem conseguir exercer o mando de campo estará com um pé na Série B. Hoje, analisando toda a campanha, o Santa tem rigorosamente o mesmo desempenho em casa e fora, com 63%. de aproveitamento.

A seguir, detalhes sore a campanha no Campeonato Brasileiro.

A classificação do Grupo C da 2ª fase após 4 rodadas
1º) 6 pontos (1V, 3E e 0D) – Brusque (+3 SG; 4 GP)
2º) 5 pontos (1V, 2E e 1D) – Ituano (0 SG; 5 GP)
3º) 5 pontos (1V, 2E e 1D) – Santa Cruz (0 SG; 4 GP)
4º) 4 pontos (1V, 1E e 2D) – Vila Nova (-3 SG; 3 GP)

Santa Cruz em 22 jogos na Série C de 2020 (1ª fase + 2ª fase)
Mandante (11 jogos, 21 pts e 63.6%): 6V, 3E e 2D
Visitante (11 jogos, 21 pts e 63.6%): 6V, 3E e 2D

Agora, detalhes sobre o confronto entre Santa Cruz e Ituano.

Escalação do Santa Cruz (melhor: Leonan; piores: Bileu e Pipico)
Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves e Leonan; Bileu, Paulinho (Augusto Potiguar, 29/2T), Didira (Tinga, 18/2T) e Chiquinho (Célio Santos, 35/2T); Victo Rangel (Lourenço, intervalo) e Pipico (André, intervalo). Técnico: Marcelo Martelotte

Escalação do Ituano (melhores: André e Eduardo Lopes; pior: Luiz Paulo)
Edson; Pacheco, Léo Santos, Sueliton e Breno Lopes; Correa (André Castro, 20/2T), Fillipe Souto e Gabriel Taliari; Mateus Criciúma (Marquinho, 20/2T), Eduardo Lopes e Kadu (Luiz Paulo, 27/2T). Técnico: Vinícius Bergantin

Histórico geral de Santa Cruz x Ituano (todos os mandos)
8 jogos
3 vitórias tricolores (37,5%)
3 empates (37,5%)
2 vitórias paulistas (25,0%)

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Celso Ishigami, Diego Borges e João de Andrade):


Compartilhe!
  •  
  • 8
  •  
  •