Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

A Copa do Brasil de 2021 irá de 3 de março até 27 de outubro, com 14 datas disponíveis.

Após quatro anos com a mesma estrutura, a Copa do Brasil terá uma nova fórmula, além de estabelecer um novo recorde de participantes. Em 2021, o nº de clubes inscritos no torneio passa de 91 para 92 – em 1989, no início, foram 32. Curiosamente, esse aumento vem paralelamente à “redução” da copa, que agora terá sete fases vez de oito, como no período de 2017 a 2020.

Essa mudança foi a forma encontrada pela CBF para acomodar os clubes “pré-classificados”, sobretudo aqueles que jogam a Libertadores. Eram nada menos que 11, que entravam lá na 5ª fase. Agora serão 12 com esta benesse, mas entrando na 3ª fase. Na prática, no entanto, esses clubes “perderam” só uma fase – lembre-se, o torneio foi reduzido. Em vez de iniciar nas “oitavas”, que agora é a 4ª fase, esses times vão largar na etapa “16 avos de final”.

Só foi possível aumentar a disputa dessa turma porque as datas do torneio estão mais espaçadas no ano, possibilitando a utilização de dias antes inviáveis – abaixo, tento explicar de forma mais simples, fase a fase. Pela revisão do calendário divulgado pela CBF, as duas primeiras fases da Copa do Brasil seguem sendo disputadas em jogos únicos, com o mata-mata em 180 minutos ocorrendo justamente a partir da entrada dos pré-classificados.

Mas o que provocou tudo isso? O calendário original da CBF para a temporada 2021 havia sido divulgado em 19 de agosto, com a Conmebol lançando a versão continental em 2 de outubro. Esta trouxe uma nova fórmula para a Copa Sul-Americana, criando uma fase de grupos paralela à fase de grupos da Libertadores. Ou seja, em vez de um confronto inicial em dois jogos, uma garantia mínima de seis rodadas. E se na Libertadores são (ao menos) sete brasileiros, na Sula são seis. Portanto, são no mínimo 13 times do país participando das copas internacionais e da Copa do Brasil simultaneamente. Era preciso fazer esse ajuste.

A análise da mudança (bem interessante)
Em relação à disputa, acho que a Copa do Brasil ficará (ou, melhor dizendo, voltará a ficar) mais aberta a surpresas, uma marca histórica – inclusive nas fases avançadas. Afinal, foram quatro anos com alguns clubes precisando de apenas oito jogos para conquistar o milionário título nacional, a partir de um benefício excessivo. Acho válido ter a vantagem de “pré-vaga”, mas era além da conta, como o pote dirigido nas oitavas que existia até 2019. Para 2021, o novo cenário traz uma fase a mais para os 12 times pré-classificados e uma a menos para os demais 80, achatando o torneio. Antes, a diferença no número de jogos na campanha do campeão era de 6 partidas. Caiu pra 2.

O texto definitivo do novo regulamento ainda será divulgado.
“O detalhamento do novo formato da Copa do Brasil, incluindo os critérios de classificação, será publicado junto com o Regulamento Específico da Competição (REC), no mês de dezembro de 2020.”

COMO SERÁ a Copa do Brasil de 2021 (como 92 clubes)
1ª fase (64 avos) – 80 times (só ida), 03/03 e 10/03
2ª fase (32 avos) – 40 times (só ida), 17/03 e 07/04
3ª fase (16 avos) – 32 times, 02/06 e 09/06 (20 classificados e 12 pré-classificados*)
4ª fase (oitavas) – 16 times, 28/07 e 04/08
5ª fase (quartas) – 8 times, 25/08 e 01/09
6ª fase (semifinal) – 4 times, 08/09 e 15/09
7ª fase (final) – 2 times, 20/10 e 27/10
* 7 da Libertadores, o melhor da Série A, os campeões do NE, Copa Verde e Série B e um a definir

Qual será o total de jogo até o título: de 10 (largando na 3ª fase) a 12 (largando na 1ª fase).

COMO SERIA a Copa do Brasil de 2021 (com 91 clubes)
1ª fase (128 avos) – 80 times (só ida), 10/03 e 17/03
2ª fase (64 avos) – 40 times (só ida), 07/04 e 14/04
3ª fase (32 avos) – 20 times, 28/04 e 05/05
4ª fase (16 avos) – 10 times, 12/05 e 19/05
5ª fase (oitavas) – 16 times 02/06 e 09/06 (5 classificados e 11 pré-classificados*)
6ª fase (quartas) – 8 times, 11/08 e 15/08
7ª fase (semifinal) – 4 times, 08/09 e 15/09
8ª fase (final) – 2 times, 20/10 e 27/10
* 7 da Libertadores, o melhor da Série A e os campeões do NE, Copa Verde e Série B

Qual seria o total jogos até o título: de 8 (largando da 5ª fase) a 14 (largando na 1ª fase).

A premiação total nas últimas edições da Copa do Brasil
2018 – R$ 278,29 milhões (1º lugar: até R$ 67,3 mi)
2019 – R$ 291,09 milhões (1º lugar: até R$ 70,0 mi)
2020 – R$ 303,62 milhões (1º lugar: até R$ 72,8 mi)
2021 – A definir


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •