Compartilhe!

Ao todo, o novo ranking brasileiro de clubes conta com 90 times femininos dos 27 estados.

A direção da CBF divulgou o Ranking Nacional Feminino de 2022, com o Corinthians mantendo a liderança no embalo do bicampeonato brasileiro. E a decisão ocorreu no clássico contra o Palmeiras. Por sinal, o futebol paulista tem cinco times no top ten. Essa concentração, tendo ainda um interesse recente de gaúchos e cariocas, ocorreu de forma paralela à derrocada dos times femininos do NE. Na nova lista, o Vitória de Salvador é o melhor da região, num modesto 14º lugar.

Esta é, simplesmente, a primeira vez em que a região não figura no top ten desde a criação do ranking, há dez anos. E estamos falando de uma lista que começou sendo liderada pelo São Francisco (BA), em 2013, e que teve o Vitória (PE) na vice-liderança entre 2015 e 2018. Ou seja, houve protagonismo, incluindo três finais na Copa do Brasil (Vitória-PE 2x e Sport 1x) e participações na 1ª divisão. Falando na elite, que conta com 16 times, a edição de 2022 será a primeira sem representatividade do NE, após a queda do Bahia na lanterna (0V, 4E e 11D).

Já o rival rubro-negro, ainda na condição de melhor time da região, irá disputar a 3ª divisão. Sintomático e sem sinais claros de mudança em relação ao distanciamento técnico – a ideia da Copa do Nordeste Feminina segue engavetada. A profissionalização, de fato, de grandes camisas do futebol brasileiro é extremamente importante para o desenvolvimento do jogo entre as mulheres. Logo, este não é o ponto da observação do blog, mas sim como os times nordestinos, em sua maioria, seguem montando equipes só para cumprir a Licença de Clubes.

A certidão, lembrando, foi criada pela direção da confederação brasileira para chancelar as participações das equipes em torneios nacionais masculinos, desde que contem com departamentos femininos. Com prazos escalonados, já é obrigatório na Série A desde 2019. Portanto, os clubes passaram a enxergar mais no futebol feminino, ainda que esse “mais” siga num patamar bem insatisfatório, como visto aqui. Hoje, o novo ranking feminino tem 149 clubes a menos que o ranking masculino (90 x 239). As listas somam atividades em cinco anos.

Abaixo, o histórico de lideranças, no Brasil e no Nordeste. Na sequência, os 50 melhores.

Líderes do ranking brasileiro feminino
2013 – 6.100 pontos; São Francisco (BA)
2014 – 9.800 pontos; São José (SP)
2015 – 12.560 pontos; São José (SP)
2016 – 14.520 pontos; São José (SP)
2017 – 15.440 pontos; São José (SP)
2018 – 13.040 pontos; São José (SP)
2019 – 10.816 pontos; São José (SP)
2020 – 9.936 pontos; Ferroviária (SP)
2021 – 10.792 pontos; Corinthians (SP)
2022 – 11.360 pontos; Corinthians (SP)

Nº de lideranças nacionais
6x – São José (SP)
2x – Corinthians (SP)
1x – São Francisco (BA) e Ferroviária (SP)

Os melhores colocados do Nordeste
2013 – 6.100 pontos; São Francisco (BA), 1º
2014 – 9.320 pontos; São Francisco (BA), 2º
2015 – 11.768 pontos; Vitória (PE), 2º
2016 – 13.070 pontos; Vitória (PE), 2º
2017 – 13.752 pontos; Vitória (PE), 2º
2018 – 11.882 pontos; Vitória (PE), 2º
2019 – 9.934 pontos; Vitória (PE), 5º
2020 – 8.578 pontos; Vitória (PE), 7º
2021 – 6.744 pontos; Vitória (BA), 10º
2022 – 5.660 pontos; Vitória (BA), 14º

Nº de lideranças regionas
6x – Vitória (PE)
2x – São Francisco (BA) e Vitória (BA)

A seguir, os 50 melhores clubes do país em 2022, com posição e pontuação, além da variação sobre as colocações em 2021. O NE conta com 12 clubes neste recorte, um a menos que a lista passada. Entre os times de PE, o Sport lidera pela 2ª vez na história, embora tenha caído duas posições no ranking geral, figurando em 17º lugar. Porém, a Acadêmica Vitória perdeu 2.368 pontos – ou 5.666 (!) desde que suspendeu as suas atividades no futebol feminino. O clube de Vitória de Santo Antão havia liderado no âmbito local nos oito anos anteriores!

Do 1º ao 10º (nenhum time do NE)
1º) 11.360 – Corinthians (SP), igual
2º) 9.192 – Ferroviária (SP), igual
3º) 8.632 – Kindermann (SC), +2
4º) 8.488 – Santos (SP), -1
5º) 8.112 – Flamengo (RJ), -2
6º) 7.674 – São José (SP), igual
7º) 7.208 – Internacional (RS), +6
8º) 6.696 – Minas Brasília (DF), +6
9º) 6.632 – Grêmio (RS), +7
10º) 6.360 – São Paulo (SP), +8

Do 11º ao 20º (2 times do NE)
11º) 6.340 – Palmeiras (SP), +10
12º) 6.300 – Iranduba (AM), -5
13º) 6.068 – Ponte Preta (SP), -4
14º) 5.660 – Vitória (BA), -4
15º) 5.528 – Cruzeiro (MG), +7
16º) 5.056 – Audax (SP), -8
17º) 5.004 – Sport (PE), -2
18º) 4.496 – Napoli (SC), +14
19º) 4.404 – Botafogo (RJ), +17
20º) 3.960 – América (MG), -1

Do 21º ao 30º (6 times do NE)
21º) 3.936 – Foz Cataratas (PR), -10
22º) 3.788 – Esmac (PA), +7
23º) 3.784 – São Francisco (BA), -11
24º) 3.700 – Tiradentes (PI), -4
25º) 3.680 – Real Brasília (DF), +28
26º) 3.520 – Bahia (BA), +26
27º) 3.456 – UDA (AL), -1
28º) 3.428 – Náutico (PE), -1
29º) 3.284 – Ceará (CE), +8
30º) 3.240 – Vila Nova (ES), igual

Do 31º ao 40º (3 times do NE)
31º) 3.196 – Atlético (MG), +11
32º) 3.008 – Fluminense (RJ), +8
33º) 2.912 – Vitória (PE), -16
34º) 2.896 – Vasco (RJ), +1
35º) 2.844 – Chapecoense (SC), +3
36º) 2.736 – Oratório (AP), +5
37º) 2.636 – Botafogo (PB), +2
38º) 2.380 – 3B Sport (AM), -10
39º) 2.344 – Cresspom (DF), +8
40º) 2.332 – Fortaleza (CE), +15

Do 41º ao 50º (1 time do NE)
41º) 2.320 – Athletico (PR), +15
42º) 2.284 – Real Ariquemes (RO), +15
43º) 2.280 – São Raimundo (RR), +6
44º) 2.132 – Aliança (GO), +7
45º) 2.060 – Pinheirense (PA), -21
46º) 2.052 – Atlético (AC), -15
46º) 2.052 – Atlético (GO), +12
46º) 2.052 – Brasil de Farroupilha (RS), +12
46º) 2.052 – Santos Dumont (SE), +12
46º) 2.052 – Serc (MS), +12
46º) 2.052 – Toledo (PR), -13

Leia mais sobre o assunto
O Ranking Nacional Feminino de 2021, com 13 clubes do NE entre os 50 melhores

O Ranking Nacional Masculino de 2022, com 12 clubes do NE entre os 50 melhores


Compartilhe!