Compartilhe!

 Sport 1 x 0 Ituano na Série B 2022

Foi o 2º gol de Bill pelo Sport, sendo o 1º no Brasileiro. Foto: Anderson Stevens/Sport.

Num duelo de G4, o time do Sport precisou ter muita paciência, bem mais que a torcida, para vencer o Ituano na Ilha do Retiro e seguir no primeiro pelotão da Série B. Nesta noite, o rubro-negro foi escalado com o que tinha de melhor à disposição, com Ewerthon no lugar de Ezequiel, Giovanni no meio-campo e Juba pela esquerda – a contrapartida foi a ausência do Búfalo, poupado e substituído pelo estreante Kayke.

Entretanto, apesar do controla da bola, com 75% de posse no 1T, este time não funcionou. Circulando bastante a bola entre os zagueiros e os volantes e, assim, tendo bastante dificuldade para infiltrar, o Sport só finalizou de fora da área, basicamente. E sem direção. Das 9 tentativas, nenhuma na barra. Quanto ao time paulista, que tinha a mesma campanha até então, foram duas chances perigosas, exigindo Maílson. O mandante acabou vaiado no intervalo. Isso não significa o fim desta escalação, até porque só foi testada por 45 minutos. Porém, foi um recado de que as mudanças precisariam vir logo.

E Dal Pozzo, que fato remontou a equipe em relação à apresentação passada, tentou isso no 2T, período no qual os pernambucanos tiveram uma posse bem mais equilibrada (53% x 47%), mas enfim pisaram na área. No ataque, o problema crônico segue nas pontas. Ninguém se firma, à parte de Juba. Se em Criciúma Jaderson entrou melhor que Bill, desta vez foi o contrário, com Bill acionado e levando perigo. Primeiro numa bola na trave, aos 31 minutos, e depois escorando para o gol a ótima jogada de Vanegas pela esquerda, aos 35.

O colombiano, aliás, foi outro nome que entrou no decorrer e mais uma vez ajudou. Nos acréscimos, Maílson ainda fez uma ótima defesa, “apenas” para ratificar o jogo duro. O técnico do Sport fez as cinco mudanças, quatro interessantes e uma fora do tom, com a entrada de Chico no lugar de Rodrigão, chamando o Ituano no fim – parecia mais óbvio um volante.

Invencibilidade e chance de evolução

Portanto, mais um gol solitário na Ilha e novamente suficiente para a vitória leonina. Ainda invicto no BR, o Sport chegou a 8 pontos após este novo 1 x 0, tendo agora 2V e 2E em quatro rodadas. Pontuação interessante e desempenho ainda irregular. Contudo, a situação na tabela já favorece a possibilidade de ajustes, distensionando a relação entre time, técnico e torcida.

Escalação do Sport (melhores: Bill, Vanegas e Sander; piores: Jaderson e Bruno)
Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino e Sander; William Oliveira, Bruno Matias (Pedro Naressi) e Giovanni (Vanegas); Jaderson (Bill), Luciano Juba e Kayke (Rodrigão e depois Chico). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Escalação do Ituano (melhor: Rafael Elias; piores: Rafael Pereira e Pacheco)
Pegorari; Pacheco, Léo Santos, Bernardo e Mário Sérgio; Rafael Pereira (Jimenez), Kaio (Calyson) e Lucas Siqueira; Aylon, João Victor (Roberto) e Rafael Elias (Gérson Magrão). Técnico: Mazola Júnior

Os cinco jogos na história, todos pela Série B (3V do leão, 1E e 1V paulista)
1º) 04/06/2004 – Sport 1 x 0 Ituano (Ilha do Retiro)
2º) 21/05/2005 – Ituano 2 x 1 Sport (Novelli Júnior)
3º) 10/08/2006 – Sport 2 x 0 Ituano (Ilha do Retiro)
4º) 07/11/2006 – Ituano 1 x 1 Sport (Novelli Júnior)
5º) 26/04/2022 – Sport 1 x 0 Ituano (Ilha do Retiro)

Leia mais sobre o assunto
A tabela de jogos do Sport no Campeonato Brasileiro da Série B de 2022

Abaixo, assista ao gol da partida, através do perfil oficial da Sport no Twitter.


Compartilhe!