Compartilhe!
  •  
  • 2
  •  
  •  

O jogo em Pituaçu encerrou a penúltima rodada da 1ª fase. Foto: Renan Oliveira/Jacuipense.

Após sete vitórias seguidas, duas derrotas seguidas. Já classificado à fase decisiva da Série C, o Santa Cruz voltou a jogar mal e acabou derrotado pelo Jacuipense. É a primeira vez em 2020 que o tricolor perde dois jogos consecutivos. Neste aqui, até teve mais volume que na rodada passada, quando foi surpreendido pelo Manaus, mas esteve tecnicamente bem abaixo.

O jogo na segunda-feira reuniu duas equipes já sem pretensões nesta fase. Se o Santa já havia consolidado a liderança do Grupo A, o time baiano, estreante na terceirona, já havia garantido a permanência, mesmo sem poder atuar em Riachão do Jacuípe, no interior – vem exercendo o mando de campo em Salvador, onde também recebeu o duelo conta o time pernambucano.

Assim, em tese, teríamos um “amistoso”, cabendo ao Santa apenas zerar os cartões, já visando o quadrangular. Entretanto, não foi o espírito, num jogo faltoso além da conta. Foram 31 infrações marcadas, 12 cometidas pelo mandante e 19 pelo visitante. Com o jogo parado de forma recorrente, o nível da partida ruim de assistir. Quando a bola rolou ainda ocorreram 16 finalizações (Santa 9 x 7), mas com poucas chances efetivas. Pelos corais, as melhores oportunidades foram dos zagueiros, com William Alves acertando o travessão numa cabeçada no 1T e Dany Morais dando uma de centroavante no fim do 2T, com boa defesa do goleiro.

Àquela altura o Jacupa já vencia pelo placar definitivo, 1 x 0, com Levi concluindo uma jogada rápida após a uma reposição horrível de Maycon Cleiton. As derrotas contra Manaus e Jacuipense não mudam nada sobre o desempenho tricolor (a não ser evitar a melhor campanha da história da 1ª fase do Brasileiro), mas precisam ser analisadas como parte desta campanha. Sendo assim, essa chave precisa ser revirada rapidamente, para que o time não perca o foco justamente antes da etapa mais importante do ano.

As 4 melhores campanhas na 1ª fase da Série C (2012-2020; 18 jogos)
1º) 39 pontos – Fortaleza, 2012 (11V, 6E e 1D)
2º) 38 pontos – Guarani, 2016 (11V, 5E e 2D)*
3º) 36 pontos – Santa Cruz, 2020 (11V, 3E e 3D), em 17 jogos
4º) 36 pontos – Fortaleza, 2015 (10V, 6E e 2D)
* Conseguiu o acesso no mata-mata

Santa Cruz em 17 rodadas na Série C de 2020
Mandante (8 jogos, 19 pts e 79.1%): 6V, 1E e 1D
Visitante (9 jogos, 17 pts e 62.9%): 5V, 2E e 2D

Escalação do Jacuipense (melhores: Levi e Jordan)
Jordan; Raniele (Lucas), Kanu, Railon e Vicente; Josa (Matheus), Thiaguinho (Levi), Eudair, Peixoto e Ruan Levine (Rafael Bastos); Dinei. Treinador: Jonilson Veloso

Escalação do Santa Cruz (melhor: Perí; piores: Maucon Cleiton e Lourenço)
Maycon Cleiton; Toty, William Alves, Danny Morais e Perí; Bileu, Paulinho (Tinga), Chiquinho e Didira (Jáderson); Lourenço (Jeremias) e Pipico (Caio Mancha). Treinador: Marcelo Martelotte

Os confrontos na história, ambos na Série C (1V do leão e 1E)
28/09/2020 – Santa Cruz 3 x 3 Jacuipense (Arruda)
30/11/2020 – Jacuipense 1 x 0 Santa Cruz (Pituaçu)

A análise do Podcast 45 Minutos (Diego Borges, João de Andrade e Lucas Liausu):


Compartilhe!
  •  
  • 2
  •  
  •