Compartilhe!
  • 28
  •  
  •  
  •  

Léo Lemos/Náutico

Pela sequência de jogos com o time titular, parecia óbvio que o Náutico atuaria com menos intensidade diante do Flamengo do Arcoverde. E isso virou “certeza” depois do agendamento do clássico contra o Santa Cruz, pela Copa do Brasil, para 20 de fevereiro, bem em cima da hora. Entretanto, não foi assim, pois a formação alternativa contou com 6 (ou 7) jogadores deverão atuar no Arruda (?). E tem mais. O jogo nos Aflitos também foi corrido, 4 x 2.

Após largar com duas derrotas, o atual campeão pernambucano chegou à terceira vitória consecutiva e finalmente entro no G4 da classificação. Lembrando que os quatro primeiros colocados vão atuar em casa nas quartas de final – ainda é pouco, até porque a semi também será em jogo único. De toda forma, a vitória cumpriu o protocolo para os dias que antecedem a apresentação mais importante para o alvirrubro neste ano, até aqui – o mesmo cenário para o rival, diga-se.

Lá no Mundão, o timbu deverá ter um ataque diferente, com a expectativa sobre o retorno de Wallace Pernambucano (com pouco tempo de recuperação) e com a colaboração de Jorge Henrique. Sobre a zaga, que não terá Sueliton, suspenso, creio que Márcio Goiano tenha utilizado a partida para testar a dupla que jogará na copa, mas a defesa foi vazada duas vezes – por sinal, o Fla balançou as redes de Náutico, Santa e Sport, somando 4 pontos em 9 possíveis. Num mata-mata (de R$ 1,45 milhão), 2 gols sofridos podem sentenciar a meta…

Escalação do Náutico
Bruno; André Kroebel, Rafael Ribeiro, Diego e Assis (Gabriel Araújo, 41/1T); Jiménez, Lucas Paraíba (Fábio Matos, 21/2T) e Luiz Henrique; Thiago, Tharcysio e Robinho (Rafael Oliveira, 37/2T). Técnico: Márcio Goiano

Escalação do Flamengo
Lucas Peixe, Dadinha, Alenilson, Alaf e Diguinho; Raimundinho, Naldinho (Jeorge), Pedro Maycon e Tiago Bagagem; João Victor (Lucas Sabino) e Celio (Jefferson Maranhão). Técnico: Nilson Corrêa

A cronologia dos gols da vitória do Náutico
09/1T – 1 x 0 (quatro jogadores na jogada e gol de Krobel)
17/1T – 1 x 1 (Pedro Maycon de pênalti)
31/1T – 2 x 1 (gol contra)
12/2T – 3 x 1 (Thiago, com colaboração do goleiro)
18/2T – 3 x 2 (Pedro Maycon de novo)
42/2T – 4 x 2 (Rafael Ribeiro fechou a conta)

Os 6 confrontos na história (todos pelo Estadual)
1º) 13/04/1997 – Flamengo 1 x 3 Náutico (Arcoverde)
2º) 14/05/1997 – Náutico 0 x 1 Flamengo (Aflitos)
3º) 22/05/1998 – Flamengo 1 x 1 Náutico (Arcoverde)
4º) 22/02/1999 – Náutico 3 x 0 Flamengo (Aflitos)
5º) 26/02/2018 – Náutico 1 x 0 Flamengo (Arena PE)
6º) 16/02/2019 – Náutico 4 x 2 Flamengo (Aflitos)

Retrospecto: 4 vitórias do Náutico, 1 empate e 1 vitória do Fla

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli,João de Andrade e Clauber Santana):

Léo Lemos/Náutico


Compartilhe!
  • 28
  •  
  •  
  •