Compartilhe!
  •  
  • 5
  •  
  •  

Mais vitórias em GPs. Em breve, muito em breve, mais títulos na F1. Foto: Mercedes/Twitter.

Em 70 anos, oito pilotos alcançaram o recorde de vitórias em corridas na Fórmula 1. Farina, Fangio, Ascari, Clark, Stewart, Prost, Schumacher e Hamilton, apenas oito nomes entre os 765 que já iniciaram uma corrida na categoria. A história parte do italiano Giuseppe, a bordo de um Alfa Romeo, em 1950, até Lewis Hamilton, numa Mercedes, em 2020. Após a óbvia evolução da marca na primeira década, com 13 trocas de liderança, o status de maior vencedor de Grandes Prêmios passou por uma estabilização, à medida em que o número de pódios passou a ser uma meta irreal.

Como superar as 27 vitórias de Jackie Stewart em 1973? Difícil. Como superar as 51 vitórias de Alain Prost em 1993? Improvável. Como superar as 91 vitórias de Michael Schumacher em 2006? Sem chance. A cada quebra, uma roda de debates sobre como seria possível alcançar um novo patamar. Em nível técnico e longevidade. Eis que o inglês de 35 anos, em sua 14ª temporada na F1, chegou à 92ª vitória. Ao vencer o GP de Portugal, de ponta a ponta, o hexacampeão mundial atingiu um número impraticável. Como superá-lo? Neste caso, a dúvida se refere ao próprio Hamilton, cujo nível de competividade segue, de fato, absurdo.

Em 12 corridas disputadas em 2020, até este já histórico dia 25 de outubro, Hamilton venceu nada menos que 8, dando sinais que o recorde será estendido a três dígitos e mantido por muito tempo – além do inevitável heptacampeonato, alcançando outra marca do alemão. Por sinal, Schumacher liderou (e ampliou) o número de vitórias por 19 anos – foram quase 7 mil dias. Foi o maior período em que o recorde foi mantido de maneira isolada. Agora, a tendência é que algumas gerações, duas ou três, por baixo, passem até que Hamilton seja superado. Caso seja, diga-se. A nova dinastia começa hoje, dia 1. Parabéns, Hamilton!

Curiosidade
Ao todo, mais de 1.000 Grandes Prêmios já foram realizados na Fórmula 1. A todo, 109 pilotos (incluindo seis brasileiros) ganharam ao menos um GP, do triunfo de Farina no pioneiro GP da Inglaterra, em 1950, ao francês Pierre Gasly, no GP da Itália em 2020.

A seguir, algumas listas que dimensionam o tamanho do feito de Lewis Hamilton. Imparável.

A evolução do recorde de vitórias em Grandes Prêmios na Fórmula 1
13/05/1950 – 1x – Giuseppe Farina (ITA)
21/05/1950 – 1x – Giuseppe Farina (ITA) e Juan Manuel Fangio (ARG)
04/06/1950 – 2x – Giuseppe Farina (ITA)
18/06/1950 – 2x – Giuseppe Farina (ITA) e Juan Manuel Fangio (ARG)
02/07/1950 – 3x – Juan Manuel Fangio (ARG)
03/09/1950 – 3x – Juan Manuel Fangio (ARG) e Giuseppe Farina (ITA)
27/05/1951 – 4x – Juan Manuel Fangio (ARG)
17/06/1951 – 4x – Juan Manuel Fangio (ARG) e Giuseppe Farina (ITA)
01/07/1951 – 5x – Juan Manuel Fangio (ARG)
28/10/1951 – 6x – Juan Manuel Fangio (ARG)
03/08/1952 – 6x – Juan Manuel Fangio (ARG) e Alberto Ascari (ITA)
17/08/1952 – 7x – Alberto Ascari (ITA)
(evoluiu de 7 até 12 com Ascari)
23/08/1953 – 12x – Alberto Ascari (ITA)
22/08/1954 – 12x – Alberto Ascari (ITA) e Juan Manuel Fangio (ARG)
05/09/1954 – 13x – Juan Manuel Fangio (ARG)
(evoluiu de 13 até 24 com Fangio)
04/08/1957 – 24x – Juan Manuel Fangio (ARG)
22/10/1967 – 24x – Juan Manuel Fangio (ARG) e Jim Clark (ESC)
01/01/1968 – 25x – Jim Clark (ESC)
03/06/1973 – 25x – Jim Clark (ESC) e Jackie Stewart (ESC)
29/07/1973 – 26x – Jackie Stewart (ESC)
05/08/1973 – 27x – Jackie Stewart (ESC)
17/05/1987 – 27x – Jackie Stewart (ESC) e Alain Prost (FRA)
20/09/1987 – 28x – Alain Prost (FRA)
(evoluiu de 28 até 51 com Prost)
25/07/1993 – 51x – Alain Prost (FRA)
19/08/2001 – 51x – Alain Prost (FRA) e Michael Schumacher (ALE)
02/09/2001 – 52x – Michael Schumacher (ALE)
(evoluiu de 52 até 91 com Schmucher)
01/10/2006 – 91x – Michael Schumacher (ALE)
11/10/2020 – 91x – Michael Schumacher (ALE) e Lewis Hamilton (ING)
25/10/2020 – 92x – Lewis Hamilton (ING)

Mais tempo na liderança isolada de vitórias em GPs (+1.000 dias)
1º) 6.978 dias – Michael Schumacher (ALE), 2001-2020
2º) 5.081 dias – Alain Prost (FRA), 1987-2001
3º) 5.039 dias – Jackie Stewart (ESC), 1973-1987
4º) 4.794 dias – Juan Manuel Fangio (ARG), 1954-1967
5º) 1.979 dias – Jim Clark (ESC), 1968-1973

Top Ten entre os maiores vencedores de GPs na F1 (até 25/10/2020)*
1º) 92x – Lewis Hamilton (ING), entre 2007 e 2020
2º) 91x – Michael Schumacher (ALE), entre 1992 e 2006
3º) 53x – Sebastian Vettel (ALE), entre 2008 e 2019
4º) 51x – Alain Prost (FRA), entre 1981 e 1993
5º) 41x – Ayrton Senna (BRA), entre 1985 e 1993
6º) 32x – Fernando Alonso (ESP), entre 2003 e 2013
7º) 31x – Nigel Mansell (ING), entre 1985 e 1994
8º) 27x – Jackie Stewart (ESC), entre 1965 e 1973
9º) 25x – Jim Clark (ESC), entre 1962 e 1968
9º) 25x – Niki Lauda (AUT), entre 1974 e 1985
* Ao todo, 109 pilotos já venceram

Pilotos brasileiros que já venceram GPs na F1 (até 25/10/2020)
1º) 41x – Ayrton Senna, entre 1985 e 1993 (5º no geral)
2º) 23x – Nelson Piquet, entre 1980 e 1991 (12º)
3º) 14x – Emerson Fittipaldi, entre 1970 e 1975 (19º)
4º) 11x – Rubens Barrichello, entre 2000 e 2009 (27º)
4º) 11x – Felipe Massa, entre 2006 e 2008 (27º)
6º) 1x – José Carlos Pace, em 1975 (77º)

Países com mais vitórias em Grandes Prêmios na F1 (até 25/10/2020)
1º) 222x – Inglaterra (14 pilotos)
2º) 179x – Alemanha (7 pilotos)
3º) 101x – Brasil (6 pilotos)
4º) 80x – França (13 pilotos)
5º) 65x – Escócia (3 pilotos)
6º) 56x – Finlândia (5 pilotos)
7º) 43x – Itália (15 pilotos)
8º) 42x – Austrália (4 pilotos)
9º) 41x – Áustria (3 pilotos)
10º) 38x – Argentina (3 pilotos)

Curiosidade: sozinho, Hamilton ficaria em 4º lugar na lista de países com mais vitórias, além de representar 41% da Inglaterra, que lidera com folga o ranking de pódios em Grandes Prêmios.


Compartilhe!
  •  
  • 5
  •  
  •