Compartilhe!

Bahia/twitter (@ecbhaia)

Mas de 43 mil tricolores assistiram ao Ba-Vi, registrando o maior público da fase.

Se o novo formato de disputa gerou críticas devido à disparidade de pontuação entre os grupos A e B, em relação ao público presente a mudança realizada na Copa do Nordeste de 2019 surtiu efeito imediato.

A fase de grupos teve um aumento de 99% na média de público, passando de 3,2 mil para 6,5 mil. Em 2019, esta etapa teve 16 jogos mais. Considerando público total, entre pagantes e não pagantes, a diferença foi de 251 mil pessoas, passando de 153 mil para 404 mil.

Neste evolução, pesou a “imposição” de clássicos estaduais na fase, alguns deles com casa cheia. No caso, o Ba-Vi, com 43 mil espectadores (com torcida única, foram apenas tricolores), e o Clássico-Rei, com 35 mil. Não por acaso, Bahia, Ceará e Fortaleza lideram a corrida de público nesta edição, os únicos acima de 10 mil – em Pernambuco, o melhor índice foi do Náutico. No dado absoluto, o Baêa deve ser ultrapassado pela dupla cearense, uma vez que foi eliminado precocemente e os alencarinos serão mandantes nas quartas de final.

Na bilheteria, o crescimento foi ainda maior, com a média saltando de R$ 37 mil para R$ 88 mil, o que corresponde a +133%. Abaixo, um comparativo entre as edições de 2019 e 2018 e, na sequência, os rankings de público e renda envolvendo os 20 participantes – os 16 que disputaram a fase de grupos e os 4 eliminados na preliminar, realizada em abril de 2018 (!).

Fase de grupos de 2019
62 jogos*
404.105 torcedores (média de 6.517)
R$ 5.476.405 (média de R$ 88.329)
* Ainda ocorreram 2 jogos de portões fechados

Fase de grupos de 2018
47 jogos**
153.265 torcedores (média de 3.260)
R$ 1.774.146 (média de R$ 37.747)
** Ainda ocorreu 1 jogo de portões fechados

Nordestão 2019 (preliminar + fase de grupos)
70 jogos*
415.325 torcedores (média de 5.933)
R$ 5.590.113 (média de R$ 79.858)
* Ainda ocorreram 2 jogos de portões fechados

Nordestão 2018 (preliminar + fase de grupos)
55 jogos**
170.330 torcedores (média de 3.096)
R$ 1.960.886 (média de R$ 35.652)
** Ainda ocorreu 1 jogo de portões fechados

Os maiores públicos do Nordestão de 2019 (+10 mil)
1º) 43.393 – Bahia 1 x 1 Vitória (Fonte Nova, 03/02 – 3ª rodada)
2º) 35.878 – Ceará 1 x 1 Fortaleza (Castelão, 17/03 – 6ª rodada) 
3º) 19.388 – Bahia 1 x 1 CRB (Fonte Nova, 16/01 – 1ª rodada)
4º) 19.196 – Fortaleza 0 x 0 CSA (Castelão, 28/01 – 2ª rodada)
5º) 15.785 – Fortaleza 1 x 0 ABC (Castelão, 30/03 – 8ª rodada)
6º) 15.655 – Fortaleza 2 x 2 Bahia (Castelão, 24/02 – 4ª rodada)
7º) 14.318 – Bahia 3 x 0 Salgueiro (Fonte Nova, 24/03 – 7ª rodada)
8º) 13.845 – Ceará 5 x 0 Sampaio Corrêa (Castelão, 17/01 – 1ª rodada)
9º) 12.025 – CSA 0 x 0 CRB (Rei Pelé, 07/03 – 5ª rodada)
10º) 11.779 – Botafogo 2 x 0 Altos (Almeidão, 16/03 – 6ª rodada)
11º) 11.736 – Fortaleza 4 x 0 Confiança (Castelão, 07/03 – 5ª rodada)
12º) 10.678 – Náutico 1 x 3 Fortaleza (Aflitos, 15/01 – 1ª rodada)
13º) 10.446 – Bahia 0 x 1 Sergipe (Fonte Nova, 13/03 – 6ª rodada)
14º) 10.214 – Botafogo 1 x 0 Sampaio Corrêa (Almeidão, 24/03 – 7ª rodada)

Nº de mandos acima de 10 mil pessoas
4x – Bahia e Fortaleza
2x – Botafogo e Ceará
1x – CSA e Náutico

Média de público em 2019 (preliminar + fase de grupos)
1º) 21.886 – Bahia (4 jogos)
2º) 16.513 – Ceará (4 jogos)
3º) 15.593 – Fortaleza (4 jogos)
4º) 8.312 – Botafogo (4 jogos)
5º) 7.442 – CSA (4 jogos)
6º) 7.314 – Náutico (4 jogos)
7º) 5.573 – Santa Cruz (4 jogos)
8º) 4.627 – CRB (5 jogos)
9º) 3.275 – Vitória (4 jogos)
10º) 2.999 – Confiança (5 jogos)
11º) 2.545 – Moto Club (4 jogos)
12º) 1.990 – América-RN (1 jogo)
13º) 1.824 – ABC (2 jogos*)
14º) 1.307 – Campinense (1 jogo)
15º) 1.045 – Salgueiro (5 jogos)
16º) 967 – Sampaio Corrêa (5 jogos)
17º) 882 – Sergipe (4 jogos)
18º) 807 – River (1 jogo)
19º) 446 – Altos (4 jogos)
20º) 230 – Juazeirense (1 jogo)

Público absoluto em 2019 (preliminar + fase de grupos)
1º) 87.545 – Bahia (4 jogos)
2º) 66.054 – Ceará (4 jogos)
3º) 62.372 – Fortaleza (4 jogos)
4º) 33.251 – Botafogo (4 jogos)
5º) 29.770 – CSA (4 jogos)
6º) 29.258 – Náutico (4 jogos)
7º) 23.137 – CRB (5 jogos)
8º) 22.292 – Santa Cruz (4 jogos)
9º) 14.998 – Confiança (5 jogos)
10º) 13.103 – Vitória (4 jogos)
11º) 10.180 – Moto Club (4 jogos)
12º) 5.229 – Salgueiro (5 jogos)
13º) 4.839 – Sampaio Corrêa (5 jogos)
14º) 3.648 – ABC (2 jogos*)
15º) 3.530 – Sergipe (4 jogos)
16º) 1.990 – América-RN (1 jogo)
17º) 1.785 – Altos(4 jogos)
18º) 1.307 – Campinense (1 jogo)
19º) 807 – River (1 jogo)
20º) 230 – Juazeirense (1 jogo)

Média de renda de bruta em 2019 (preliminar + fase de grupos)
1º) R$ 462.153 – Bahia (4 jogos)
2º) R$ 212.986 – Ceará (4 jogos)
3º) R$ 120.030 – Botafogo (4 jogos)
4º) R$ 110.377 – Náutico (4 jogos)
5º) R$ 100.251 – CSA (4 jogos)
6º) R$ 97.048 – Fortaleza (4 jogos)
7º) R$ 54.793 – Santa Cruz (4 jogos)
8º) R$ 46.015 – CRB (5 jogos)
9º) R$ 43.377 – Moto Club (4 jogos)
10º) R$ 43.336 – Confiança (5 jogos)
11º) R$ 32.040 – América-RN (1 jogo)
12º) R$ 24.805 – ABC (2 jogos*)
13º) R$ 21.849 – Vitória (4 jogos)
14º) R$ 18.110 – Campinense (1 jogo)
15º) R$ 15.338 – Sergipe (4 jogos)
16º) R$ 7.098 – Sampaio Corrêa (5 jogos)
17º) R$ 6.940 – River (1 jogo)
18º) R$ 6.119 – Salgueiro (5 jogos)
19º) R$ 3.710 – Altos (4 jogos)
20º) R$ 2.900 – Juazeirense (1 jogo)

Renda bruta absoluta em 2019 (preliminar + fase de grupos)
1º) R$ 1.848.614 – Bahia (4 jogos)
2º) R$ 851.945 – Ceará (4 jogos)
3º) R$ 480.120 – Botafogo (4 jogos)
4º) R$ 441.510 – Náutico (4 jogos)
5º) R$ 401.007 – CSA (4 jogos)
6º) R$ 388.192 – Fortaleza (4 jogos)
7º) R$ 230.079 – CRB (5 jogos)
8º) R$ 219.175 – Santa Cruz (4 jogos)
9º) R$ 216.683 – Confiança (5 jogos)
10º) R$ 173.510 – Moto Club (4 jogos)
11º) R$ 87.396 – Vitória (4 jogos)
12º) R$ 61.353 – Sergipe (4 jogos)
13º) R$ 49.610 – ABC (2 jogos*)
14º) R$ 35.490 – Sampaio Corrêa (5 jogos)
15º) R$ 32.040 – América-RN (1 jogo)
16º) R$ 30.599 – Salgueiro (5 jogos)
17º) R$ 18.110 – Campinense (1 jogo)
18º) R$ 14.840 – Altos (4 jogos)
19º) R$ 6.940 – River (1 jogo)
20º) R$ 2.900 – Juazeirense (1 jogo)


Compartilhe!