Compartilhe!
  •  
  • 13
  •  
  •  

Cotadas para o torneio, a Arena PE e a Arena das Dunas foram vetadas pelos governos estaduais.

Originalmente, a Copa América de 2021 seria em 2020, com a sede compartilhada entre Argentina e Colômbia. Porém, o torneio foi adiado pelo agravamento da pandemia no continente. Já em 2021, saiu da Colômbia por instabilidade social no país. Pouco depois, os argentinos também abriram mão devido ao número de casos Covid-19, com a vacinação ainda baixa.

Com o apoio do presidente da República, Jair Bolsonaro, que não parece ligar nem pra uma coisa nem pra outra, o torneio de seleções acabou indo parar no Brasil. O Brasileirão segue em andamento, assim como as copas internacionais de clubes, com 45 jogos da Libertadores, Sula e Recopa desde janeiro, mas a questão é justamente o compromisso com algo que não estava estabelecido num cenário já difícil, polêmico. O Brasil deu o aval a doze dias das abertura!

O anúncio da segunda edição seguida no Brasil foi feito com o país contabilizando 462 mil mortes pelo Coronavírus, 16,5 milhões de contaminados e apenas 10,4% da população já com a segunda dose da vacina (ou 22 milhões de pessoas). É algo que, na minha visão, pesa contra a administração pública e também para a Conmebol, que vai tentando evitar um prejuízo maior, que seria o cancelamento, mudando a competição constantemente, sem muito zelo.

Por sinal, vale uma curiosidade sobre isso. Após a Copa América em 2019, no Brasil, a entidade sul-americana tentou fazer outra já em 2020 baseado apenas num ajuste do calendário oficial, uma vez que foi aprovada a paridade com a Eurocopa, também de quatro em quatro anos entre a Copa do Mundo – 2020, 2024, 2028 etc. A ideia era evitar um hiato de cinco antes até a disputa de 2024, no Equador. Entretanto, com o cenário atual em 2021, mudando de ano e país, esta edição já não tem sentido. O anúncio saiu sem a confirmação das cidades-sedes.

Uma lista nos bastidores, informada por Martín Fernandez, do jornal O Globo, contava com seis cidades, entre as quais Rio de Janeiro, incluindo a final, São Paulo, Brasília, Manaus, Recife e Natal. No Nordeste, os governadores Paulo Câmara (PE) e Fátima Bezerra (RN) vetaram a possibilidade antes mesmo de um convite formal, ambos a partir dos respectivos cenários epidemiológicos, considerados graves. A conferir na nova tabela na versão brasileira…

Torcedor, o que você acha da Copa América 2021 no Brasil? E sobre os vetos dos estados?

Datas e participantes
A 47ª edição da Copa América será disputada entre os dias 13 de junho e 10 de julho de 2021. A princípio seriam 12 seleções, com Catar e Austrália como convidados. Porém, os dois países desistiram devido à crise sanitária. Então, serão 10 participantes, os 10 filiados da Conmebol: Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Chile, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

Nº de edições como país-sede da Copa América de 1916 a 2021*
1º) 9x – Argentina (última em 2011)
2º) 7x – Uruguai (1995) e Chile (2015)
4º) 6x – Peru (2004) e Brasil (2021)
6º) 3x – Equador (1993)
7º) 2x – Bolívia (1997)
8º) 1x – Paraguai (1999), Colômbia (2001), Venezuela (2007) e EUA (2016)
* Outras três edições não tiveram sede fixa

Nº de títulos da Copa América de 1916 a 2019
1º) 15x – Uruguai (último em 2011)
2º) 14x – Argentina (1993)
3º) 9x – Brasil (2019)
4º) 2x – Peru (1975), Paraguai (1979) e Chile (2016)
7º) 1x – Bolívia (1963) e Colômbia (2001)


Compartilhe!
  •  
  • 13
  •  
  •