Compartilhe!

Léo Lemos/Náutico

A campanha do Náutico foi excelente. Invicto, o alvirrubro goleou 12 vezes em 20 apresentações no Campeonato Pernambucano da categoria juvenil, incluindo um passeio de 13 x 0 sobre o Íbis, em partida disputada no CT Wilson Campos, em 19 de maio. Ao longo de seis meses, o time venceu 16 jogos, com 81 gols marcados (média de 4,05!). Com 14 tentos, o atacante Julio puxou a fila do poderoso setor ofensivo, sendo o artilheiro da competição.

O time só não balançou as redes na final, ao menos no tempo normal, em dois jogos equilibrados com o Sport – e olhe que os rivais já haviam empatado duas vezes na fase classificatória. Empates sem gols na Ilha do Retiro, na ida, e no Gileno de Carli, na volta, com mando timbu e sob o olhar do técnico do time principal, Márcio Goiano. O desempate saiu nos pênaltis, com o goleiro Gabriel brilhando, ao defender a segunda cobrança leonina, e o meia Thiago encerrando a série, 5 x 4.

Assim, o Náutico volta a ser campeão estadual no Sub 17 após três temporadas – evitando o tri do arquirrival. Foi a 3ª taça nesta década, as três em cima do Sport. Ao todo, foi o 9º título do clube de Rosa e Silva nesta categoria, incluindo o período anterior a 1995, quando a competição foi reformulada pela FPF, tornando-se aberta a clubes profissionais e amadores.

Náutico (4-3-3)
Gabriel; Ivan Piauí, Carlão, Vellaske e Lucas Santos; Miro, Thiago e Léo; Alison, Luís e Julio. Técnico: Adriano de Souza

Sport (4-3-3)
Jaime; Rafael, Misael, Richard e André; Matheus, Ítalo e Thomaz; João, Jair e Mateus. Técnico: Sued Lima

Campanhas
1º) Náutico (52 pts e 86,6% em 20 jogos; 16V, 4E e 0D; 81 GP e 9 GC)
2º) Sport (44 pts e 73,3% em 20 jogos; 13V, 5E e 2D; 62 GP e 11 GC)

Títulos pernambucanos no Sub 17 (Juvenil)
13 – Sport (81, 85, 86, 98, 99, 03, 04, 07, 09, 13, 14, 16 e 17)
9 – Náutico (80, 84, 96, 05, 08, 10, 11, 15 e 18)
4 – Santa Cruz (87, 01, 02 e 12)
1 – Central (83)
1 – Íbis (95)
1 – Benfica (97)
1 – Unibol (00)

Léo Lemos/Náutico


Compartilhe!