Compartilhe!

Divulgação

A literatura esportiva de Pernambuco ganhará nove livros de uma vez, através da coleção “É campeão!”, lançada pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe).

Idealizada pelo jornalista Marcelo Cavalcante e com a participação de outros oito jornalistas locais, a série aborda histórias de atletas de renome no cenário estadual (e nacional) – nem todos eles pernambucanos, como é o caso de Kuki, nascido no Ceará e criado no Rio Grande do Sul. Além do perfil traçado, com momentos marcantes, tanto na vida esportiva quanto na vida pessoal, os feitos de cada um. Os livros foram escritos simultaneamente nos últimos dois anos.

Os grandes clubes de futebol do Recife estão representados, os três com jogadores relevantes nas respectivas histórias, mas outras modalidades também foram contempladas na coleção, como a natação, com três atletas: o medalhista paralímpico Ivanildo Vasconcelos, a pioneira do estado, Adriana Salazar, que esteve presente em Seul 1988, e Joanna, ainda a nadadora com o melhor resultado nas piscinas olímpicas (o 5º lugar nos 400 metros medley, em 2004).

Considerando o âmbito esportivo, o mercado literário ainda é escasso, sobretudo com viés local. Por isso, é gratificante ver o surgimento de uma série deste tamanho. O lançamento dos nove livros foi agendado de forma simultânea para o dia 22 de setembro, na 4ª edição da Feira Nordestina do Livro (Fenelivro), no Centro de Convenções de Pernambuco.

A coleção de livros “É campeão!”
1º) Raça alvirrubra (Kuki, futebol) – Marcelo Cavalcante
2º) A joia da Ilha (Chiquinho, futebol) – Ricardo Novelino
3º) Na bola e no mundo (Zé do Carmo, futebol) – Wagner Sarmento
4º) Braçadas na vida (Ivanildo Vasconcelos, natação) – Marcelo Sá Barreto
5º) Na raia da superação (Joanna Maranhão, natação) – Carlos Lopes
6º) Arremessos e conquistas (Samira Rocha, handebol) – Irce Falcão
7º) Um sonho de ouro (Pampa, vôlei) – Márcio Markman
8º) DNA de vencedor (Roberto Dornelas, técnico de basquete) – Marcos Leandro
9º) A pioneira olímpica (Adriana Salazar, natação) – Lenivaldo Aragão


Compartilhe!