Compartilhe!

O zagueiro de 1,90m foi vendido para o futebol alemão com o pagamento em dois momentos.

O Hoffenheim concluiu a aquisição do zagueiro Lucas Ribeiro, revelado pelo Vitória. Após comprar 80% dos direitos econômicos em janeiro de 2019, o clube alemão adquiriu os 20% restantes em janeiro de 2020. Com isso, o jogador, hoje aos 21 anos, tornou-se a maior venda da história do futebol nordestino – considerando apenas os valores (nominais) repassados aos clubes da região.

O curioso é que Lucas Ribeiro já aparecia numa ótima posição no levantamento do blog, pois a primeira negociação já havia rendido R$ 12,9 milhões, suficiente para deixá-lo em 2º lugar. Com mais R$ 3,13 milhões nesta temporada, um dado informado pelo repórter Vitor Villar, do jornal Correio*, o jogador superou Zé Rafael, cuja saída rendeu R$ 14,5 milhões ao Bahia. Ao todo, Lucas Ribeiro custou 3,7 milhões de euros – em relação à conversão, utilizei a mesma ferramenta de todas as outras vendas presentes no blog, o conversor do portal Yahoo.

Considerando o Plano Real, instituído oficialmente em 1º de julho de 1994, o jogador revelado no leão da barra é o 11º recordista da região. Os últimos quatro já passaram de R$ 10 mi. Lembrando que esta é uma lista sem reajuste. Aplicando o indicador inflacionário, a negociação do sérvio Petkovic saltaria, hoje, para R$ 36 milhões, sendo bem difícil de alcançar.

A evolução da venda recorde no Nordeste (no Plano Real)
1º) 1994 – R$ 885.000, Alex Alves e Paulo Isidoro (Vitória/Palmeiras)
2º) 1994 – R$ 930.000, Vampeta (Vitória/PSV da Holanda)
3º) 1995 – R$ 1.500.000, Juninho Pernambucano (Sport/Vasco)
4º) 1998 – R$ 4.500.000, Róbson Luís (Bahia/Santos)
5º) 1999 – R$ 8.299.500, Petkovic (Vitória/Venezia da Itália)
6º) 2003 – R$ 8.639.700, Nádson (Vitória/Suwon Bluewings, da Coreia do Sul)
7º) 2004 – R$ 9.841.300, Dudu Cearense (Vitória/Kashiwa Reysol do Japão)
8º) 2013 – R$ 10.000.000, Gabriel Paulista (Vitória/Villarreal da Espanha)
9º) 2015 – R$ 12.677.870, Bruno Paulista (Bahia/Sporting de Portugal)
10º) 2018 – R$ 14.500.000, Zé Rafael (Bahia/Palmeiras)
11º) 2020 – R$ 16.030.140, Lucas Ribeiro (Vitória/Hoffenheim da Alemanha)*
* Venda realizada em dois momentos (2019 e 2020)

Nº de vendas recordistas
7x – Vitória
3x – Bahia
1x – Sport

Leia mais sobre o assunto
As 124 vendas milionárias dos clubes do Nordeste no Plano Real


Compartilhe!