Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Aos 35 anos, a capitã ampliou o recorde na Seleção Brasileira. Fotos: Talita Gouvêa/CBF.

Marta esteve em campo em nove das dez partidas da Seleção Brasileira Feminina no Nordeste. A exceção foi no primeiro jogo, em 1995, na Ilha do Retiro, quando a meia-atacante alagoana tinha apenas 9 anos de idade. Naquela época, ainda pioneira, brilhavam Sissi, Pretinha e Roseli. Aquela criança, como se sabe, cresceu em Dois Riachos e tornou-se a melhor jogadora do mundo, eleita por seis vezes. Contudo, apesar da ligação umbilical, já havia um hiato razoável de gols na região.

Durou seis anos, até a belíssima cobrança de falta aos 36 minutos do primeiro tempo no amistoso contra a Argentina, em João Pessoa. Com dados revisados pelo historiador da CBF, Antônio Napoleão, a rainha chegou ao seu 117º gol com a camisa verde e amarela, recorde entre homens e mulheres – no time masculino, Pelé fez 95 gols, também considerando o recorte geral, contra países e clubes/combinados. No NE, atuando pela Seleção, este foi o 11º gol de Marta, que desta vez atuou nos 90 minutos. Antes, ela havia balançando as redes contra Trinidad (5x), México (2x), seleção pernambucana (2x) e Chile (1x).

Ou seja, a camisa 10 fez 11 gols em 9 jogos no NE, com média de 1,22. No geral, contabilizando 173 jogos, o índice dela é de 0,67. O golaço foi o ponto alto da goleada de 4 x 1 sobre as hermanas. Os outros gols brasileiros foram de Kerolin (19/1T), Debinha (2/2T) e Yasmim (6/2T). Foi o segundo triunfo no clássico num intervalo de quatro dias, com ambos os amistosos na Paraíba, um no interior e um na capital. Assim, analisando toda a história da seleção feminina na região, esta foi a 10ª vitória brasileira em 10 partidas. Portanto, 100% de aproveitamento.

Escalação do Brasil
Letícia; Antonia, Érika, Daiane (Lauren) e Tamires (Yasmim); Duda, Angelina (Thaís), Debinha (Ary) e Kerolin (Ludmila); Nycole (Geyse) e Marta. Técnica: Pia Sundhage

Os 10 jogos da Seleção Brasileira Feminina no Nordeste (e os públicos)
1º) 30/04/1995 – Brasil 10 x 0 Portugal (Ilha do Retiro, Recife-PE), 10.000
2º) 14/05/2011 – Brasil 3 x 0 Chile (Rei Pelé, Maceió-AL), 4.863
3º) 16/06/2011 – Brasil 4 x 1 Pernambuco (Arruda, Recife-PE), 5.012
4º) 09/12/2015 – Brasil 11 x 0 Trinidad e Tobago (Arena das Dunas-RN, Natal), 4.318
5º) 13/12/2015 – Brasil 6 x 0 México (Arena das Dunas, Natal-RN), 6.225
6º) 16/12/2015 – Brasil 2 x 1 Canadá (Arena das Dunas, Natal-RN), 5.891
7º) 20/12/2015 – Brasil 3 x 1 Canadá (Arena das Dunas, Natal-RN), 10.643
8º) 23/03/2016 – Brasil 3 x 1 Austrália (Presidente Vargas, Fortaleza-CE), 8.197
9º) 17/09/2021 – Brasil 3 x 1 Argentina (Amigão, Campina Grande-PB), 400*
10º) 20/09/2021 – Brasil 4 x 1 Argentina (Almeidão, João Pessoa-PB), 700*
* Apenas convidados, já como liberação da secretaria de saúde do estado

Curiosidade
A vitória da Seleção Feminina em João Pessoa marcou o 70º triunfo do Brasil atuando no Nordeste, contabilizando 3 categorias em 87 anos de história. Além das dez vitórias das mulheres, ocorreram 48V da Seleção Masculina (em 65 jogos) e 12V da Seleção Olímpica (em 19 jogos). Ao todo, 80,8% de aproveitamento no NE. Confira a lista completa, com 94 partidas na região, clicando aqui.

Abaixo, o Estádio Almeidão customizado para a receber a Seleção Feminina pela 1ª vez.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •