Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

O volante Marciel abriu o caminho para a goleada alvirrubra. Foto: Tiago Caldas/Náutico.

Num jogo com a melhor resposta técnica dada pelo elenco neste ano, o Náutico goleou o Operário do Paraná por 5 x 0, nos Aflitos, e chegou a nove rodadas de invencibilidade na Série B. Com 21 pontos em 27 disputados, já com aproximadamente 1/4 da tabela, o campeão pernambucano tem 77% de aproveitamento. Liderança mantida, com 2 pontos à frente do Coritiba.

Na abertura da 9ª rodada, o alvirrubro jogou desfalcado de três titulares, Camutanga, Hereda e Kieza, além do atacante Erick, que deixou o clube em definitivo. Remendado, sentindo o ritmo puxado neste início de competição, o timbu foi montado para tentar travar o Operário e buscar tramas mais rápidas. Embora o visitante tenha tido 60% de posse de bola no 1T, segundo o SofaScore, e também tenha finalizado mais, com 8 x 7, o perigo real esteve sempre do outro lado, letal.

Para isso, também ajudou bastante o gol logo cedo, aos 8 minutos, com o volante Marciel pegando uma sobra no escanteio. Em vantagem e consciente dos problemas na noite, o timbu foi inteligente. Povoou a intermediária defensiva, buscando desarmes e lançamentos. Por duas vezes Jean Carlos tentou inversões. Na terceira, através de Vinícius, saiu o segundo gol, com Paiva sendo lançado livre. Quando chegou a marcação, fintou e bateu bem.

No 2T, com a chuva apertando, o timbu “definiu” a vitória logo no comecinho, numa arrancada incrível de Vinícius pela esquerda – ótima partida do atacante, jogando pro time. Ganhou da marcação, invadiu a área e rolou pra Jean Carlos, com tempo para ajeitar e escolher o canto. O camisa 10 chegou ao 6º gol nesta temporada, sendo o 4º na Série B. Pelo clube de Rosa e Silva o meia já soma 21 gols em 80 partidas, num ótimo desempenho para a posição. Ao 10 minutos, após enfiada de bola de Rhaldney, um dos pilares da equipe, Paiva marcou de novo. Foi o 4º gol do paraguaio no campeonato, ultrapassando Kieza, poupado pela 2ª vez seguida.

Com a certeza da vitória tão cedo, Hélio dos Anjos pôde fazer mais testes na equipe, com a junção disso resultando no último gol, aos 45, com passe de Nunes para para o estreante Iago, ambos acionados. Embora o Náutico necessite de reforços para o banco visando o acesso, e agora também de um nome para a vaga de Erick, as reposições foram essenciais no 6º triunfo.

Náutico em 9 rodadas na Série B de 2021
Mandante (5 jogos, 13 pts e 86.6%): 4V, 1E e 0D
Visitante (4 jogos, 8 pts e 66.6%): 2V, 2E e 0D

O desempenho do timbu nos 9 primeiros jogos na Série B (pontos corridos)
1º) 2021 – 21 pontos (6V, 3E e 0D; 1º lugar)
2º) 2010 – 20 pontos (6V, 2E e 1D; 1º lugar)
3º) 2015 – 18 pontos (5V, 3E e 1D; 4º lugar)
4º) 2016 – 16 pontos (5V, 1E e 3D; 4º lugar)
5º) 2006 – 17 pontos (5V, 2E e 2D; 2º lugar)*
6º) 2011 – 13 pontos (3V, 4E e 2D; 9º lugar)*
6º) 2020 – 13 pontos (3V, 4E e 2D; 10º lugar)
8º) 2014 – 11 pontos (3V, 2E e 4D; 11º lugar)
9º) 2017 – 2 pontos (0V, 2E e 7D; 20º lugar)**
* Subiu de divisão
** Caiu de divisão

Escalação do Náutico (melhores: Vinícius, Paiva e Jean Carlos)
Alex Alves; Bryan, Carlão, Wagner Leonardo e Rafinha (Djavan, 36/2T); Matheus Trindade, Rhaldney (Breno, 36/2T), Marciel (Iago Dias, 20/2T) e Jean Carlos (Giovanny, 36/2T); Paiva e Vinícius (Guilherme Nunes, 20/2T). Técnico: Hélio dos Anjos

Escalação do Operário-PR (piores: Filemon e Fabiano)
Simão; Alex Silva (Lucas Mendes, 15/2T), Reniê, Rodolfo Filemon e Fabiano (Djalma Silva, intervalo); Leandro Vilela, Rafael Chorão (Pedro Ken, 8/2T), Marcelo (Leandrinho, 8/2T) e Jean Carlo; Felipe Garcia e Paulo Sérgio (Schumacher, 35/2T). Técnico: Matheus Costa

Os três jogos na história, todos pela Série B (1V do timbu, 1E e 1V do fantasma)
1º) 11/08/2020 – Náutico 0 x 0 Operário-PR (Aflitos)
2º) 13/11/2020 – Operário-PR 3 x 1 Náutico (Germano Kruger)
3º) 02/07/2021 – Náutico 5 x 0 Operário-PR (Aflitos)

A análise do Podcast 45 Minutos sobre a goleada do timbu:

Abaixo, assista aos cinco gols da partida, através do perfil oficial da Série B no Twitter.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •