Compartilhe!

O placar manual no Lacerdão ficou imóvel a tarde toda. Foto: Anderson Stevens/Sport Recife.

Foi o 4º empate seguido do Sport na temporada. Seja na Arena, na Ilha do Retiro ou no Lacerdão, pelo Nordestão ou pelo Pernambucano. O rubro-negro não vem conseguindo vencer nem mesmo quando a diferença técnica é enorme, caso do duelo contra o Decisão, em Caruaru – o estádio de Bonito ainda não liberado no Estadual. Numa tarde de poucas emoções, com jogadores da base ganhando oportunidade e alguns titulares pegando ritmo, um empate em 0 x 0.

Em 15 pontos disputados no PE, o time de Guto Ferreira somou apenas 7, com 1V e 4E. Portanto, vai ficando para trás na disputa pelas duas vagas diretas na semi. Entendo que a utilização da base seja uma ideia correta, priorizando o Nordestão e a Copa do Brasil, mas as escalações adotadas nas últimas partidas eram, em tese, suficientes para a vitória (ainda assim, há escolhas questionáveis, como Ronaldo em vez de Alê Santos, hoje). À parte do clássico, foram quatro jogos contra intermediários e apenas um triunfo, ainda assim por 1 x 0.

O excesso de empates deixa bem difícil a dissociação da última Série B (com 17 empates), mas agora leva a um cenário curioso. Na próxima quarta-feira o Sport vai até Brusque, onde tentará obter a classificação na copa nacional e, consequentemente, a necessária cota de R$ 1,03 milhão. Terá a vantagem do empate – como teve em 2019, mas passou longe disso em Tombos. Ou seja, a invencibilidade em 2020, com 2V e 6E, estará realmente à prova. A conferir.

Curiosidade histórica
Num confronto inédito, o Decisão foi o 404º adversário diferente enfrentado pelo Sport desde 1905, considerando as 5.200 partidas realizadas pelo time principal do Sport.

Escalação do Decisão (melhor: Jonathan Bryan)
João Ciriaco; Felipe Almeida, Alenilson, Rafael e Wesley; Gui (Vágner Rosa, 30/2T), Luan e Kadi; Jonathan Byran (Valdir, 25/2T), Aruá e Kelvis Santana (Sorriso, 42/2T). Técnico: Nilson Corrêa

Escalação do Sport (melhor: Chico: piores: 1 Jean, 2 Ronaldo, 3 Brocador)
Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere, Chico e Luciano; Ronaldo, Rithely, Jean Patrick (Yan, 13/2T) e Pablo Pardal; Ewandro (Maxwell, 25/2T) e Brocador (Juninho, 17/2T). Técnico: Guto Ferreira

Os 5 jogos consecutivos do Sport como visitante
09/02 – Decisão 0 x 0 Sport (Lacerdão, Estadual)
12/02 – Brusque x Sport (Augusto Bauer, Copa do Brasil)
15/02 – Náutico x Sport (Aflitos, Nordestão)
22/02 – América-RN x Sport (Arena das Dunas, Nordestão)
26/02 – Salgueiro x Sport (Cornélio de Barros, Estadual)

A análise do Podcast 45 Minutos (do minuto 60 ao 83):


Compartilhe!