Compartilhe!

Vasco 0 x 0 Sport na Série B

Foi o 40º jogo do Sport no Maracanã. Na história lá, 8V, 9E e 23D. Foto: Nayara Halm/Foto do Jogo.

Diante do vice-líder da Série B, o Sport fez um jogo bastante seguro em termos defensivos, mas, como de praxe, pouco fez no ataque. Ainda assim, considerando o cenário da partida contra o Vasco, num Maracanã lotado e com poucos treinos com o novo técnico, Lisca, o empate em 0 x 0 foi bastante aceitável, até mesmo porque o outro jogo que finalizou a 16ª rodada, entre Bahia e Grêmio, também acabou num placar em branco.

Portanto, ainda que agora figure em 6º lugar, o rubro-negro segue a 4 pontos do 4º (Grêmio) e a 7 do 3º (Bahia). Mesmo com pouquíssimo tempo de trabalho, Lisca conseguiu impor a sua visão sobre este elenco do Sport, iniciando numa formação bem diferente, num 4-5-1. No caso, com três volantes, tendo ainda Kaike e Juba mais abertos e Giovanni de “falso 9” – falso mesmo, pois não funcionou. O centroavante de origem, Kayke, acabou substituído pelo Bufálo logo aos 19 minutos, por problemas musculares, mas a estrutura do leão não mudou, travando o ímpeto do Vasco e deixando o “jogo morno”.

O cenário até ficou propício a algumas trocas de passes seguidas de uma enfiada de bola buscando a quebra da linha defensiva dos cariocas. Só que aí foi a vez do Sport travar. Sem conseguir infiltrações, o leão limitou-se a chutes de fora da área sem perigo, mas suficientes para deixar o scout de finalizações certas em 5 x 2 para os visitantes. No 2T, o treinador rubro-negro ainda promoveu 3 mudanças de uma vez, aos 24, mas a melhora foi discreta. Quanto ao Vasco, que acabou vaiado, uma bola na trave num escanteio, ainda no 1T, e só.

Multidão num jogo fora de Pernambuco

O público total de 60.601 espectadores no Maraca, sendo 55.750 pagantes, foi um dos maiores da história do Sport num jogo fora de Pernambuco. Na verdade, contando a partir deste patamar, de 60 mil, foi apenas a 8ª vez com uma multidão assim. O recorde, no único jogo acima de 70 mil, foi na inauguração do sistema de refletores do Santiago Bernabéu, num amistoso contra o Real Madrid lá na Espanha, em 1957 – acredite, foi isso mesmo. Ese jogo no Rio de Janeiro aparece em 7º lugar na lista levantada pelo blog.

Os maiores públicos em jogos do Sport fora de Pernambuco (+60 mil)
1º) 70.000 – Real Madrid-ESP 5 x 3 Sport (18/05/1957, amistoso)
2º) 69.000 – Bahia 3 x 1 Sport (21/04/2001, Nordestão; final)*
3º) 67.990 – Atlético-MG 4 x 1 Sport (08/05/1983, Série A; quartas)
4º) 64.186 – Corinthians 3 x 1 Sport (04/06/2008, Copa do Brasil; final)
5º) 62.807 – Grêmio 2 x 1 Sport (09/09/1989, Copa do Brasil; final)
6º) 61.240 – Ceará 1 x 1 Sport (02/04/2014, Nordestão; final)
7º) 60.601 – Vasco 0 x 0 Sport (03/07/2022, Série B; 16ª rodada)
8º) 60.045 – Fortaleza 1 x 0 Sport (03/04/2022, Nordestão; final)
* O público pagante foi de 65.924; a lista traz o público total

Sport em 16 rodadas na Série B de 2022
Mandante (7 jogos, 14 pts e 66.6%): 4V, 2E e 1D
Visitante (9 jogos, 8 pts e 29.6%): 1V, 5E e 3D

Escalação do Vasco (melhor: Andrey; pior: Raniel)
Thiago Rodrigues, Léo Matos, Quintero, Danilo Boza (Zé Victor) e Edimar; Yuri Lara (Juninho), Andrey Santos e Palacios (Bruno Nazário); Gabriel Pec (Riquelme), Figueiredo e Raniel (Getúlio). Técnico: Maurício Sousa

Escalação do Sport (melhores: Fabinho, Thyere e Maílson; piores: Búfalo e Giovanni)
Mailson; Ewerthon, Thyere, Sabino, Sander; William Oliveira (Bruno Matias), Fabinho, Blas Cáceres (Thiago Lopes), Giovanni e Luciano Juba (Ray Vanegas); Kayke (Parraguez). Técnico: Lisca

Histórico geral de Vasco x Sport (todos os mandos)
45 jogos
12 vitórias rubro-negras (26,6%)
15 empates (33,3%)
18 vitórias cariocas (40,0%)

Leia mais sobre o assunto
A tabela de jogos do Sport no Campeonato Brasileiro da Série B de 2022


Compartilhe!