Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

O Avaí teve mais posse de bola, com 55%, e chutou mais, com 12 x 5. Foto: R. Pierre/AGIF, via CBF.

Líder da 2ª rodada até a 16ª rodada, o Náutico acaba a 18ª rodada fora do G4 da Série B. A derrocada na campanha, numa consequência direta do desmanche da equipe, entre saídas e lesões, aconteceu com quatro derrotas consecutivas – após 14 jogos invicto, na maior largada da história da competição. Era o pior recorte na tabela, com Coritiba (F), Confiança (C), Sampaio (F) e Avaí (F). No entanto, havia uma brecha enorme nos Aflitos, diante do então lanterna, mas não foi aproveitada.

Na Ressacada, com o cenário já adverso, o Náutico até começou o jogo de maneira segura, como havia sido em São Luís. Contudo, mais uma vez sem efetividade no ataque, justamente uma das características marcantes do time na sólida campanha do título pernambucano e no início arrasador na segundona, quando chegou a abrir 8 pontos sobre o 5º colocado. No 2T, o timbu ficou com um a menos após a expulsão do lateral Bryan, com o 2º amarelo logo aos 6.

Hélio tentou corrigir logo o setor defensivo, acionando Rafinha, mas o Avaí marcou apenas três minutos depois, com um bololô na área terminando num gol contra o zagueiro Yago. Pressionado pela tabela e inferiorizado numericamente, o Náutico pouco fez para pontuar. A única chance foi aos 44, numa escapada de Vinícius. Tocou para Iago, que bateu pra fora.

Nos acréscimos, João Lucas bateu de fora da área e Alex Alves deu uma colaborada, fechando o 2 x 0. Com este segundo gol, o time catarinense passou o Náutico no saldo de gols, com 6 x 5, fazendo o timbu cair mais uma posição. Em duas semanas, o declínio do 1º para o 6º lugar…

Náutico em 18 rodadas na Série B de 2021
Mandante (9 jogos, 18 pts e 66.6%): 5V, 3E e 1D
Visitante (9 jogos, 12 pts e 44.4%): 3V, 3E e 3D

A comparação da campanha com os acessos do timbu na Série B após 18 jogos
1º) 2011 – 33 pontos (9V, 6E e 3D; 3º lugar)
2º) 2006 – 32 pontos (9V, 5E e 4D; 2º lugar)
3º) 2021 – 30 pontos (8V, 6E e 4D; 6º lugar)

Escalação do Avaí (melhores: Lourenço e João Lucas)
Glédson; Edilson (João Lucas, 23/2T), Rafael Pereira, Betão e Diego Renan; Bruno Silva (Wesley Soares, 33/2T), Marcos Serrato (Valdívia, 33/2T) e Lourenço; Renato (Jean Cléber, 33/2T), Getúlio e Copete (Vinícius Leite, intervalo). Técnico: Claudinei Oliveira

Escalação do Náutico (melhor: Djavan; piores: Bryan, Yago e Luiz Henrique)
Alex Alves; Hereda, Yago, Rafael Ribeiro e Bryan; Matheus Trindade (Luiz Henrique, intervalo), Djavan e Jean Carlos (Tailson, 26/2T); Matheus Carvalho (Rafinha, 7/2T), Caio Dantas (Iago Dias, 26/2T) e Vinícius. Técnico: Hélio dos Anjos

Histórico geral de Avaí x Náutico (todos os mandos)
17 jogos
5 vitórias alvirrubras (29,4%)
3 empates (17,6%)
9 vitórias catarinenses (52,9%)

A análise do Podcast 45 Minutos sobre a partida (a partir do minuto 3):

Abaixo, assista aos gols da partida, através do perfil oficial da Série B no Twitter.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •