Compartilhe!

Aparecidense 3 x 0 Náutico pela Série C

O Náutico segue sem deslanchar o Campeonato Brasileiro. Foto: Wigor Vieira/Aparecidense..

O Náutico sofreu três gols no 2º tempo e acabou sendo goleado pela Aparecidense, num resultado difícil de digerir. Primeiro porque o adversário não vencia desde fevereiro e já somava cinco derrotas seguidas. Além disso, o próprio timbu, sem jogar bem, começa a viver um drama como visitante. Esta foi a quarta derrota consecutiva fora de casa, somando Nordestão (ABC 3 x 1), Copa do Brasil (Cruzeiro 2 x 0) e Série C (Manaus 2 x 1 e Aparecidense 3 x 0). Ao não “competir” sem estar nos Aflitos, o Náutico começa o Brasileirão sem força.

Em relação ao nível técnico, a preocupação sobre o time já vinha até nas partidas em casa, caso da vitória na rodada passada, sobre o São José, com um futebol sem velocidade. No Estádio Aníbal Toledo, a falta de coordenação na defesa foi gritante nos gols. O ultimo (veja abaixo) expõe o momento atual da equipe, cedendo muitos contragolpes.

Com 1V, 0E e 2D, o Náutico figura em 13º lugar, tendo, ainda, a mesma pontuação da zona de classificação, o G8. A questão é mesmo o desempenho. Ao menos os dois próximos jogos serão nos Aflitos, contra Floresta (22/05) e América-RN (27/05). O time de Dado vem numa sequência de sete jogos oficiais sem derrota como mandante, com 6V e 1E.

Adversário inédito

Esse duro revés diante do clube goiano marcou mais um confronto inédito na história do Náutico, considerando as 5.033 partidas do time principal do clube de Rosa e Silva desde 1909. Ao todo, já foram 378 adversários diferentes enfrentados até hoje, segundo o site Futebol 80. Curiosamente, o timbu ainda terá mais quatro jogos inéditos nesta Série C de 2023, diante de Amazonas (AM), Floresta (CE), Pouso Alegre (MG) e Ypiranga (RS).

Escalação da Aparecidense, 3
Gabriel Félix; David, Vanderley, Léo Rigo e Gabriel Rodrigues; Felipe Manoel e Matheus Ferreira; Matheus Leal (Luis Araújo (Thuram), Calyson (Diego) e Moraes (Du Fernandes); Alex Henrique (Jackson). Técnico: Moacir Júnior

Escalação do Náutico, 0
Vágner; Victor Ferraz, Denílson, Odivan e Diego Matos; Jean Mangabeira (Eduardo), Souza e Gabriel Santiago (Fernando Neto); Diego Ferreira (Thiaguinho), Paul Villero (Richarles) e Jael (Júlio). Técnico: Dado Cavalcanti

Histórico do Náutico na Série C

68 jogos em 4 participações até 13/05/2023
35 vitórias, 14 empates e 19 derrotas
109 gols feitos e 78 gols sofridos (+31)

Leia mais sobre o assunto
A tabela do Náutico na Série C do Brasileirão 2023, com 19 jogos e transmissões na TV

Abaixo, assista ao 3º gol da Aparecidense, num contra-ataque com 3 contra 1, tendo apenas Victor Ferraz de vermelho e branco durante a troca de passes do time da casa.


Compartilhe!