Compartilhe!

O timbu chegou a virar o placar, mas acabou ficando no empate. Fotos: Caio Falcão/Náutico.

Nos Aflitos, Náutico e Retrô empataram em 2 x 2, esticando até a última rodada a disputa pela vaga no mata-mata do Campeonato Pernambucano. Numa disputa embolada, Santa e Salgueiro já estão garantidos na semifinal, com o G2, com os demais mirando a classificação às quartas, com o G6 – do 3º ao 6º lugar.

Neste domingo, Náutico e Retrô começaram e terminaram o jogo com a mesma campanha, agora com 12 pontos. Neste momento, o 7º colocado tem 10 pontos, fazendo com que a vitória na 9ª rodada, em 25 de março, seja a única forma direta para obter a vaga – em caso de empate ou derrota, ambos dependeriam de resultados paralelos. Ao Náutico, que irá a Salgueiro, fica a preocupação pelo futebol numa rotação baixa, dando a impressão de que o triunfo no Rei Pelé foi uma exceção nas últimas semanas.

Jogo com vantagem lá e lô
Sobre a partida, o timbu atuou com a dupla de zaga reserva, com Lombardi e Rafael Ribeiro, que não vêm bem na temporada. E ambos foram driblados por Fabiano no primeiro gol da tarde – foi o 1º gol do meia como profissional. O empate veio aos 41, com o goleiro Jean dando rebote para Salatiel (no lugar de Kieza) marcar – foi a única falha grave do goleiro visitante, que depois faria três grandes defesas. O timbu chegou a virar, com Erick Daltro aos 52 segundo do 2T, mas a vantagem, apesar do maior volume de jogo, durou apenas 15 minutos, até a lei do ex. Hoje capitão do Retrô, o zagueiro Marlon aproveitou uma falha de posicionamento na área após cobrança de escanteio. O jogo foi até animado, mas tecnicamente não agradou. Ambos precisam de algo mais.

Curiosidade histórica
Num confronto inédito, o Retrô foi o 372º adversário diferente enfrentado pelo Náutico desde 1909, considerando as 4.850 partidas realizadas pelo time principal do timbu.

Escalação do Náutico (melhores: 1 Erick, 2 Erick Daltro; piores: 1 Lombardi, 2 Luanderson)
Jefferson; Hereda, Lombardi, Rafael Ribeiro e Erick Daltro (Willian Simões, 36/2T); Luanderson (Rhaldney, 27/2T), Jhonnatan e Jean Carlos; Jorge Henrique (Jefferson Nem, 22/2T), Salatiel e Erick. Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Escalação do Retrô (melhores: 1 Jean, 2 Tiago Costa; piores: 1 Thiaguinho, 2 João Paulo)
Jean; Mathaus, Marlon, João Paulo (Ruan, 20/2T) e Tiago Costa; Sérgio, Jaildo, Héricles (Marcelinho, 30/2T) e Fabiano; Willian e Thiaguinho (Charles, 12/2T). Técnico: Rômulo Oliveira

Classificação provisória após a 8ª rodada
1º) 19 pontos (6V, 1E, 0D) – Santa Cruz* (+10 SG; 12 GP)
2º) 16 pontos (5V, 1E, 2D) – Salgueiro (+4 SG; 11 GP)
3º) 12 pontos (3V, 3E, 2D) – Retrô (+5 SG; 15 GP)
4º) 12 pontos (3V, 3E, 2D) – Náutico (+3 SG; 11 GP)
5º) 11 pontos (2V, 5E, 1D) – Sport (+4 SG; 9 GP)
6º) 10 pontos (2V, 4E, 2D) – Afogados (-1 SG; 12 GP)
7º) 10 pontos (2V, 4E, 2D) – Central (-1 SG; 5 GP)
8º) 7 pontos (1V, 4E, 3D) – Petrolina (-5 SG; 6 GP)
9º) 4 pontos (1V, 1E, 5D) – Decisão* (-12 SG; 5 GP)
10º) 2 pontos (0V, 2E, 6D) – Vitória (-7 SG; 3 GP)
* Ainda não jogaram pela penúltima rodada

A análise do Podcast 45 Minutos (Fred Figueiroa e João de Andrade, do minutos 37 ao 85):

Aproveitando o Dia da Mulher, o Náutico apresentou a versão feminina do mascote.


Compartilhe!