Compartilhe!
  •  
  • 3
  •  
  •  

O timbu somou o 10º jogo de invencibilidade em casa, com 6V e 4E. Foto: Thyago Marques/Náutico.

O Náutico fez a sua parte e venceu o já rebaixado Oeste sem dificuldade alguma, se mantendo acima da zona de rebaixamento da Série B. Só que o time pernambucano foi além. Subiu uma posição, agora em 15º lugar, e, sobretudo, abriu três pontos sobre o Z4. E esta diferença ainda veio com outra benesse.

Em relação ao Figueirense, o 17º, a possível igualdade na tabela poderia ser um fator complicador devido ao saldo. Porém, esse critério tornou-se favorável nesta 36ª rodada, após a goleada sofrida pelo Figueira (CRB 5 x 1, na terça) e a goleada aplicada pelo timbu (4 x 1 no Oeste, na quarta). Antes, os catarinenses tinham 6 gols de vantagem (-4 vs -10). Agora, o Náutico tomou a dianteira neste critério, com 1 gol à frente (-7 vs -8).

Para isso, uma vitória de imposição sobre o clube paulista, cuja queda foi confirmada na rodada passada. Sem dar espaço para deslizes, o time definiu o jogo em menos de meia hora, explorando bastante o lado direito. Logo aos 2, Erick tocou para Hereda, que invadiu a área e marcou. Aos 19, em outro passe de Erick, o meia Jean Carlos fez o seu 7º gol na segundona – e o 13º na temporada, sendo o goleador do clube. Depois, aos 28, Kieza escorou o cruzamento rasteiro de Hereda e ampliou. Foi o 54º gol do atacante em 104 jogos no alvirrubro, somando todas as passagens em Rosa e Silva desde 2011. No 1T, o scout de finalizações certas, na barra, foi de 9 x 2 para o timbu. Na retomada, outro gol aos 7 minutos, com Erick concluindo uma boa trama e completando a ótima atuação na noite, a sua melhor em meses.

Apesar da bobeira no gol de Pedrinho, depois, não saiu disso. Tanto que, consolidado o placar, o mandante começou a guardar o gás para as duas rodadas finais nos próximos dez dias – aos 18 minutos fez uma mudança tripla. No dia 24 pega o Cruzeiro em BH. No dia 30, encerrando a campanha nos Aflitos, receberá o CSA. A goleada sobre o Oeste pode ter possibilidade ao clube a chance de permanência com mais uma vitória – com 4 pontos a chance fica em 100%.

Náutico em 36 rodadas na Série B de 2020
Mandante (18 jogos, 32 pts e 59.2%): 8V, 8E e 2D
Visitante (18 jogos, 10 pts e 18.5%): 2V, 4E e 12D

Escalação do Náutico (melhores: Erick, Hereda e Kieza)
Anderson; Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga (Ronaldo Alves, intervalo) e Bryan; Rhaldney, Jhonnatan (Matheus Trindade, 18/2T) e Jean Carlos (Ruy, 18/2T0; Vinícius (Dadá Belmonte, 18/2T), Kieza e Erick (Jorge Henrique, 37/2T). Técnico: Hélio dos Anjos

Escalação do Oeste (piores: Rael e Diego)
Caíque França; Raí Ramos, Maurício Barbosa, Caetano e Rael (De Paula, intervalo); Betinho, Caio (Índio, 40/1T), Diego (Kalil, intervalo) e Léo Ceará (Bruno Miguel, 32/2T); Bruno Lopes (Ramon, 14/2T) e Pedrinho. Técnico: Roberto Cavalo

Histórico geral de Náutico x Oeste (todos os mandos*)
10 jogos
4 vitórias alvirrubras (40%)
2 empates (20%)
4 vitórias paulistas (40%)
* Curiosamente, todos os jogos ocorreram na Série B, entre 2014 e 2021

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Lucas Liausu, João de Andrade e Vitor Villar):

Abaixo, assista aos gols da partida, através do perfil oficial da Série B no Twitter.


Compartilhe!
  •  
  • 3
  •  
  •