Compartilhe!
  •  
  • 2
  •  
  •  

Sondado nesta semana, Jean Carlos soma 16 gols em 64 jogos no clube. Foto: Tiago Caldas/Náutico.

O Náutico venceu o 4º jogo consecutivo no Campeonato Pernambucano, arrancando bem para a vaga direta na semifinal. Tendo só esta competição até o início da Série B, o alvirrubro vem tendo uma média de um jogo por semana, com Hélio dos Anjos preocupado com o ritmo da equipe, tanto que vem solicitando jogos-treinos.

Neste sábado, foi o que se viu, apesar do caráter oficial. O timbu venceu a Acadêmica Vitória com extrema facilidade, num cenário distinto em relação ao outro representante de Vitória de Santo Antão, na rodada passada. Neste jogo, além da disparidade técnica, também pesou a mudança forçada no visitante logo no início do jogo nos Aflitos.

Com 10 segundos (!), Palominha e Geovani, ambos do tricolor das tabocas, bateram cabeça numa disputa de bola, desmaiando em campo. A substituição parecia praxe, mas o time demorou a mexer, com Palominha caindo alguns minutos depois – e o jogo ficou paralisado por 14 minutos, pois o jogador foi levado ao Hospital da Restauração, havendo a necessidade de uma nova ambulância no estádio. Com a retomada, o timbu acelerou e encaminhou a goleada ainda no 1T, com gols de Vinícius (2, no seu melhor desempenho em 4 anos!), Jean Carlos e Erick. O gol de Jean contou com a colaboração monstruosa do goleiro Preto, que se atrapalhou na reposição e chutou em cima do meia, com a bola voltando até as redes.

Sem desafio técnico, o timbu cumpriu um protocolo no 2T. O rendimento caiu bastante, com o visitante diminuindo o placar, mas não o suficiente para mudar a cara da partida, já decidida e arrastada. Na goleada por 4 x 1 ainda valeu a entrada de Matheus Carvalho, de volta aos gramados após 13 meses. O pedido do treinador por mais jogos-treinos faz sentido, até porque a partir de agora a tabela passa a ter um nível maior, com os dois clássico, além de Retrô e Salgueiro. À parte da liderança no PE, é para o bem do próprio Náutico, visando o BR.

Jogos do timbu na temporada 2021 (100% no PE; 13 gols em 4 jogos)
27/02 – Náutico 5 x 0 Central (Aflitos)
07/03 – Sete de Setembro 0 x 1 Náutico (Lacerdão)
21/03 – Náutico 3 x 1 Vera Cruz (Aflitos)
27/03 – Náutico 4 x 1 Vitória (Aflitos)

Escalação do Náutico (melhores: Vinícius, Jean e Luiz)
Alex Alves; Hereda (Bryan), Matheus Trindade, Camutanga e Rafinha; Rhaldney (Djavan), Luiz Henrique (Marciel) e Jean Carlos (Matheus Carvalho); Erick, Vinícius (Giovanny) e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos

Escalação do Vitória (piores: Preto, Edivan e Wellington)
Preto; Léo Fernandes, Edivan, Danilo Quipapá, Geovani (Juninho) e Rogério (Léo Carioca); Wellington, Diogo Peixoto (Careca) e Palominha (Willian); Nathan (Yerien) e Marcelo Nicácio. Técnico: Laelson Lopes

Histórico geral de Náutico x Vitória (todos os mandos)*
59 jogos
36 vitórias alvirrubras (61,0%)
12 empates (20,3%)
11 vitórias tricolores (18,6%)

* Considera os dados da Desportiva Vitória (1991-2007) e da Acadêmica Vitória (2008-2021). Contando só a versão atual, são 11 jogos no retrospecto, com 9V do timbu, 1E e 1V do taboquito.

A análise do Podcast 45 Minutos (Camila Souza, Clauber Santana e João de Andrade):


Compartilhe!
  •  
  • 2
  •  
  •