Compartilhe!

Andrei Torres/ABC FC

Há uma semana, o Náutico fez uma boa partida na Ilha, assimilando a atmosfera desfavorável e virando o jogo sobre o rival. Embora não tenha ficado com a taça, o nível de competitividade apresentado injetou confiança sobre o desempenho na Série C. Sete dias depois, não ocorreu.

O alvirrubro fez uma partida ruim em Natal, com cara de amistoso em pré-temporada. Na verdade, era a 25ª partida oficial na temporada, marcando a estreia no Campeonato Brasileiro. O vice-campeonato mexeu com o psicológico do grupo? Pois o ABC também perdeu a final para o arquirrival, na quarta-feira, tomando um gol no último lance. Em tese, ambos os times estavam na mesma, mas a equipe potiguar foi bem superior.

No 1T, mostrou-se um time lúcido, com velocidade e objetividade, buscando passes verticais. Quanto ao Náutico, um futebol burocrático. Com dois volantes pregados e Luiz Henrique mais à frente, o trio ofensivo foi pouco acionado – o visitante só foi assustar aos 37, numa cabeçada de Robinho. Àquela altura, o ABC já vencia por 1 x 0, num gol de Anderson, e a vantagem seguia mínima por causa de Bruno, com três boas defesas. No 2T, o mandante ampliou aos 15 minutos, em outra bola enfiada, esta para o centroavante Rodrigo Rodrigues, 2 x 0. O segundo gol abalou o Náutico, que passou a atacar de forma desorganizada. O goleiro Saulo, ex-Sport, fez apenas uma defesa efetiva, numa falta cobrada por Assis, de longe. Muito pouco para um time que vinha de uma atuação intensa.

Dentro de três dias, o timbu entra em campo pelo Nordestão, de 2020, na preliminar contra o Campinense, fora. Espera-se a atitude das últimas semanas, com Natal de “exceção”…

Escalação do Náutico (piores: 1 Robinho, 2 Luiz Henrique, 3 Assis)
Bruno; Hereda, Diego Silva (Rafael Oliveira, 41/2T), Sueliton e Assis; Josa, Jimenez e Luiz Henrique (Odilávio, intervalo); Thiago, Wallace PE e Robinho (Wagninho, 17/2T). Técnico: Márcio Goiano

Escalação do ABC (melhores: 1 Anderson, 2 Anderson Rosa)
Saulo; Ivan, Maurício, Henrique e Jonathan; Valdemir, Guedes e Anderson Rosa (Wanderson, 20/2T); Anderson, Rodrigo Rodrigues e Luan (Mossoró, 41/1T; depois, Anderson Pedra, 41/2T). Técnico: Ranielle Ribeiro

Histórico de ABC x Náutico (todos os mandos)
44 jogos
23 vitórias alvirrubras (52,2%)
10 empates (22,7%)
11 vitórias potiguares (25,0%)

A análise do Podcast 45 Minutos (Fred Figueiroa, João Andrade e João Pereira):

Andrei Torres/ABC FC


Compartilhe!