Compartilhe!

Operário-PR 1 x 0 Náutico na Série B

Tecnicamente, foi outra partida fraca do Náutico. Foto: André Jonsson/Operário-PR.

Definitivamente, o Náutico mergulhou no caos na Série B. Em mais uma atuação ruim, sem qualquer sinal de evolução com Elano apesar das semanas cheias para treinos, o alvirrubro foi superado no finzinho pelo Operário de Ponta Grossa, num confronto direto contra o rebaixamento. O gol de Kalil aos 45 minutos do 2º tempo, após um cruzamento na área com escorregão de João Paulo, sentenciou a 6ª derrota seguida do bicampeão pernambucano.

A dura passagem no Z4 vem se enraizando, com o time presente coincidentemente pela 6ª vez seguida, e agora acendeu de vez o alerta vermelho. O timbu foi ultrapassado pelo Vila Nova, que empatou em jogo simultâneo na noite desta sexta-feira, e tornou-se o lanterna isolado da Segundona. Com 18 pontos, em 20º lugar, o clube de Rosa e Silva já está a 6 pontos do primeiro time fora da zona, a Chapecoense.

Ou seja, o Náutico já precisa de pelo menos duas rodadas com tudo, absolutamente tudo, dando certo para ultrapassar quatro concorrentes, a meta necessária neste conturbado segundo semestre. Durante a semana, numa coletiva, o presidente Diógenes Braga garantiu que o Náutico não cairá para a Série C. Obviamente está no papel dele e surpreendente seria ouvir o contrário. Entretanto, a derrocada na campanha, já com o terceiro técnico, impressiona e dá essa confiança toda..

Cinco posições perdidas em 1 mês

Antes desta sequência de derrotas o time já vinha mal, mas no limite do simplório objetivo. Na 16ª rodada, o Náutico estava em 15º lugar com os mesmos 18 pontos, mas com 2 pontos acima do Z4. Agora, passado apenas um mês, o time começa a caminhar sem brilho algum. Por mais que se enxergue qualidade técnica do meio pra frente, o setor ofensivo está longe de corresponder a esta esta expectativa. E pra completar, em termos de proteção o time simplesmente não se encontra. Por mais que o gol desta vez tenha saído só nos acréscimos, o placar de 1 x 0 ficou barato, com 15 x 5 em finalizações para o Fantasma, um adversário que não vencia há seis jogos…

Náutico em 22 rodadas na Série B de 2022
Mandante – 11 jogos; 2V, 4E e 5D (10 pts e 30.3%)
Visitante – 11 jogos; 2V, 2E e 7D (8 pts e 24.2%)

Escalação do Operário-PR (melhor: Kalil)
Vanderlei; Arnaldo, Thales, Willian Machado (Reniê) e Fabiano; Ricardinho, Rafael Chorão (Leandrinho) e Tomas Bastos (Fernando Neto); Felipe Garcia (Kalil), Paulo Victor e Getterson (Jean Carlo). Técnico: Matheus Costa

Escalação do Náutico (melhor: Perri; piores: João Paulo, Júlior Victor e Tavares)
Lucas Perri; Victor Ferraz, Wellington, João Paulo e João Lucas (Júnior Tavares); Jobson (Jonathas Jesus), Souza (Thomaz) e Jean Carlos; Júlio Victor (Geuvânio), Pedro Victor e Kieza. Técnico: Elano Blumer

Os seis jogos na história, todos pela Série B (3V do timbu, 1E e 2V do fantasma)
1º) 11/08/2020 – Náutico 0 x 0 Operário-PR (Aflitos)
2º) 13/11/2020 – Operário-PR 3 x 1 Náutico (Germano Kruger)
3º) 02/07/2021 – Náutico 5 x 0 Operário-PR (Aflitos)
4º) 01/10/2021 – Operário-PR 1 x 2 Náutico (Germano Kruger)
5º) 24/04/2022 – Náutico 2 x 0 Operário-PR (Aflitos)
6º) 05/08/2022 – Operário-PR 1 x 0 Náutico (Germano Kruger)

Leia mais sobre o assunto
A tabela de jogos do Náutico no Campeonato Brasileiro da Série B de 2022

Abaixo, assista ao gol solitário no PR, num vídeo do perfil oficial do Operário no Twitter.


Compartilhe!