Compartilhe!

Fifa/Getty Images

Considerando as seis participações do país, desde a estreia em 1994, Ahmed Musa se tornou o maior goleador da Nigéria na história da Copa. Há quatro anos, no Brasil, ele já havia marcado duas vezes num jogo. Na Rússia, comandou a vitória sobre a Islândia, com dois belos gols. Com isso, também se tornou foi o 1º nome país a balançar as redes em duas edições.

O atacante de 25 anos, que inclusive atua no futebol russo, no CSKA Moscou, trouxe alegria a duas torcidas com a sua atuação em Volgogrado. Além dos africanos, naturalmente, também festejaram os argentinos, goleados na véspera e que dependiam deste resultado para chegar com uma chance factível de classificação na última rodada do grupo D.

Os hermanos tiveram que esperar um pouquinho, com o 1T em branco e equilibrado. No 2T, o time nigeriano voltou mais solto e ágil. Inclusive, isso resume o primeiro gol, num contragolpe fulminante. No segundo, a habilidade de Musa, que deixou o goleiro no chão. No fim, os argentinos ainda comemoraram o pênalti desperdiçado pelos islandeses – pois o saldo pode ser decisivo. Agora, a Argentina depende de uma vitória sobre a… Nigéria. Será o 5º confronto nas últimas sete edições do Mundial. Os campeões de 78 e 86 venceram todas. Porém, no time atual está faltando futebol e recentemente, num amistoso na própria Rússia, em novembro de 2017, deu Nigéria (4 x 2). Ah, no Mundial de 2014 os gols de Musa foram sobre a Argentina…

Histórico da ‘decisão’ do grupo D nos Mundiais
1994 – Argentina 2 x 1 Nigéria
2002 – Argentina 1 x 0 Nigéria
2010 – Argentina 1 x 0 Nigéria
2014 – Argentina 3 x 2 Nigéria
2018 – Argentina x Nigéria?

Fifa/Getty Images


Compartilhe!