Compartilhe!

Pedido do Treze sobre título de 1986

O pedido do Treze faz parte dos preparativos do clube para o seu centenário, em 2025.

No embalo do reconhecimento do título brasileiro do Atlético Mineiro em 1937, com a equiparação da Copa dos Campeões por parte da CBF, Central e Treze vão tentar, de novo, o reconhecimento do título da Série B de 1986. O clube de Campina Grande foi o primeiro a sinalizar o interesse no pleito, em 27 de de agosto, com o clube de Caruaru afirmando no dia seguinte que também irá protocolar o pedido. Dois campeões? Na verdade seriam quatro.

Em 1986, o Campeonato Brasileiro teve 48 clubes, com quatro deles vindo do “Torneio Paralelo”, que contou com 36 times. Entre 1980 e 1985, a segunda divisão nacional foi chamada de “Taça de Prata”, com a confederação rebatizando em 1986. Foram quatro grupos com 9 times cada. E os vencedores conseguiram o acesso à elite da mesma temporada, não havendo uma fase final do Torneio Paralelo. Então, eis os “campeões”: Treze (Grupo E), Central (Grupo F), Internacional de Limeira (Grupo G) e Criciúma (Grupo H).

Título ou classificação?

Nos últimos dez anos ocorreram algumas tentativas de oficialização, com a direção de competições da CBF se esquivando de responder formalmente. Chegou a dizer em nota à imprensa, em 2016, que o “correto seria mencionar o mérito de 1986 como classificação à Série A”. Agora, porém, dois atos serão encaminhados à entidade, um pelo Treze, já pronto e através da federação paraibana, e outro pelo Central, através da federação pernambucana.

Inter e Criciúma não se mexeram ainda, mas podem ser beneficiados mesmo assim, pois os pedidos nordestinos visam o reconhecimento de quatro campeões da Série B em 1986. Por sinal, o extenso pedido do Treze cita títulos divididos no futebol, como o Cearense de 1992 e o Rio-São Paulo de 1966, ambos com, curiosamente, quatro campeões. Eis um trecho:

“Em relação ao pleito do Treze, tudo é muito mais simples e mais claro: a Taça de Prata, o Campeonato Brasileiro da Série B e o Torneio Paralelo compartilham rigorosamente a mesma finalidade, a mesma até hoje: qualificar clubes para a elite do futebol nacional. Não é justo que apenas aos vencedores de 1986 seja negada a honra, apenas porque a entidade organizadora da competição deixou de estabelecer critérios de desempate e de declaração de Campeão, como fez tanto antes quanto depois de 1986.”

O caminho da oficialização dentro da CBF

No caso do Atlético, o processo sobre a oficialização do título nacional de 1937, valendo como primeira divisão, envolveu membros das diretorias de Registro, Jurídico, Competições, Governança e Conformidade da CBF, com o respaldo de estudos externos, além da área de Acervos e Memórias da própria confederação, no Rio de Janeiro. O aval saiu após um ano e sete meses. Veremos agora, tanto o tempo quanto a reposta definitiva. Entendo que caiba a homologação do quarteto, concordando com os pontos do galo paraibano. O que você acha?

Treze no Torneio Paralelo de 1986

1ª) 07/09 – Treze 1 x 0 Ferroviário-CE
2ª) 10/09 – Treze 1 x 0 Guarany-CE
3ª) 13/09 – América-RN 0 x 0 Treze
4ª) 18/09 – Sport Belém-PA 1 x 2 Treze
5ª) 21/09 – Treze 2 x 0 River-PI
6ª) 25/09 – Rio Negro-AM 0 x 0 Treze
7ª) 28/09 – Treze 2 x 0 Moto Club-MA
8ª) 02/10 – Maranhão-MA 1 x 0 Treze
Campanha: 8 jogos, com 5V, 2E e 1D; 8 GP e 2 GC

Central no Torneio Paralelo de 1986

1ª) 07/09 – Central 2 x 1 Desportiva-ES
2ª) 14/09 – Central 2 x 0 CRB
3ª) 18/09 – Taguatinga-DF 2 x 1 Central
4ª) 21/09 – Goytacaz-RJ 1 x 0 Central
5ª) 25/09 – Central 1 x 0 Catuense-BA
6ª) 28/09 – Confiança-SE 0 x 1 Central
7ª) 02/10 – Central 2 x 0 Americano-RJ
8ª) 05/10 – Fluminense-BA 2 x 2 Central
Campanha: 8 jogos, com 5V, 1E e 2D; 11 GP e 6 GC

Leia mais sobre o assunto
CBF reconhece título do Atlético-MG em 1937 e muda a lista de campeões brasileiros; veja

Vídeo: O título esquecido da Série B de 1986. Um campeão? Quatro campeões? Nenhum?!

O Treze já se manifestou publicamente sobre o novo pedido de oficialização: “86 é nosso”.


Compartilhe!