Compartilhe!

Passe de Thiago e gol de Dadá, atacantes acionados no 2T. Foto: Foto: Caio Falcão/Náutico.

Reagindo no Campeonato Brasileiro, o Náutico já começa a se aproximar do grupo de acesso. Diante do Figueirense, o timbu venceu pelo placar mínimo, 1 x 0, mas teve números bem melhores que os do adversário. Na posse de bola, 56% x 44%. Em finalizações, 16 x 7. Índice de passes certos, 80% x 75% – e olhe que foram 100 passes a mais, 383 x 283. Ainda assim, devido ao placar enxuto, o alvirrubro levou um sustinho na reta final, mas insuficiente para mudar a noite nos Aflitos.

À parte do scout, levantado pelo SofaScore, o timbu arrastou o empate sem gols até os 30 minutos do segundo tempo. Foi quando Dadá Belmonte marcou o seu primeiro gol pelo clube, escorando de peito o cruzamento de Thiago, que fez ótima jogada pela ponta direita. Vale destacar que, àquela altura, os dois jogadores haviam sido acionados há apenas 12 minutos, numa remontagem do setor ofensivo, com o técnico Gilson Kleina tentando forçar o resultado em casa. Afinal, a partida vinha dando sinais de espaço para o alvirrubro jogar.

Este foi o segundo resultado positivo do Náutico na Série B, sendo o primeiro na condição de mandante. Assim, estendeu a sequência invicta para seis rodadas, com 2V e 4E. Na verdade, o time pernambucano só perdeu na estreia – curiosamente para o rival do Figueira, o Avaí. Depois, ensaiou uma reação na base do grão em grão e agora, finalmente, vem conseguindo acelerar a pontuação, voltando a fazer do G4 uma meta plausível.

Seguindo a abordagem sobre a aceleração, este jogo iniciou uma sequência interessante, com três jogos nos Aflitos num recorte de quatro rodadas. Na próxima, o timbu vai ao RS pegar o Brasil (05/09). Depois, recebe Botafogo-SP (12/09) e Chapecoense (19/09). É a trilha…

Náutico na Série B de 2020
Mandante (4 jogos, 6 pts e 50.0%): 1V, 3E e 0D
Visitante (3 jogos, 4 pts e 44.4%): 1V, 1E e 1D

Escalação do Náutico (melhores: 1 Thiago, 2 Dadá, 3 Jefferson)
Jefferson; Hereda, Rafael Ribeiro (Camutanga, 8/1T), Lombardi e Erick Daltro; Rhaldney, Matheus Trindade (Jhonnatan, intervalo), Jean Carlos e Jorge Henrique (Dadá Belmonte, 19/2T); Erick (Thiago, 18/2T) e Salatiel (Paiva, 19/2T). Técnico: Gilson Kleina

Escalação do Figueirense (melhor: Marquinho; piores: Keké e Diego)
Vitor Caetano; Lucas Carvalho (Gabriel Barbosa, 42/2T), Alemão, Pereira e Sanchez; Arouca (Paulo Ricardo, intervalo), Matheus Neris (Elyeser, 24/2T) e Marquinho; Diego Gonçalves (Lucas Henrique, 22/2T), Pedro Lucas e Keké (Gabriel Lima, intervalo). Técnico: Elano

Histórico de Náutico x Figueirense (todos os mandos)
16 jogos
7 vitórias alvirrubras (43,7%)
2 empates (12,5%)
7 vitórias catarinenses (43,7%)

A análise do Podcast 45 Minutos (João de Andrade, Lucas Liausu e Rodolpho Moreira):

Abaixo, assista ao gol da vitória timbu, através do perfil oficial da Série B no Twitter.


Compartilhe!