Compartilhe!

Lucas Figueirêdo/CBF

Campeão brasileiro da Série D em 2017, o Operário Ferroviário manteve o ritmo no futebol e conquistou a Série C de 2018, numa ascensão impressionante. Após conquistar o acesso, numa goleada sobre o Santa Cruz, o time de Ponta Grossa eliminou o Bragantino nos pênaltis, na semifinal, e acabou com a taça ao vencer o Cuiabá por 1 x 0, fora de casa.

Após o 3 x 3 na ida, o time lutou demais como visitante. Numa Arena Pantanal tomada por 41.311 torcedores, o recorde do estádio construído para o Mundial de 2014, o “Fantasma” venceu com um gol de Bruno Batata, mas o grande destaque foi o foleiro Simão. O camisa 1 pegou tudo na decisão, com direito a duas defesas incríveis nos acréscimos da partida – que quase foi adiada devido a uma queda de energia, com 1h29 de paralisação.

Assim, o alvinegro do interior paranaense tornou-se o primeiro clube a ganhar a D e a C em sequência. Como consequência, claro, colaborou mais uma vez para o histórico do seu estado, que agora soma 11 títulos nacionais considerando todas as competições oficiais organizadas pela CBF – até hoje, 17 estados já ganharam algum torneio. Neste cenário, aliás, o Paraná só está abaixo das principais potências (SP, RJ, MG e RS).

Sem dúvida, essa temporada ficará marcada no Operário, até porque no primeiro semestre o clube já havia conquistado o título da segundona estadual. Parabéns, Fantasma!

A campanha do campeão da Série C de 2018
24 jogos; 12V, 8E e 4D; 32 GP e 21 GC
61,1% de aproveitamento

Os 11 títulos nacionais do Paraná
2x na Série A (Coritiba 1985 e Atlético 2001)
6x na Série B (Paraná 1992/2000, Coritiba 2007/2010, Londrina 1980 e Atlético 1995)
2x na Série C (Malutrom 2000 e Operário 2018)
1x na Série D (Operário 2017)

O número de títulos nacionais por estado
1º) 60 – São Paulo (31 A, 9 CB, 1 CC, 1 S, 9 B, 8 C e 1D)
2º) 29 – Rio de Janeiro (15 A, 5 CB, 1 CC, 4 B, 3 C e 1 D)
3º) 20 – Minas Gerais (5 A, 6 CB, 5 B, 2 C e 2 D)
4º) 15 – Rio Grande do Sul (5 A, 7 CB, 1 S, 2 B)
5º) 11 – Paraná (2 A, 6 B, 2 C e 1 D)
6º) 7 – Pará (1 CC, 3 B, 2 C e 1 D)
7º) 7 – Goiás (3 B e 4 C)
8º) 6 – Santa Catarina (1 CB, 2 B e 3 C)
9º) 4 – Pernambuco (1 A, 1 CB, 1 B e 1 C)
10º) 3 – Brasília (2 B e 1 C)
11º) 3 – Maranhão (1 B, 1 C e 1 D)
12º) 2 – Bahia (2 A)
13º) 2 – Ceará (2 D)
14º) 1 – Mato Grosso do Sul (1 B)
15º) 1 – Alagoas (1 C)
15º) 1 – Rio Grande do Norte (1 C)
17º) 1 – Paraíba (1 D)

Legenda*
A – Série A (1959-2017)
CB – Copa do Brasil (1989-2017)
CC – Copa dos Campeões (2000-2002)
S – Supercopa do Brasil (1990-1991)
B – Série B (1971-2017)
C – Série C (1981-2018)
D – Série D (2009-2018)
* Títulos até 22 de setembro de 2018

Ordem da lista
1) Número de títulos, independentemente da divisão
2) Em caso de igualdade, o maior número de títulos seguindo a ordem da legenda acima

Reprodução


Compartilhe!