Compartilhe!

A construção do imponente anel superior do Arruda durou quase dois anos de obras, até a reabertura do estádio tricolor, em 1º de agosto de 1982. O nome do evento inaugural, com um quadrangular, não poderia ser mais direto: ‘Torneio Reabertura do Arruda’.

Ocorreu nos moldes do extinto Torneio Início, com jogos mais curtos, de 40 minutos, com a todo mata-mata no mesmo dia. Nas semifinais, o Náutico venceu o Sport por 2 x 1 e o Central eliminou o Santa nos pênaltis, após empate sem gols. Na sequência veio a decisão, com novo empate, desta vez em 1 x 1. O timbu acabou levando a taça nas penalidades, 5 x 4. Nas arquibancadas reformadas e ampliadas, 86.738 pessoas entraram de graça para conferir o Mundão.

Aquele dia marcou uma mudança no patamar no futebol do estado, com borderôs acima de 50 mil espectadores de forma recorrente. Na versão anterior do José do Rego Maciel, tendo apenas o anel inferior, apenas três partidas haviam alcançado a marca. Depois do Colosso foram mais 38 partidas. Entupida de gente, a Ilha – ampliada em 1984 – também passou de 50 mil, com um jogo em 1988, no feriado do Dia do Trabalhador, e outros três dez anos depois, na época do Vale Lazer, que abarrotou os estádios num tempo de capacidade superestimada.

A partir da pesquisa de Carlos Celso Cordeiro e do acervo de jornais, levantei os maiores públicos no Recife, acima de 50 mil torcedores, incluindo a Seleção Brasileira, a recordista.

Considerando o público total, 45 jogos ultrapassaram a marca, sendo 23 clássicos envolvendo o trio de ferro. Sem surpresa, o Clássico das Multidões domina a lista, com 14 partidas. Já o recorde é imbatível. Na arrancada para o tetra, quase 97 mil pessoas assistiram à goleada do Brasil sobre a Bolívia, em 1993 – eu estava lá, aos 12 anos. Pelas normas de segurança, o Arruda jamais chegará a algo próximo, pois está limitado atualmente a 55.582 pessoas.

Obs. O último jogo listado foi a vitória do Santa sobre o Betim, valendo o acesso na Série C, em 2013. Na ocasião, os 60 mil tricolores geraram a maior renda de clubes em PE: R$ 1,39 milhão.

Você esteve presente em alguma dessas multidões? Deixe o seu comentário.

+ de 90.000
1º) 96.990 – Brasil 6 x 0 Bolívia (29/08/1993, Eliminatórias)
2º) 90.400 – Brasil 2 x 0 Argentina (23/03/1994, amistoso)

De 80 mil a 90 mil
3º) 80.203 – Náutico 0 x 2 Sport (15/03/1998, Estadual)

De 70 mil a 80 mil
4º) 78.391 – Santa Cruz 1 x 1 Sport (21/02/1999, Estadual)
5º) 76.800 – Brasil 2 x 0 Paraguai (09/07/1989, Copa América)
6º) 76.636 – Santa Cruz 1 x 1 Náutico (18/12/1983, Estadual)
7º) 75.135 – Santa Cruz 1 x 2 Sport (03/05/1998, Estadual)
8º) 74.280 – Santa Cruz 2 x 0 Sport (18/07/1993, Estadual)
9º) 71.243 – Santa Cruz 2 x 1 Náutico (28/07/1993, Estadual)
10º) 70.003 – Santa Cruz 0 x 2 Náutico (11/07/2001, Estadual)
11º) 70.000 – Santa Cruz 0 x 2 Sport (20/02/1994, Estadual) *

De 60 mil a 70 mil
12º) 67.421 – Santa Cruz 0 x 1 Sport (20/05/1990, Estadual)
13º) 65.901 – Santa Cruz 1 x 2 Náutico (08/02/1998, Estadual)
14º) 65.023 – Santa Cruz 2 x 1 Portuguesa (26/11/2005, Série B)
15º) 62.711 – Santa Cruz 2 x 0 Náutico (01/08/1976, Estadual)
16º) 62.243 – Santa Cruz 0 x 1 Sport (15/05/2011, Estadual)
17º) 62.185 – Santa Cruz 0 x 0 Flamengo (04/06/1972, amistoso)
18º) 61.449 – Santa Cruz 0 x 0 Sport (11/07/1993, Estadual)
19º) 60.040 – Santa Cruz 2 x 1 Betim (03/11/2013, Série C)
20º) 60.000 – Santa Cruz 0 x 0 Paysandu (31/10/1998, Série B) **

De 50 mil a 60 mil
21º) 59.966 – Santa Cruz 0 x 0 Treze (16/10/2011, Série D)
22º) 59.946 – Brasil 2 x 0 Uruguai (02/05/1985, amistoso)
23º) 59.732 – Brasil 1 x 1 Suíça (19/05/1982, amistoso)
24º) 58.860 – Santa Cruz 0 x 1 Sport (27/05/1990, Estadual)
25º) 58.190 – Santa Cruz 1 x 1 Náutico (11/12/1983, Estadual)
26º) 56.875 – Sport 2 x 0 Porto (07/06/1998, Estadual) ***
27º) 55.252 – Brasil 2 x 1 Paraguai (10/06/2009, Eliminatórias)
28º) 55.028 – Santa Cruz 3 x 2 Volta Redonda (06/10/1998, Série B)
29º) 55.009 – Santa Cruz 2 x 1 Goiás (20/11/1999, Série B)
30º) 54.815 – Santa Cruz 0 x 2 Tupi (20/11/2011, Série D)
31º) 54.742 – Santa Cruz 1 x 0 Sport (16/05/1999, Estadual)
32º) 54.510 – Santa Cruz 1 x 1 Sport (19/05/1999, Estadual)
33º) 54.249 – Brasil 4 x 2 Iugoslávia (30/04/1986, amistoso)
34º) 53.416 – Santa Cruz 2 x 0 Náutico (01/12/1985, Estadual)
35º) 53.033 – Sport 0 x 2 Corinthians (12/09/1998, Série A) ***
36º) 52.824 – Santa Cruz 2 x 2 Palmeiras (04/05/1980, Série A)
37º) 51.192 – Santa Cruz 0 x 0 Sport (03/12/1983, Estadual)
38º) 50.879 – Santa Cruz 4 x 3 Guarany (05/09/2010, Série D)
39º) 50.778 – Náutico 0 x 0 Sport (07/12/1983, Estadual)
40º) 50.664 – Santa Cruz 2 x 2 Sport (06/05/1979, Estadual)
41º) 50.136 – Santa Cruz 3 x 2 Sport (14/05/2000, Estadual)
42º) 50.106 – Sport 4 x 1 Santa Cruz (29/03/1998, Estadual) ***
43º) 50.000 – Santa Cruz 2 x 1 América (05/07/1981, Estadual) *
43º) 50.000 – Sport 3 x 1 Central (01/05/1989, Estadual) */***
43º) 50.000 – Santa Cruz 0 x 1 Criciúma (23/11/2002, Série B)

* Jogos de portões abertos ou com ingressos distribuídos
** Estimativa de público
*** Jogos na Ilha do Retiro. Os demais ocorreram no Arruda

Número de presenças nos jogos
33 – Santa Cruz
19 – Sport
9 – Náutico
7 – Brasil

Estádios
41 – Arruda
4 – Ilha do Retiro

Número de Clássicos
14 – Clássico das Multidões
7 – Clássico das Emoções
2 – Clássico dos Clássicos

Jogos com torcida única
12 – Santa Cruz
3 – Sport

De 80 mil a 90 mil
1 – Náutico e Sport

De 70 mil a 80 mil
7 – Santa Cruz
4 – Sport
3 – Náutico

De 60 mil a 70 mil
9 – Santa Cruz
3 – Sport
2 – Náutico

De 50 mil a 60 mil
17 – Santa Cruz
11 – Sport
3 – Náutico


Compartilhe!