Compartilhe!

Foi a 1ª entrevista de Robinson de Castro ao 45 Minutos. Ao todo, 2h02. Foto: Marcelo Vidal/Ceará.

Formado em Ciências Contábeis e Direito, Robinson de Castro preside o Ceará desde 2015. Esteve à frente do clube na conquista da Copa do Nordeste e nos três anos seguidos na Série A, o recorde alvinegro nos pontos corridos. Em 2020, tem um desafio enorme de gerir o clube em meio a uma pandemia, com o futebol paralisado por meses. Porém, o trabalho nos últimos anos deu confiança para manter as contas equilibradas – ao contrário da maioria dos concorrentes no ano.

Esse foi um dos pontos abordados pelo dirigente durante as 2 horas de entrevista com a equipe do Podcast 45 Minutos. O presidente trata o passivo do vozão (cerca de R$ 14 milhões) como a menor dívida entre os 20 times presentes no Brasileirão. Sem dívidas trabalhistas, não há gasto com “folha paralela”. Também falou sobre pontos polêmicos, como as seguidas trocas de técnico, o time misto nas quartas de final da Copa do Nordeste de 2019 (quando acabou derrotado pelo Náutico), resultados das compras milionárias etc. Sobre o calendário em 2020, defendeu a continuidade do Nordestão e o campeonato nacional com 38 rodadas, nem que comece só em agosto. Falou bastante, e de forma esclarecedora. Vale a pena ouvir.

Estou nesta gravação com Fred Figueiroa, João de Andrade, Lucas Liausu e Thiago Minhoca.

Leia mais sobre o assunto
Balanço do Ceará em 2019 registra o 5º superávit seguido e receita recorde


Compartilhe!