Compartilhe!

As torcidas de Sport, Santa, Náutico, Bahia, Vitória, Ceará e Fortaleza, as maiores do NE. E a ordem?

Anualmente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulga a estimativa populacional do Brasil, com dados nacionais, estaduais e municipais.

O quadro demográfico é sempre fechado no mês de julho e publicado no Diário Oficial da União no fim de agosto – desta vez, em 28/08. O levantamento do IBGE em 2019 indica que somos 210 milhões. Como curiosidade, costumo projetar esses dados no blog a cada atualização, a partir dos percentuais das pesquisas mais recentes sobre as torcidas dos clubes de futebol, sobretudo os nordestinos – neste caso, em índices mensurados por institutos privados, como Ibope e Datafolha, entre outros.

Nesta publicação, trago sete cenários: Brasil (com dois rankings), Nordeste, Bahia, Pernambuco, Ceará, Região Metropolitana do Recife e Recife. As diferenças nos índices/dados absolutos podem ser explicadas tanto pela margem de erro de cada estudo quanto pelas amostragens (quanto mais gente ouvida, teoricamente melhor). Em relação à época da publicação original, entre os rankings citados, os percentuais mais defasados são, de longe, os de PE e CE, com entrevistas feitas ainda no fim de 2013. Neste intervalo de seis anos, a população pernambucana, por exemplo, saltou de 9,208 mi para 9,557 mi (+3,78%).

Em relação à pesquisa nacional mais recente, a última foi apresentada pelo Ibope em maio de 2018, com dados colhidos no segundo semestre de 2017. Em abril de 2018, o Datafolha lançou um levantamento feito no início do ano. Embora a pesquisa de campo seja, na prática, mais recente, desconsiderei nesta abordagem porque apenas 14 clubes foram divulgados – com os demais, incluindo os pernambucanos, embolados na opção “outros times”.

Sobre a pesquisa nacional do Ibope, através do braço corporativo “Repucom”, vale destacar que os percentuais foram traçados a partir de um quadro com população absoluta de 159,7 milhões – ou seja, pessoas acima de 16 anos. Para padronizar com todas as outras, com dados absolutos e respostas apenas sobre o primeiro time, converti os percentuais de cada time sobre 210,1 milhões. Lembrando sempre que o IBGE jamais mensurou o tamanho das torcidas – e isso não deverá mudar no próximo censo oficial, agendado para 2020. Ao menos há a certeza que haverá uma nova pesquisa nacional de torcida em 2020, através do Ibope…

Abaixo, as maiores torcidas nos cenários e os pernambucanos presentes.

BRASIL (210.147.125 habitantes em 2019)
Ibope-Repucom 2017
Período: junho e agosto de 2017
Público: 8 mil pessoas, sendo 6 mil presenciais e 2 mil online (nº de municípios não divulgado)
Margem de erro: não divulgada

1º time (torcedores)
1º) Flamengo – 16,09% (33.812.672)
2º) Corinthians – 13,14% (27.613.332)
3º) São Paulo – 6,88% (14.458.122)
4º) Palmeiras – 6,38% (13.407.386)
5º) Vasco – 4,13% (8.679.076)
6º) Grêmio – 2,75% (5.779.045)
7º) Santos – 2,50% (5.253.678)
8º) Cruzeiro – 2,44% (5.127.589)
9º) Internacional – 2,19% (4.602.222)
10º) Atlético-MG – 2,12% (4.455.119)
11º) Sport – 1,18% (2.479.736)
12º) Fluminense – 1,16% (2.437.706)
13º) Bahia – 1,11% (2.332.633)
14º) Botafogo – 1,10% (2.311.618)
15º) Vitória – 0,76% (1.597.118)
16º) Ceará – 0,70% (1.471.029)
17º) Santa Cruz – 0,66% (1.386.971)
18º) Atlético-PR – 0,53% (1.113.779)
19º) Paysandu – 0,30% (630.441)
20º) Fortaleza – 0,24% (504.353)
21º) Remo – 0,23% (483.338)
21º) Chapecoense – 0,23% (483.338)
23º) Coritiba – 0,20% (420.294)
24º) Goiás – 0,18% (378.264)
24º) Náutico – 0,18% (378.264)

1º time (torcedores) + 2º time (simpatizantes)
1º) Flamengo – 19,84% (41.693.189)
2º) Corinthians – 16,14% (33.917.745)
3º) São Paulo – 8,94% (18.787.152)
4º) Palmeiras – 8,50% (17.862.505)
5º) Vasco – 5,19% (10.906.635)
6º) Santos – 3,75% (7.880.517)
7º) Cruzeiro – 3,19% (6.703.693)
8º) Grêmio – 3,18% (6.682.678)
9º) Atlético-MG – 2,87% (6.031.222)
10º) Internacional – 2,56% (5.379.766)
11º) Botafogo – 2,01% (4.223.957)
12º) Bahia – 1,99% (4.181.927)
13º) Fluminense – 1,97% (4.139.898)
14º) Sport – 1,69% (3.551.486)
15º) Vitória – 1,16% (2.437.706)
16º) Ceará – 1,10% (2.311.618)
17º) Santa Cruz – 1,02% (2.143.500)
18º) Chapecoense – 1,02% (2.080.456)
19º) Atlético-PR – 0,81% (1.702.191)
20º) Paysandu – 0,60% (1.260.882)
21º) Fortaleza – 0,45% (945.662)
22º) Goiás – 0,44% (924.647)
23º) Remo – 0,42% (882.617)
24º) Brasil-RS – 0,28% (588.411)
25º) Coritiba – 0,24% (504.353)
25º) Náutico – 0,24% (504.353)
25º) Botafogo-PB – 0,24% (504.353)

NORDESTE (57.071.654 habitantes em 2019)
Paraná Pesquisas 2016
Período: março a dezembro de 2016
Público: não divulgado
Margem de erro: 1,0%

1º) Flamengo – 21,5% (12.270.405)
2º) Corinthians – 9,8% (5.593.022)
3º) Bahia – 7,0% (3.995.015)
4º) São Paulo – 5,2% (2.967.726)
4º) Vasco – 5,2% (2.967.726)
6º) Palmeiras – 4,3% (2.454.081)
7º) Ceará – 4,0% (2.282.866)
8º) Sport – 3,9% (2.225.794)
9º) Fortaleza – 2,8% (1.598.006)
9º) Vitória – 2,8% (1.598.006)
11º) Santa Cruz – 2,1% (1.198.504)
12º) Botafogo – 1,6% (913.146)
13º) Náutico – 1,5% (856.074)

BAHIA (14.873.064 habitantes em 2019)
Paraná Pesquisas 2017
Período: 31/05 a 04/06 de 2017
Público: 1.510 entrevistados (em 70 municípios)
Margem de erro: 2,5%

1º) Bahia – 25,3% (3.762.885)
2º) Vitória – 13,4% (1.992.990)
3º) Flamengo – 12,0% (1.784.767)
4º) Corinthians – 5,8% (862.637)
5º) Palmeiras – 3,0% (446.191)
6º) São Paulo – 2,9% (431.318)
7º) Vasco – 2,7% (401.572)
8º) Fluminense – 1,2% (178.476)
9º) Botafogo – 1,1% (163.603)
10º) Santos – 0,8% (118.984)

PERNAMBUCO (9.557.071 habitantes em 2019)
Ibope 2014
Período: 05/12/2013 a 14/02/2014
Público: 300 entrevistados (nº de municípios não divulgado)
Margem de erro: 1,0%

1º) Sport – 26,3% (2.513.509)
2º) Santa Cruz – 24,0% (2.293.697)
3º) Corinthians – 7,3% (697.666)
4º) Náutico – 5,3% (506.524)
5º) São Paulo – 4,0% (382.282)
6º) Palmeiras – 3,3% (315.383)
7º) Flamengo – 2,3% (219.812)

CEARÁ (9.132.078 habitantes em 2019)
Ibope 2014
Período: 05/12/2013 a 14/02/2014
Público: 298 entrevistados (nº de municípios não divulgado)
Margem de erro: 1,0%

1º) Flamengo – 20,1% (1.835.547)
1º) Ceará – 16,8% (1.534.189)
3º) Fortaleza – 8,7% (794.490)
4º) Corinthians – 8,1% (739.698)
5º) Palmeiras – 5,7% (520.528)
6º) São Paulo – 5,4% (493.132)

GRANDE RECIFE (4.079.575 habitantes em 2019)
Exatta 2014
Período: janeiro de 2014
Público: 600 entrevistados
Margem de erro: não divulgada

1º) Sport – 42% (1.713.421)
2º) Santa Cruz – 27% (1.101.485)
3º) Náutico – 10% (407.957)

RECIFE (1.645.727 habitantes em 2019)
Uninassau 2018
Período: 22 e 23 de janeiro de 2018
Público: 624 entrevistados
Margem de erro: 4,0%

1º) Sport – 33,1% (544.735)
2º) Santa Cruz – 24,1% (396.620)
3º) Náutico – 11,6% (190.904)

Leia mais sobre o assunto
Pesquisa DNA Torcedor 2017, do Ibope, aponta 5 clubes nordestinos acima de 1 milhão

Datafolha divulga pesquisa com apenas 2 clubes nordestinos. Os demais? Na opção “outros clubes”

Ibope projeta pesquisa de torcida em 2020. Será o 6º estudo no século XXI


Compartilhe!