Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Obs. Não pude assistir ao jogo. Aqui, trato o contexto. Foto: Rafael Melo/Santa Cruz.

Na estreia de Bolívar, o terceiro técnico efetivo do tricolor nesta temporada, o Santa empatou sem gols com o Afogados, fora de casa, num jogo que valia mais do que mostra o ritmo da partida disputada. Ambos já estavam classificados às quartas de final, mas a vitória valeria o mando de campo no jogo da próxima quarta – e o chaveamento estava indefinido até este domingo.

À coruja, só o triunfo interessava. Ao tricolor da capital, o empate só valeria caso o Vera Cruz não vencesse o Sete de Setembro, o que de fato aconteceu, com o 1 x 1. Porém, o jogo em Salgueiro (de forma excepcional) foi o último a acabar na 9ª rodada. Só depois do encerramento lá é que o empate em 0 x 0 no Vianão tornou-se interessante aos corais – num jogo marcado pelas estreias dos atacantes França e Bustamante. No caso, o cenário ficou bastante interessante.

Afinal, o Santa terminou a 1ª fase do Pernambucano de 2021 em 4º lugar, com 3V, 4E e 2D, e será o mandante na 2ª fase, curiosamente contra o Afogados, que acabou em 5º, com 2V, 6E e 1D, ganhando a vaga na Série D de 2022 – já o Vera ficou em 6º, sem vaga no BR e ainda tendo o atual campeão, Salgueiro, fora. O próximo jogo, no Arruda, lembra de imediato o confronto em 2019, pela mesma fase. Na ocasião, o time do interior avançou nos pênaltis. Naquela noite, uma zebra. Agora, em 2021, o duelo parece mais equilibrado, mas nivelado por baixo.

Um deles já na semifinal
Com o reencontro, um dos dois clubes estará na semifinal do campeonato estadual. Quem passar nas quartas pegará o Náutico, no próximo fim de semana, num duelo também em jogo único, nos Aflitos. Tanto nas quartas quando na semifinal, o empate leva a disputa às penalidades.

E a vaga na Copa do Brasil de 2022?
Com a classificação final da 1ª fase, Santa e Afogados só podem obter a vaga na próxima Copa do Brasil em caso de presença à final, sendo campeão ou vice. A 3ª vaga ficará com o melhor colocado da 1ª fase excluindo os finalistas. Ou seja, será de Náutico, Sport ou Salgueiro.

Escalação do Afogados
Léo; Heverton (Janelson), Arlan (Cal) e Thalison (Índio); Dim (Juninho), Gabriel, Arêz e Jordan; Felipe, Vargas e Frank (Lucas). Técnico: Sérgio China

Escalação do Santa Cruz
Jordan; Ítalo Melo, Willian Alves, Júnior Sergipano e Eduardo; Derley (Caetano), Elicarlos e Chiquinho; Madson (Léo Gaúcho), Pipico (França) e Augusto César (Bustamante). Técnico: Bolívar

Os cinco duelos na história, todos pelo Estadual (3V dos corais e 2E)
1º) 14/02/2018 – Afogados 0 x 1 Santa Cruz (Vianão)
2º) 20/01/2019 – Santa Cruz 4 x 1 Afogados (Arena PE)
3º) 27/03/2019 – Santa Cruz (1) 1 x 1 (3) Afogados (Arruda)
4º) 19/02/2020 – Afogados 0 x 2 Santa Cruz (Vianão)
5º) 02/05/2021 – Afogados 0 x 0 Santa Cruz (Vianão)

A análise do Podcast 45 Minutos sobre o jogo e sobre as quartas (do minuto 11 ao 46):


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •