Compartilhe!

Santa Cruz/twitter (@santacruzfc)

Com o jogo controlado, o Santa Cruz venceu o Sinop por 2 x 1, no Mato Grosso, e avançou à 2ª fase da Copa do Brasil, faturando mais uma cota, agora de R$ 625 mil. Com a classificação, o tricolor já soma R$ 1,15 milhão nesta edição. Em dez anos, esta já é a segunda maior premiação obtida pelo clube na competição – só abaixo de 2016, quando ganhou R$ 1,56 mi.

Por sinal, a marca poderá ser quebrada na próxima fase, quando o tricolor terá o Clássico das Emoções no Arruda, no primeiro duelo pernambucano em 31 anos de Copa do Brasil. Se o timbu passou com um empate, os corais fizeram o placar com tranquilidade. Tecnicamente, o time de Leston se mostrou bem melhor que o Sinop, cuja atmosfera no estádio Gigante do Norte foi bem amena para a partida. E ficou ainda mais branda aos 5 minutos, quando Elias escorou uma cobrança de escanteio, no seu primeiro gol fora da Arena Pernambuco (o 4º em 2019).

Durante o jogo, houve um imprevisto, com a substituição do goleiro Ricardo Ernesto, no intervalo. Acionado, Anderson foi quase um espectador no 2T, cuja “definição” aconteceu aos 27 minutos, com o gol de pênalti de Pipico – Cesinha, que acabara entrar, sofreu a falta. Prendendo a bola e povoando a entrada da área, o visitante segurou a vitória, mesmo tomando um gol aos 45 – o que chateou mesmo foi a expulsão de Elias. De toda forma, quebrou a má sequência. De fato, o tricolor havia sido eliminado nos últimos três duelos pela Copa do Brasil, em 2016 (Vasco, na 3ª fase), 2017 (Atlético-PR, nas oitavas) e 2018 (Flu de Feira, na 1ª fase). Olhando pra frente, agora jogará por R$ 1,45 milhão, para pavimentar o ano.

Obs. Num confronto inédito, o Sinop foi o 423º adversário diferente enfrentado pelo Santa Cruz desde 1914, com 5.132 partidas realizadas pelo time principal do tricolor.

Escalação do Santa (melhores: 1 Lorenzi, 2 Elias, 3 Danny)
Ricardo Ernesto (Anderson, intervalo); Marcos Martins, Vitão, Danny Morais e Bruno Ré; Lorenzi, Charles e Allan Dias (Guilherme, 30/2T); Jô (Cesinha, 26/2T), Pipico e Elias. Técnico: Leston Júnior

Cotas do Santa Cruz na Copa do Brasil de 2019
1ª fase – R$ 525 mil (vs Sinop-MT, 2 x 1)
2ª fase – R$ 625 mil (vs Náutico-PE)
3ª fase – R$ 1,45 milhão?

Santa Cruz na Copa do Brasil (1989-2019)
87 jogos em 25 participações
Desempenho: 35V, 19E e 33D
47 confrontos: 23 classificações e 24 eliminações

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Rafael Brasileiro e Diego Borges):

Leia mais sobre o assunto
As cotas da Copa do Brasil de 2019, com R$ 291 milhões repartidos entre 91 clubes

O chaveamento da Copa do Brasil, com 80 clubes na primeira fase

Santa Cruz/twitter (@santacruzfc)


Compartilhe!