Compartilhe!
  • 67
  •  
  •  
  •  

Rodrigo Baltar/Santa Cruz

Em um domingo repleto de prévias, foi bom o público no Clássico das Multidões (16 mil), com escalações surpreendentes entre os rivais. No tricolor, apesar do importantíssimo duelo contra o Náutico na Copa do Brasil, dentro de três dias, Leston Júnior escalou sete titulares. Não quis poupar. No rubro-negro, eliminado da competição nacional, Milton Cruz manteve a mesma escalação, apesar das críticas. Em campo, entretanto, um jogo de poucas chances, com o Santa Cruz chegando à vitória numa falha de Magrão. O que só aumenta a “resenha”, claro.

No 1T o Sport foi melhor, sobretudo na bola aérea, com o Brocador escorando 2x para Guilherme, em lances desperdiçados – num deles, o goleiro Anderson apareceu bem demais. O Santa marcava, mas pouco fazia à frente – não contou com Pipico, suspenso no Estadual. No 2T, os corais conseguiram impor um momento de pressão logo na retomada, com 3 chances claras entre os minutos 8 e 11. Depois, o clássico esfriou – no gramado, pois a festa seguia na arquibancada.

Só mudou numa falta cobrada aos 26, com Allan Dias subindo bem de cabeça. E Magrão se atrapalhou todo na defesa, no posicionamento, caindo dentro do gol, e no encaixe da bola, que não ocorreu. Assim, aumentou o drama do leão, que vê o ídolo definhando tecnicamente.

Com trocas improdutivas por parte de Milton Cruz (não por quem entrou, mas por quem permaneceu), o Sport pouco fez e terminou o jogo se queixando de um pênalti cometido por Allan Dias, não marcado – achei erro do árbitro. Que a reclamação não seja uma cortina de fumaça sobre os vários erros. Quanto o tricolor, que chegou à liderança do Campeonato Pernambucano com o 1 x 0, o moral vai nas alturas para buscar a cota de R$ 1,45 milhão em mais um clássico no Arruda. Aliás, a volta pra casa já começou a fazer diferença…

Escalação do Santa (melhores: 1 Allan Dias, 2 Anderson, 3 Danny; pior: Elias)
Anderson; Marcos Martins, João Victor, Danny Morais e Bruno Ré; Lorenzi, Charles e Allan Dias; Jô (Cesinha, 10/2T), Guilherme Queiroz (Neto Costa, 35/2T) e Elias (Luiz Felipe, 23/2T). Técnico: Leston Júnior

Escalação do Sport (melhor: Adryelson; piores: 1 Magrão, 2 Kaio, 3 Norberto)
Magrão; Norberto, Rafael Thyerre, Adryelson e Sander; Ronaldo, Charles (Luan, 35/2T) e Kaio; Ezequiel (Alisson Farias, 26/2T), Hernane Brocador (Juninho, 21/2T) e Guilherme. Técnico: Milton Cruz

Histórico de Santa Cruz x Sport no Arruda
167 jogos
51 vitórias tricolores (30,5%)
64 empates (38,3%)
52 vitórias rubro-negras (31,1%)

Geral: 559 jogos, 232V do Sport, 159E e 168V do Santa

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Fred Figueiroa e Rafael Brasileiro):

Rodrigo Baltar/Santa Cruz


Compartilhe!
  • 67
  •  
  •  
  •