Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Obs. Não pude assistir ao jogo. Aqui, trato o contexto. Foto: Luís Júnior/Altos.

Dos 21 pontos disputados na Série C, até este momento, o Santa somou apenas 3. Isso dá um aproveitamento de 14%, inviável sob qualquer circunstância. Pela primeira vez o tricolor pernambucano chega à 7ª rodada da competição sem uma vitória sequer. A cada rodada a lanterna fica mais evidente, sem contestação técnica.

Agora a 5 pontos do 8º colocado, o time segue a “duas rodadas” de uma reviravolta na zona de rebaixamento. O jogo contra o Altos, lá, poderia ser o primeiro passo, mas ainda não houve uma reação efetiva com Roberto Fernandes, que pegou o bonde andando, sendo o 4º nome em quatro meses. Logo, o cenário delicado não é acaso.

À parte da montagem maluca do elenco, com mais de 35 jogadores anunciados em tão pouco tempo, os corais não respondem em campo. São apenas 3 gols marcados. Na média, 0,42 por jogo. Somando todos as apresentações, o Santa finalizou 58 vezes, com 19 chutes para cada gol marcado. Já os adversários finalizaram 61 vezes na barra tricolor, com cerca de 7 chutes para cada gol sofrido – já foram 8.

Lá na frente, Wallace Pernambucano ainda não deslanchou, e desta vez sentiu antes de a bola rolar. Pipico, que acabou um jogo jejum na rodada passada, apesar da derrota, não deu sequência. Os outros nomes no ataque são quase randômicos, ou por falta de opção ou pra algum teste, em busca de uma solução interna, que não vem, apesar da esperança. No fim, o castigo. No fim mesmo, aos 52 minutos do segundo tempo, com Lucas Campos definindo o triunfo piauiense por 1 x 0, descolando do Z2. Com mais de 1/3 da primeira fase, o Santa segue longe de uma reação pela permanência. Até porque hoje falta o básico no futebol…

Santa Cruz em 7 rodadas na Série C de 2021
Mandante (3 jogos, 2 pts e 22.2%): 0V, 2E e 1D
Visitante (4 jogos, 1 pt e 8.3%): 0V, 1E e 3D

O desempenho da cobra coral nos 7 primeiros jogos na Série C (Grupo A)
1º) 2020 – 14 pontos (4V, 2E e 1D; 1º lugar)
2º) 2013 – 13 pontos (4V, 1E e 3D; 6º lugar)*
3º) 2019 – 12 pontos (3V, 3E e 1D; 2º lugar)
4º) 2018 – 10 pontos (2V, 4E e 1D; 5º lugar)
4º) 2012 – 10 pontos (2V, 4E e 1D; 6º lugar)
6º) 2021 – 3 pontos (0V, 3E e 4D; 10º lugar)
* Subiu

Escalação do Altos
Fábio; Gean, Mimica (Wesley), Lucas Souza e Tiaguinho; Ray, Netinho e Juninho Arcanjo; Klenisson (Lucas Campos), Manoel (Glaucio) e Betinho. Técnico: Marcelo Vilar

Escalação do Santa Cruz
Jordan; Weriton, Victor Oliveira, Rafael Castro e Leonan; Maycon Lucas, Vitinho e Augusto César (Rondinelly); Levi Quiñonez), Lucas Batatinha (Léo Gaúcho) e Lucas Rodrigues (Pipico). Técnico: Roberto Fernandes

Os dois confrontos na história (1V do Altos)
1º) 04/04/2021 – Altos 2 x 0 Santa Cruz (Nordestão)
2º) 10/07/2021 – Altos 1 x 0 Santa Cruz (Série C)

A análise do Podcast 45 Minutos sobre a partida (do tempo 0h18 até 0h47):


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •