Compartilhe!

O visitante pernambucano só resistiu no 1º tempo. Foto: Marcelo Malaquias/Copa do Nordeste.

Na abertura da Copa do Nordeste, o clássico regional entre Vitória (4 taças) e Santa Cruz (1 taça) começou morno, mas eventualmente acabou tendo um vencedor, com o lado que se mostrou mais disposto em Salvador. Armado com três zagueiros, o tricolor tentou praticar um futebol semelhante à estreia do Estadual, onde tomou susto até abrir o placar, diante de outro Vitória. No Barradão, a atuação na primeira etapa foi bem aquém do nível já demonstrado pelos corais.

Apesar da falta de resultados efetivos em 2020, a equipe, cuja experiente base foi mantida em 2021, conseguiu mostrar um futebol aceitável em vários momentos. Neste sábado, acho que faltou bastante, sobretudo na lenta saída de bola. O rubro-negro baiano, que escapou do rebaixamento à Série C e segue remontando o seu time, também não jogou bem no primeiro tempo, mas foi mais presente no campo ofensivo, tendo posse e buscando algo. E acabaria sendo recompensado na etapa complementar, quando balançou as redes duas vezes.

Se não deu no conjunto, o primeiro gol veio numa jogada individual, aos 25. O lateral-direito Van carregou a bola bateu de fora da área, rasteiro e certeiro. O empate, especificamente em 0 x 0, parecia tão na conta para o Santa que a resposta veio logo depois, com Brigatti fazendo três substituições uma vez, com o time se lançando ao ataque. Pois acabou dando espaço para o contragolpe, resultando num pênalti convertido pelo meia Fernando, já aos 37 minutos.

Vitória 2 x 0, mantendo o tabu de nunca ter perdido do Santa em sua casa em jogos oficiais. Agora são 12 vitórias e 2 empates. Na 1ª rodada da Lampions a marca sequer foi ameaçada.

Escalação do Vitória (melhores: Van e Fernando)
Yuri; Van, João Victor, Wallace Reis, Gabriel Bispo e Leocovick (Pedrinho); David (Ruan) e Fernando Neto; Soares (Ítalo), Vico (João Pedro) e Samuel (Aníbal). Técnico: Rodrigo Chagas

Escalação do Santa Cruz (piores: Didira e Pipico)
Jordan; Danny Morais, William Alves e Célio Santos (Caetano); Augusto Potiguar, Paulinho, Ítalo (Léo Gaúcho) e Vinícius Balotelli (João Cardoso); Didira, Chiquinho (Eduardo) e Pipico. Técnico: João Brigatti

Histórico geral de Vitória x Santa Cruz (todos os mandos)
47 jogos
13 vitórias tricolores (27,6%)
12 empates (25,5%)
22 vitórias rubro-negras (46,8%)

A análise do Podcast 45 Minutos (Celso Ishigami, Filipe Assis e Vitor Villar):

Leia mais sobre o assunto
A tabela detalhada da Copa do Nordeste de 2021, já com 16 jogos na tevê aberta

Abaixo, assista aos melhores momentos do jogo, num vídeo do perfil da Copa do Nordeste.


Compartilhe!