Compartilhe!

O time pernambucano chegou a 5 jogos sem vitória na segundona. Foto: América-MG/Instagram.

O Náutico voltou a atuar mal, muito mal, e acabou derrotado pelo América Mineiro em BH, num jogo no qual o mandante teve 7 x 1 em chances reais de gol. Na prática, a única finalização efetiva do timbu aconteceu aos 37 minutos do segundo tempo, com Kieza acertando o travessão. Àquela altura, o coelho já vencia por 2 x 0, com absoluta tranquilidade – gols de Felipe Azevedo no 1T (haja espaço dado por Djavan) e de seu substituto, Felipe Augusto, no 2T (em posição irregular).

Apesar da presença de Ruy e Jean Carlos no meio-campo, o setor esteve bem abaixo do desempenho visto em Curitiba, há três dias. Nesta sexta, o trocou passes sem qualquer efetividade. No scout do SofaScore, ambos os times tiveram 50% de posse e o mandante teve uma vantagem irrisória nos passes certos, 342 x 340. Ou seja, a diferença esteve mesmo na verticalidade, com o time de Lisca chegando bastante à meta do goleiro Jefferson.

Quanto ao Náutico, o rendimento no Independência repetiu as últimas semanas. Este foi o 4º jogo consecutivo em que o time não conseguiu balançar as redes. Assim, também aumentou o jejum de vitórias na Série B, agora em cinco partidas, com 2E e 3D. O último gol foi anotado por Kieza em 18 de setembro, nos Aflitos. Na ocasião, o atacante abriu o placar aos 32 da segunda etapa, diante da Chape, que buscou o empate – a sequência sem vitória começou ali.

De lá pra cá, com várias formações no ataque, nenhuma bola na rede em 373 minutos, a ponto de deixar a média geral do alvirrubro inferior a 1 gol por jogo. Tem 13 tentos em 14 partidas disputadas. Preocupante? Bastante. Hoje, o time já está a 1 ponto da zona, 15 x 14.

Náutico em 15 rodadas na Série B de 2020*
Mandante (7 jogos, 10 pts e 47.6%): 2V, 4E e 1D
Visitante (7 jogos, 5 pts e 23.8%): 1V, 2E e 4D
* O time tem um jogo a menos

Escalação do América-MG (melhores: Zé Ricardo e Felipe Azevedo)
Matheus Cavichioli; Diego Ferreira, Messias, Anderson e Sávio; Zé Ricardo; Ademir, Geovane (Calyson, 39/2T), Alê (Marcelo Toscano, 42/1T) e Felipe Azevedo (Felipe Augusto, 20/2T,; Léo Passos (Rodolfo, 20/2T, e depois Lohan, 39/2T). Técnico: Lisca

Escalação do Náutico (piores: Thiago, Erick, Djavan)
Jefferson; Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga e Willian Simões (Kevin, 36/2T); Djavan (Jhonnatan, intervalo), Matheus Trindade, Ruy e Jean Carlos; Thiago (Erick, intervalo) e Kieza. Técnico: Gilson Kleina

Histórico geral de América-MG x Náutico (todos os mandos)
23 jogos
11 vitórias alvirrubras (47,8%)
3 empates (13,0%)
9 vitórias mineiras (39,1%)

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Celso Ishigami e João de Andrade):

Abaixo, assista aos gols da partida, através do perfil oficial da Série B no Twitter.


Compartilhe!