Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Santa somou o 1º ponto na terceirona, enquanto o Floresta tem 4. Foto: Rafael Melo/Santa Cruz.

Com o empate em 0 x 0 com o Floresta, o Santa Cruz segue sem marcar gols na Série C. Em 180 minutos, somando os jogos na Arena da Amazônia e no Arruda, os corais finalizaram 13 vezes, quase sempre sem perigo, o que denota uma atenção especial ao setor neste início de Brasileiro. Por sinal, Bolívar teve um desfalque importante de última hora, com Wallace Pernambucano, a 28ª contratação da temporada (e já são 29), vetado por um desconforto na coxa.

O “tanque” já havia treinado como titular e a regularização foi comemorada internamente. E a mudança inesperada não significou a volta imediata de Pipico, até porque o técnico mudou a escalação do 4-3-3 para o 4-4-2, com Madson e Adriano à frente. Dois jogadores de mais mobilidade, sem um “camisa 9” fixo. Ocorre que com 25 minutos o Santa já fez outra mexida no setor, pois Madson se machucou. Entrou Bustamente, acionado também em Manaus.

Neste cenário de indefinição no ataque, o tricolor foi quase nulo no 1T, num futebol sofrível. Entre as finalizações contabilizadas, o scout apontou 1 x 0 para os corais – sim, apenas um chute certo. O Floresta ainda chegou a marcar com Deysinho, mas foi marcada uma falta no lance, e foi mesmo – assim, naturalmente, esta cabeçada não contou no scout.

No 2T, a entrada de Fauver Frank no meio-campo melhorou o mandante, mais solto em campo. E foi do ex-meia do Afogados a melhor chance coral na noite, num chute defendido pelo goleiro cearense. Entre chutes certos e errados, o scout no período foi de 6 x 1 para o Santa, o melhor desempenho do time nesta largada. Contudo, sem efetividade, tanto que o maior susto foi outra vez do Floresta, em outro gol anulado, este por impedimento.

Scout de finalizações a cada 45 minutos
1T (F), Santa Cruz vs Manaus: 2 x 5
2T (F), Santa Cruz vs Manaus: 4 x 5
1T (C), Santa Cruz vs Floresta: 1 x 0
2T (C), Santa Cruz vs Floresta: 6 x 1

Santa Cruz em 2 rodadas na Série C de 2021
Mandante (1 jogo, 1 pt e 33.3%): 0V, 1E e 0D
Visitante (1 jogo, 0 pt e 0%): 0V, 0E e 1D

Escalação do Santa Cruz (melhor: Frank; piores: Adriano e Vitinho)
Jordan; Weriton, Breno Calixto, Hebert e Eduardo; Caetano, Vitinho (Frank, 23/2T), Rondinelly (França, 36/2T) e Chiquinho; Madson (Bustamante, 25/1T) e Adriano Michael Jackson (Pipico, 23/2T). Técnico: Bolívar

Escalação do Floresta (melhores: Deysinho e Douglas; piores: Elielton e Alison)
Douglas Dias; Tony, William Goiano, Edimar e Carlos Renato; Jô, Marconi e Eduardo (Thalison 16/2T); Elielton (Dione, 16/2T), Flávio Torres (Alison Mira, 23/2T) e Deysinho (Fábio Alves, intervalo). Técnico: Leston Júnior

Curiosidade histórica
Num confronto inédito, o Floresta de Fortaleza foi o 432º adversário diferente enfrentado pelo Santa desde 1914, considerando as 5.272 partidas realizadas pelo time principal do tricolor.

A análise do Podcast 45 Minutos sobre o empate no Mundão (do 5º min ao 49º min):


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •