Compartilhe!

As duas semifinais serão definidas no interior do estado. Algum favorito?

Após quase um século, o Campeonato Baiano voltou a ter um G4 sem Bahia e Vitória. A última vez sem os grandes nas quatro primeiras colocações havia sido em 1930, ainda na era amadora. Há 92 anos, a competição contou com apenas cinco clubes, todos de Salvador. No caso, estiveram na disputa o Botafogo, que terminou campeão, Fluminense, não confunda com o de Feira de Santana, Ypiranga, Royal e Democrata – todos fora da elite local na atualidade. Pois é, uma lista sem Bahia, que sequer havia sido fundado, e sem Vitória, afastado do torneio na época.

O G4 na 1ª fase de 2022 terminou com Jacuipense, líder disparado com 21 dos 27 pontos disputados, Atlético de Alagoinhas, Bahia de Feira e Barcelona de Ilhéus – na semifinal, Jacupa x Barça e Atlético x Bahia de Feira. Este cenário resultou na quebra de marcas importantes do futebol baiano. Em campo, a dupla Ba-Vi ficou de fora dos quatro melhores pela 1ª vez na história – ambos até venceram, mas a última vaga aberta foi confirmada pelo time de Ilhéus.

No Baêa, com 49 títulos em 93 participações desde que foi criado, em 1931, a eliminação tem um peso considerável. Até então, apenas cinco campanhas estaduais haviam ficado abaixo do G4, a última há 19 anos. Os piores anos foram em 1935 (6º), 1942 (5º), 1943 (5º), 1965 (5º) e 2003 (9º), nos quais o rival rubro-negro representou acima, além das várias dezenas de edições com ambos presentes entre os primeiros colocados, incluindo 76 taças no período.

Num recorte mais recente, considerando os 14 anos do formato com semifinal e final no Estadual, desde 2009, o Bahia perdeu os 100% de aproveitamento de presença na semi. Já o Vitória, numa longa crise técnica e administrativa, amargou a 4ª eliminação consecutiva na 1ª fase. Curiosamente, nos quatro anos de ausência leonina da Série A, o maior hiato até hoje.

Rebaixamentos geraram equilíbrio (por baixo)

Vindo de rebaixamentos no Campeonato Brasileiro, com o Bahia da A pra B e o Vitória da B pra C, os demais concorrentes conseguiram equilibrar as ações nesses primeiros meses, com a classificação de quatro interioranos para a semifinal. O quarteto quebrou o recorde estabelecido há apenas um ano, quando foram três times de fora da capital.

Nesta temporada, então, já temos duas garantias em relação aos clubes de fora de Salvador. Teremos a 2ª final do interior em 118 edições, com a nova decisão fazendo companhia a Atlético x Bahia de Feira, de 2021, e o 6º título estadual do interior, tendo ainda a benesse da presença na fase principal da Copa do Nordeste de 2023. Até hoje, já levaram a taça estadual os seguintes clubes: Fluminense de Feira (1963 e 1969), Colo-Colo de Ilhéus (2006), Bahia de Feira (2011) e Atlético de Alagoinhas (2021). Eis o pitaco sobre a decisão: Jacuipense x Atlético.

A tabela da semifinal do Baiano 2022 (datas atualizadas em 23/03)*
26/03 (16h00, ida) – Bahia de Feira x Atlético de Alagoinhas (Arena Cajueiro)
27/03 (16h00, ida) – Barcelona x Jacuipense (Lomanto Júnior)
30/03 (19h15, volta) – Atlético de Alagoinhas x Bahia de Feira (Antônio Carneiro)
30/03 (21h30, volta) – Jacuipense x Barcelona (Eliel Martins)
* Os quatro jogos terão transmissão da TVE da Bahia e sinal liberado no Youtube

As campanhas dos quatro semifinalistas do Baiano 2022 (após 9 jogos)
1º) 21 pontos (7V, 0E e 2D) – Jacuipense (+9; 19 GP e 10 GC)
2º) 17 pontos (5V, 2E e 2D) – Atlético de Alagoinhas (+7; 17 GP e 10 GC)
3º) 17 pontos (5V, 2E e 2D) – Bahia de Feira (+4; 13 GP e 9 GC)
4º) 14 pontos (4V, 2E e 3D) – Barcelona (-1; 6 GP e 7 GC)

As campanhas da dupla Ba-Vi, com eliminação histórica
5º) 13 pontos (3V, 4E e 2D) – Vitória (+1; 7 GP e 6 GC)
6º) 12 pontos (3V, 3E e 3D) – Bahia (+4; 13 GP e 9 GC)

Abaixo, o histórico de participações na semifinal entre 2009 e 2022, sempre em confrontos de ida e volta. A única diferença ocorreu nas edições de 2015 e 2016, que tiveram uma fase a mais, com as quartas. Neste ano, as finais estão previstas para 30 de março e 3 de abril.

Nº de semifinais no Baiano de 2009 a 2022 (e o nº de presenças na decisão)*
1º) 13 vezes – Bahia (11)
2º) 9 vezes – Vitória (9)
3º) 6 vezes – Bahia de Feira (3) e Juazeirense (0)
5º) 5 vezes – Atlético de Alagoinhas (2) e Vitória da Conquista (1)
7º) 3 vezes – Fluminense de Feira (0)
8º) 2 vezes – Jacuipense (0) e Serrano (0)
10º) 1 vez – Barcelona (0), Camaçari (0), Colo-Colo (0), Feirense (0) e Juazeiro (0)
* Ao todo foram 56 vagas na semifinal, com 14 clubes diferentes.

Leia mais sobre o assunto
A tabela completa do Campeonato Baiano de 2022 prevê 46 dos 51 jogos na grade da TV


Compartilhe!