Compartilhe!

Sport 2 x 0 Tombense na Série B

Com a vitória, o leão voltou ao G4 após uma rodada ausente. Foto: Rafael Vieira/AGIF, via CBF.

Reagindo na Ilha do Retiro, mais uma vez, o Sport venceu o Tombense por 2 x 0 e voltou ao G4 da Série B. Com o tropeço da Chape, na véspera, o saldo da partida foi suficiente para seguir entre os quatro primeiros até o fim da 6ª rodada independentemente do resultado de Cruzeiro x Grêmio, no domingo. Ou seja, uma noite perfeita para um time tão pressionado.

Com Dal Pozzo na corda bamba após a péssima atuação em Maceió, o rubro-negro estava obrigado a obter um resultado mais seguro – as duas vitórias anteriores, em casa, foram por 1 x 0, com o gol no finzinho. Para isso, teria que furar a retranca do adversário, que vinha de cinco empates seguidos, todos por 1 x 1. No 1T, o leão teve mais iniciativa em relação aos outros jogos como mandante, vs Sampaio e Ituano. Aos 17 minutos, o scout de finalizações já estava em 4 x 0 a favor dos pernambucanos. Porém, chutes sem direção, sem confiança.

Até o intervalo, apesar do volume de jogo, o goleiro Felipe (que tomou amarelo por cera aos 20 min!) fez apenas uma defesa. A pobreza técnica (também uma consequência da pobreza tática em termos ofensivos) rendeu vaias no intervalo na maioria dos 10 mil torcedores presentes. Para fazer justiça, até ali Everton Felipe destoava positivamente. Voltando de lesão, após dois meses, o meia-atacante buscou jogo e se movimentou bastante. Mas não bastava para alcançar o triunfo. No 2T, uma mudança foi decisiva, com Javier Parraguez de volta à equipe, no lugar de Kayke, que até agora vem longe de ser um atacante com presença de área.

Com 12 minutos o “Búfalo” mostrou a diferença. Num escanteio, Thyere desviou de cabeça e o chileno apareceu livre para abrir o placar. Foi o 8º gol dele no ano. Depois, com o time mineiro, então retraído, obrigado a se expor, o leão jogou com mais liberdade e Juba definiu a vitória em mais um chute de fora da área, característica marcante nesta temporada, a melhor do lateral/ponta/meia. Na sexta apresentação no BR, enfim, o Sport fez mais de um gol em 90 minutos, com 21 x 10 em chutes. Com 100% como mandante, tendo 3V, 2E e 1D, Gilmar Dal Pozzo ganha mais tempo para tentar mudar algumas convicções. Quando cede, ajuda.

Escalação do Sport (melhores: Parraguez, Everton Felipe e Juba; piores: Jaderson e Kayke)
Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino e Lucas Hernández (Chico); William Oliveira (Ronaldo Henrique), Bruno Matias e Everton Felipe (Giovanni); Luciano Juba, Jaderson (Ray Vanegas) e Kayke (Parraguez). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Escalação do Tombense (piores: Igor e Mingotti)
Felipe Garcia; David, Ednei, Roger Carvalho e Manoel; Joseph (Ítalo Henrique), Gabriel Henrique, Gustavo (Everton Galdino) e Jean Lucas (Marcelinho); Igor (Matheus Paquetá) e Vinícius Mingotti (Reginaldo). Técnico: Hemerson Maria

Os dois jogos na história do confronto (1V do leão e 1V mineira)
1º) 13/02/2019 – Tombense 3 x 0 Sport (Copa do Brasil)
2º) 06/05/2022 – Sport 2 x 0 Tombense (Série B)

Leia mais sobre o assunto
A tabela de jogos do Sport no Campeonato Brasileiro da Série B de 2022

Abaixo, assista ao primeiro gol do Sport, de Parraguez, aos 12/2T.


Compartilhe!