Compartilhe!

Anderson Stevens/Sport Recife

Sexta-feira, 21h30. Jogo contra o Oeste. Passada a efêmera alegria pela conquista do título estadual, a Série B chegou com um verdadeiro choque de realidade no Sport. No público mediano, com horários ruins, quase sempre à parte do Brasileirão, em jogos sem apelo e, sobretudo, pelo desafio técnico que o time não teve nos quatro primeiros meses do ano.

A partida contra o time do interior paulista foi a primeira diante de um adversário num patamar de Série B. O Tombense, que goleou o rubro-negro na Copa do Brasil, está na Série C, assim como os principais rivais locais. Como não disputou o Nordestão, o time não teve mais opções. Não que o Oeste seja uma equipe qualificada tecnicamente, mas o nível físico é diferente, a intensidade é diferente e o aproveitamento também.

Após um 1T fraco, o Guto mexeu no intervalo, tirando Sammir (cansado, embora tenha ajudado na distribuição) e Alisson Farias (muito mal). Entraram Leandrinho e Juninho, como em outras partidas. E o time melhorou, como em outras partidas. As jogadas nas pontas fluíram mais e numa delas o Brocador marcou. Já as chances desperdiçadas e o cansaço mantiveram o Oeste vivo, mesmo jogando pouco.

A afobação do time pernambucano, além da péssima decisão de Hernane aos 48, tentando cavar uma falta, deram ao visitante a chance de jogar a bola na área mais uma vez. Com o relógio às 23h23, com o sábado batendo à porta, empate em 1 x 1. Tropeço considerável num campeonato longo e com uma meta mais pesada, de 64 pontos, mirando do 4º acesso nos pontos corridos (após 2006, 2011 e 2013). A irritação de Guto Ferreira no apito final deixa claro que a meta já começa mais distante, com dois pontos no ralo. Bem-vindo à Série B.

Escalação do Sport (piores: Brocador, Ronaldo e Alisson)
Mailson; Prata, Adryelson, Thyere e Lazaroni; Charles, Ronaldo (João Igor, 31/2T) e Sammir (Leandrinho, intervalo); Ezequiel, Brocador e Alisson Farias (Juninho, intervalo). Técnico: Guto Ferreira

Escalação do Oeste
Matheus Cavichioli; Wallace Bonilha, Kanu, Maracas e Alyson; Lídio, Betinho (Élvis) e Mazinho; Bruno Lopes (Guilherme), Fábio (Bruno Paraíba) e Roberto. Técnico: Renan Freitas

Os confrontos na história (todos pela Série B)
26/07/2013 – Sport 2 x 0 Oeste (Ilha do Retiro)
12/10/2013 – Oeste 0 x 3 Sport (Itápolis)
26/04/2019 – Sport 1 x 1 Oeste (Ilha do Retiro)
Retrospecto: 2V do leão e 1E

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli e Fred Figueiroa):

Anderson Stevens/Sport Recife


Compartilhe!