Compartilhe!

O volante Marcão não repetiu as boas atuações, com erros no 1T. Foto: Rodrigo Coca/Corinthians.

Tabu mantido em Itaquera. Pela 7ª vez em 7 jogos, o Sport perdeu no estádio do Timão. Não importa o nome. Itaquerão, Arena Corinthians ou Neo Química Arena. Lá, o leão segue sem somar pontos pelo Brasileirão. Na edição de 2021, o revés por 2 x 1 acabou alimentando o mau momento dos rubro-negros, com quatro derrotas nas últimas cinco rodadas.

Agora, com o Z4 pressionando bastante o time. O time e o técnico Umberto Louzer, que pecou mais uma vez na condução da equipe. Não especificamente sobre a competitividade durante os jogos, pois até conseguiu isso em alguns momentos, num trabalho pré-jogo. Contudo, o trabalho não se restringe a isso. É preciso uma leitura com a bola rolando. É essencial, na verdade

Embora tenha sido a terceira vez seguida em que o Sport atuou com três zagueiros, a formação foi diferente diante do Corinthians. Em vez do 3-4-3 visto contra os dois gaúchos, um 3-5-2, reforçando o meio-campo. No lado esquerdo, outra mudança importante. Com Júnior Tavares doente e com Sander lesionado na véspera, ele acabou optando por Victor Gabriel, um prata da casa de 17 anos. Técnico, jogador já foi chamado para a Seleção Sub 17. Porém, foi a porta aberta do Sport durante todo o 1T. Já com 2 minutos Mosquito avançou e marcou para o mandante, mas o gol foi anulado pelo VAR, por impedimento. No seu lado do banco, Louzer pôde conferir a dificuldade no setor durante 48 minutos, mas não corrigiu.

Inerte na área técnica, o treinador no máximo cobrou a cobertura de Betinho ali na esquerda. E o jogo corintiano seguiu por lá até o último lance, em outra jogada de Mosquito sobre Victor Gabriel. Avançou, de novo, e saiu o cruzamento rasteiro, com Maidana desviando pro próprio gol. Frisando que a promessa leonina, longe da maturação, estava numa fogueira danada, sem culpa alguma. No caso, a responsabilidade era mesmo do técnico, que simplesmente optou por não mudar algo tão óbvio – preferiu esperar até o intervalo.

Mais uma vez, a mudança veio forçada pelo placar. No intervalo, acionou Patric, com Hayner sendo improvisado na esquerda (por que não desde o início?). Também entrou Thiago Neves, virando um 4-4-2. O princípio de reação foi brecado logo no comecinho, com Jô ampliando um escanteio. Ainda assim, o desempenho na retomada foi melhor, até porque o time paulista também não vem bem – venceu em casa pela 1ª vez nesta edição. No fim, lançamento de Betinho, cruzamento Patric e gol de Tréllez, todos oriundos do banco. Já era tarde…

Sport em 6 rodadas na Série A de 2021
Mandante (2 jogos, 3 pts e 50.0%): 1V, 0E e 1D
Visitante (4 jogos, 1 pt e 8.3%): 0V, 1E e 3D

O desempenho do leão nos 6 primeiros jogos na Série A (pontos corridos)
1º) 2015 – 12 pontos (3V, 3E e 0D; 4º lugar)
2º) 2014 – 10 pontos (3V, 1E e 2D; 8º lugar)
3º) 2008 – 8 pontos (2V, 2E e 2D; 12º lugar)
3º) 2018 – 8 pontos (2V, 2E e 2D; 12º lugar)*
5º) 2017 – 7 pontos (2V, 1E e 3D; 14º lugar)
6º) 2012 – 5 pontos (1V, 2E e 3D; 16º lugar)*
6º) 2016 – 5 pontos (1V, 2E e 3D; 16º lugar)
6º) 2009 – 5 pontos (1V, 2E e 3D; 17º lugar)*
6º) 2007 – 5 pontos (1V, 2E e 3D; 18º lugar)
10º) 2021 – 4 pontos (1V, 1E e 4D; 15º lugar)
10º) 2020 – 4 pontos (1V, 1E e 4D; 19º lugar)
* Caiu de divisão

Escalação do Corinthians (melhores: Gustavo, Cantillo e Jô; pior: Ramiro)
Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo (Xavier, 37/2T), Gabriel e Vitinho (Roni, 41/2T); Gustavo Mosquito (Ramiro, 29/2T), Jô (Felipe, 37/2T) e Mateus Vital. Técnico: Sylvinho

Escalação do Sport (melhor: Betinho; piores: Victor, Marcão e Neilton)
Maílson; Rafael Thyere, Maidana (Thiago Neves, intervalo) e Sabino; Hayner, Victor Gabriel (Patric, intervalo), Marcão, Thiago Lopes (Betinho, 20/1T) e Gustavo (Neilton, 22/2T); Paulinho Moccelin (Tréllez, 10/2T) e André. Técnico: Umberto Louzer

Histórico geral de Corinthians x Sport (todos os mandos)
45 jogos
16 vitórias rubro-negras (35,5%)
10 empates (22,2%)
19 vitórias paulistas (42,2%)

Histórico de Corinthians x Sport pela Série A (todos os mandos)
40 jogos
14 vitórias rubro-negras (35,0%)
9 empates (22,5%)
17 vitórias paulistas (42,5%)

Os sete duelos na arena em Itaquera pela Série A (7V do Timão)
1º) 01/10/2014 – Corinthians 3 x 0 Sport (29.238 pessoas)
2º) 12/08/2015 – Corinthians 4 x 3 Sport (30.941 pessoas)
3º) 08/09/2016 – Corinthians 3 x 0 Sport (24.360 pessoas)
4º) 05/08/2017 – Corinthians 3 x 1 Sport (41.279 pessoas)
5º) 16/09/2018 – Corinthians 2 x 1 Sport (21.112 pessoas)
6º) 21/01/2021 – Corinthians 3 x 0 Sport (portões fechados)
7º) 24/06/2021 – Corinthians 2 x 1 Sport (portões fechados)

A análise do Podcast 45 Minutos sobre a partida (a partir do tempo 1h22):

Abaixo, assista aos gols dos jogos de quinta, através do perfil oficial do Brasileirão no Twitter.


Compartilhe!