Compartilhe!
  •  
  • 13
  •  
  •  

Foi o 5º pênalti a favor do leão no BR, todos convertidos. Foto: Anderson Stevens/Sport.

O Sport venceu pela segunda vez consecutiva na Ilha do Retiro, ambas por 1 x 0 e através de um pênalti convertido no 1T. E em ambas, também, com uma pressão maior do visitante no 2T. Mas há uma diferença justificada pelo crescimento da equipe. No domingo o Flu teve 18 x 1 em finalizações após o intervalo, num bombardeio até o fim. Na quarta-feira, o Corinthians também levou vantagem neste scout, com 8 x 2, mas Polli fez apenas uma defesa, e já nos acréscimos.

Apesar do maior volume de jogo do time paulista na etapa complementar, a postura leonina foi muito mais segura. Primeiro porque as trocas não foram danosas à formação como na rodada passada. Atuando num 4-2-3-1, com o meia Thiago Neves estreando (bem até), o time se mostrou compacto e com uma saída mais apurada. Essa havia sido “a” falha. No blog, eu tinha citado o volante Marcão como um expoente dessa vulnerabilidade. Agora, vale o oposto.

O cabeça de área teve uma presença de campo decisiva para o ajuste defensivo do time, cuja dupla de zaga vem numa estabilidade impressionante sob o comando de Jair Ventura – com o novo técnico, aliás, o rubro-negro tem 4V, 1E e 2D. Enquanto Adryelson vai se firmando como o principal nome da base no elenco, Iago Maidana se encontrou no Sport. Após um começo inconstante, passou a ganhar todas na bola aérea e vai fazendo os seus gols. Já são quatro, sendo o artilheiro time. E três deles em cobranças de pênalti. Desta vez num lance aos 36 minutos, num jogo até então bem controlado pelo Sport, ofensiva e defensivamente.

Com 59% de posse, o leão explorava bastante as laterais, com Sander (Juba desgastado) e Patric. Numa dessas jogadas, após um bate-rebate, Jonatan finalizou e Everaldo cortou com o braço. E o zagueiro cobrou bem demais. Pegador de pênaltis, Cássio esperou até o último instante, com Maidana mantendo a tranquilidade para inverter o lado em relação às batidas anteriores. O gol valeu a 5ª vitória do Sport, que abriu a 12ª rodada. De forma provisória, o time pernambucano figura na 7ª colocação, com 17 pontos, 7 acima do Z4. Uma recuperação e tanto, a partir do setor que gritava por ajuste: a defesa, há dois jogos sem ser vazada.

Sport em 12 rodadas na Série A de 2020
Mandante (6 jogos, 12 pts e 66.6%): 4V, 0E e 2D
Visitante (6 jogos, 5 pts e 27.7%): 1V, 2E e 3D

Escalação do Sport (melhores: 1 Maidana, 2 Marcão, 3 Ricardinho)
Luan Polli; Patric, Maidana, Adryelson e Sander (Luciano Juba, 41/2T); Marcão, Ricardinho, Lucas Mugni, Jonatan Gómez (Serrato, 17/2T) e Thiago Neves (Bruninho, 27/2T); Brocador (Rogério, 27/2T). Técnico: Jair Ventura

Escalação do Corinthians (melhor: Otero; piores: Danilo Avelar e Everaldo)
Cássio; Fágner (Gustavo Mantuan, 38/2T), Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Xavier (Cantillo, 17/2T), Roni (Ramiro/2T), Otero e Mateus Vital (Léo Natel, 17/2T); Everaldo (Luan, intervalo) e Jô. Técnico: Dyego Coelho

Histórico geral de Sport x Corinthians (todos os mandos)
43 jogos
16 vitórias rubro-negras (37,2%)
10 empates (23,2%)
17 vitórias paulistas (39,5%)

Histórico de Sport x Corinthians pela Série A (todos os mandos)
38 jogos
14 vitórias rubro-negras (36,8%)
9 empates (23,6%)
15 vitórias paulistas (39,4%)

Curiosidade
O Sport teve dois desfalques no ataque sem qualquer problema de lesão ou suspensão. Marquinhos e Barcia não jogaram por questões burocráticas. O primeiro porque foi emprestado pelo Timão e o segundo a pedido do clube detentor dos direitos, o Rentistas-URU, que deve vendê-lo ao Goiás.

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Celso Ishigami e Fred Figueiroa):

Abaixo, assista ao gol da partida, através do perfil oficial do Brasileirão no Twitter.


Compartilhe!
  •  
  • 13
  •  
  •