Compartilhe!

Moccelin marcou pela 3ª vez no BR. Nos três casos, vitória por 1 x 0. Foto: Anderson Stevens/Sport.

Há apenas cinco anos, o Bahia tinha uma vantagem considerável sobre o Sport no Campeonato Brasileiro, observando o período cinquentenário. Eram 11 triunfos do tricolor contra apenas 5 do rubro-negro, justificando a freguesia no histórico geral do clássico nordestino, o jogo interestadual mais recorrente na região. Era algo quase inalcançável a médio prazo, a não ser que o leão passasse a dominar a disputa na primeira divisão. Pois acabou sendo além da conta.

Nas oito partidas seguintes, contabilizando as edições de 2017, 2018, 2020 e 2021, o Sport venceu sete, enquanto o Baêa só levou a melhor uma vez. Pelo lado pernambucano foram quatro vitórias no Recife e três em Salvador – onde não vencia há 28 anos antes da sequência. Assim, com o suado 1 x 0 pela 33ª rodada do Brasileirão de 2021, o leão igualou o histórico na competição. Agora, 12 x 12. Uma enorme reação baseada em lá e lô recorrente. Nesta edição, fez 1 x 0 nos dois turnos. Também ganhou na ida e na volta em 2017 e 2020. Ou seja, este é o melhor recorte do Sport em 50 anos de BR considerando os duelos contra o rival baiano.

Saindo do campo histórico para a dura realidade, o jogo visto por mais de 8 mil torcedores na Arena Pernambuco reuniu dois times na zona de rebaixamento. Vindo de três derrotas, o Sport entrou em campo com apenas 1% de chance de escapar. O resultado melhorou um tiquinho de nada este índice, que na prática ainda obriga o time de Florentín a vencer os jogos restantes – incluindo o São Paulo no Morumbi, algo que nunca aconteceu, e o Flamengo, possivelmente com as suas principais peças, em São Lourenço. De toda forma, quem foi acreditou e ainda terminou o jogo com a emoção que marca o esporte. Assim como a torcida tricolor, que – tensa – viu o time terminar a rodada no Z4 após a segunda derrota seguida, que mudou o momento de sete jogos seguidos pontuando.

Pior, o Bahia já entrou na zona a três pontos do 16º colocado, o primeiro time fora – o Sport está a seis. Portanto, pressão enorme nesta final. Em campo, apesar da importância do jogo, o visitante esteve bem apagado tecnicamente. A única chance efetiva foi só aos 45 do segundo tempo, numa cabeçada de Ronaldo bem defendida por Maílson. Àquela altura, o Sport já estava bastante modificado, com três zagueiros e três volantes, fechadinho para defender a vantagem obtida no “chute editado” de Paulinho Moccelin, sempre na ponta esquerda puxando para o pé direito para mandar no cantinho. Gol que evitou que 1% virasse 0%, ao menos hoje, e que valeu uma equiparação de peso no principal confronto do Nordeste.

Sport em 34 rodadas na Série A de 2021
Mandante (17 jogos, 20 pts e 39.2%): 5V, 5E e 7D
Visitante (17 jogos, 13 pts e 33.3%): 3V, 4E e 10D

O desempenho histórico do leão após 34 jogos na Série A (pontos corridos)
1º) 2015 – 52 pontos (13V, 13E e 8D; 7º lugar)
2º) 2008 – 45 pontos (12V, 9E e 13D; 11º lugar)
3º) 2014 – 44 pontos (12V, 8E e 14D; 12º lugar)
3º) 2007 – 44 pontos (12V, 8E e 14D; 14º lugar)
5º) 2016 – 43 pontos (12V, 7E e 15D; 14º lugar)
6º) 2020 – 38 pontos (11V, 5E e 18D; 14º lugar)
7º) 2018 – 38 pontos (10V, 8E e 16D; 15º lugar)*
8º) 2017 – 36 pontos (9V, 9E e 16D; 17º lugar)
8º) 2012 – 36 pontos (9V, 9E e 16D; 17º lugar)*
10º) 2021 – 33 pontos (8V, 9E e 17D; 18º lugar)
11º) 2009 – 30 pontos (7V, 9E e 18D; 20º lugar)*
* Caiu de divisão

Escalação do Sport (melhores: Everton Felipe, Moccelin e Zé Welison)
Maílson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino e Sander; Marcão, Zé Welison e Hernanes (Chico, 25/2T); Gustavo (Paulinho Moccelin, 16/2T), Mikael (Tréllez, 37/2T) e Everton Felipe (Ronaldo, 37/2T). Técnico: Gustavo Florentín

Escalação do Bahia (melhor: Daniel; piores: Maycon, Gilberto e Conti)
Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Daniel (Rodriguinho, intervalo) e Patrick de Lucca (Edson, 45/2T); Raí Nascimento (Ramirez, 34/2T), Lucas Mugni Mugni e Maycon Douglas (Rodallega, intervalo); Gilberto (Ronaldo, 21/2TT). Técnico: Guto Ferreira

Histórico geral de Sport x Bahia (todos os mandos)
96 jogos
29 vitórias rubro-negras (30,2%)
29 empates (30,2%)
38 triunfos tricolores (39,5%)

Histórico de Sport x Bahia pela Série A (todos os mandos)
32 jogos
12 vitórias rubro-negras (37,5%)
8 empates (25,0%)
12 triunfos tricolores (37,5%)

A análise do Podcast 45 Minutos (Cassio Zirpoli, Fred Figueiroa, Lucas Liausu e Lula Bonfim):

Abaixo, assista ao gol da noite, através do perfil oficial do Sport no Twitter.


Compartilhe!