Compartilhe!

Os 40 primeiros no acumulado geral da Timemania em 2019. Representam 90% da receita.

O último sorteio da Timemania em 2019 ocorreu na cidade de São Paulo, em 30 de dezembro. No concurso de nº 1.426, que teve o Paysandu como clube sorteado, o prêmio principal de R$ 20,7 milhões, para o acerto de sete números, acumulou. Assim, encerrou-se também o 12º ano da loteria federal criada para abater as dívidas dos times brasileiros com o poder público.

E o último sorteio garantiu o Santa no top 20, o grupo de maior repasse, pelo 6º ano seguido – via loteria, o tricolor já amortizou mais de R$ 12 milhões da dívida. Assim, o Nordeste ficou, novamente, com seis clubes entre os 20 com mais apostas, contando ainda com o Bahia (líder na região desde o primeiro ano), Fortaleza, Vitória, ABC e Ceará. No país inteiro foram 136.922.347 apostas contabilizadas na temporada, ou 11,6 milhões a menos em relação ao quadro geral do ano anterior (-7,8%) – em todos os anos o Flamengo terminou como líder absoluto.

Já em relação à arrecadação, a ordem de grandeza curiosamente foi a mesma, na casa de R$ 297 milhões. Explica-se: a cartela da aposta manteve o valor de R$ 2 até 10 de novembro. No dia seguinte, no concurso 1.405, passou a custar R$ 3. Calculei os valores considerando esta transição, com a arrecadação bruta chegando a R$ 297.416.895 – ainda longe do recorde, de 2017, com R$ 178 mi a mais. Portanto, a verba da loteria para os clubes foi basicamente igual. Pela regra, 20% do montante é repassado aos 98 clubes inscritos, com a divisão ocorrendo a partir do número de apostas de cada um – neste caso, para os 80 times presentes na cartela. Abaixo, a divisão desta parcela para os quatro “subgrupos” no ranking de apostas.

Divisão da receita repassada aos clubes e as respectivas cotas em 2019
65% (grupo 1, do 1º ao 20º lugar) – R$ 38,6 milhões (R$ 1,933 milhão cada)
25% (grupo 2, do 21º ao 40º lugar) – R$ 14,8 milhões (R$ 743 mil cada)
8% (grupo 3, do 41º ao 80º lugar) – R$ 4,7 milhões (R$ 118 mil cada)
2% (grupo 4, com os 18 clubes fora da cartela) – R$ 1,1 mi (R$ 66 mil cada)

Arrecadação bruta da Timemania (entre parênteses, a receita dos clubes)
2012 – R$ 256 milhões (R$ 51,2 mi)
2013 – R$ 251 milhões (R$ 50,3 mi)
2014 – R$ 425 milhões (R$ 85,0 mi)
2015 – R$ 338 milhões (R$ 67,6 mi)
2016 – R$ 276 milhões (R$ 55,3 mi)
2017 – R$ 475 milhões (R$ 95,1 mi)
2018 – R$ 297 milhões (R$ 59,4 mi)
2019 – R$ 297 milhões (R$ 59,4 mi)

Os seis nordestinos que ficaram na primeira casta da loteria foram os mesmos do último ano, com destaque para o ABC, o único fora do “G7 do Nordeste” – há tempos o clube de Natal potiguar mantém um trabalho de engajamento em sua torcida. Em 2019 passou o Ceará.

Enquanto isso, Sport e Náutico ficaram mais uma vez no segundo escalão do repasse, o top 40 (do 21º/40º), junto a outros quatro clubes da região – Treze (na 23ª colocação, num ótimo desempenho), Botafogo-PB, América-RN e River. Lembrando que a colocação final deste ano definiu o percentual de cada um na receita de 2020, na 13ª temporada da loteria. A seguir, um gráfico com o histórico de colocações (nacionais e regionais) dos sete maiores times da região.

Agora, o número de apostas do G7 na história da Timemania. E o trio pernambucano termina abaixo dos rivais baianos e cearenses desde 2009 – talvez pelo fato de o público ser formado não só por torcedores, mas por apostadores regulares, independentemente do modelo.

Não por acaso, as três metrópoles têm populações similares, já passando de 4 milhões, e dados próximos numa comparação agregada. Com 4,7 milhões de apostas em 2019 (-9,6% em relação ao ano anterior), a soma de alvirrubros, corais e leoninos teve 228 mil apostas a menos que a dupla de Salvador e 57 mil a menos que a dupla de Fortaleza. De toda forma, o 14º lugar nacional do Fortaleza há 11 anos, por exemplo, é um mérito do clube.

Total de apostas na Timemania entre 2008 e 2019 (12 anos)
1º) 32.518.945 – Bahia (média anual de 2.709.912)
2º) 29.164.712 – Fortaleza (2.430.392)
3º) 23.436.619 – Vitória (1.953.051)
4º) 21.412.026 – Ceará (1.784.335)
5º) 20.072.631 – Santa Cruz (1.672.719)
6º) 17.699.559 – Sport (1.474.963)
7º) 14.645.946 – Náutico (1.220.495)


Compartilhe!