Compartilhe!
  •  
  • 19
  •  
  •  

Os 14 clubes com pelo menos 1% de inscritos no Cartola FC em 2021, incluindo Bahia e Sport.

O Cartola FC chega à 17ª edição no Brasileirão de 2021. Já na largada, 2,55 milhões de pessoas inscritas no popular fantasy game do portal globoesporte. É bastante gente, mas houve uma redução de 1,2 milhão de cadastros em relação à temporada passada, considerando a primeira rodada. Aqui, o interesse do blog está na quantidade de torcedores inscritos nas ligas oficiais dos clubes presentes, as chamadas “ligas clássicas”, pois cada “cartoleiro” só pode se inscrever na liga do respectivo time do coração, escolhido já no registro. Na minha opinião, é um radar bem interessante para alimentar o debate sobre tamanho de torcida – confira os dados abaixo.

Pela 5ª vez seguida, o Flamengo segue como o único com mais de 20% do público, numa liderança ampla sobre o Corinthians, embora com uma leve redução nesta temporada. A diferença caiu de 6,61 pontos percentuais para 4,72. Ou 120 mil usuários. Na última nacional pesquisa de torcida, divulgada pelo Datafolha, em setembro de 2019, a diferença foi de 6,00%. Fechando o pódio vem o São Paulo, que ocupa a mesma posição nas pesquisas tradicionais.

Entre os clubes com mais inscritos neste ano, 19 iniciam a competição com mais de 10 mil cartoleiros, um a menos que no ano anterior. E, de fato, estar na Série A faz bastante diferença no engajamento. Rebaixados, Vasco e Botafogo foram ultrapassados por Grêmio e Flu. Ao cartoleiro, no entanto, não faz diferença alguma a divisão do time dele em relação à participação no game. Inclusive, o Santa Cruz segue com dados relevantes mesmo há quatro anos disputando a Série C – neste novo recorte, aparece à frente do Fortaleza, na A.

Seguindo com a visão regional, o Bahia lidera pela 4ª vez no NE. Venho acompanhando este cenário do Cartola FC há seis anos. Neste período, a liderança da região sofreu uma redução no número de pessoas pela 3ª vez seguida – algo que se aplica ao cenário geral, diga-se. Desta vez, o dado do tricolor caiu de 55 mil para 41 mil. O Sport segue em 2º lugar – o clube teve 2 lideranças e 4 vice-lideranças no levantamento – e o Vitória reaparece em 3º lugar, mesmo indo para o terceiro na segunda divisão. Ainda como curiosidade, a soma dos grandes em cada capita dá 2,29% em Salvador (2 clubes), 1,80% no Recife (3) e 1,16% em Fortaleza (2).

G4 do Nordeste no Cartola FC
2016: 1º Sport (102,7 mil); 2º Santa Cruz (66,6 mil); 3º Bahia (66,4 mil); 4º Vitória (54,5 mil)
2017: 1º Sport (45,5 mil); 2º Bahia (33,5 mil); 3º Vitória (24,8 mil); 4º Santa Cruz (20,9 mil)
2018: 1º Bahia (73,6 mil); 2º Sport (68,3 mil); 3º Vitória (46,7 mil); 4º Ceará (36,5 mil)
2019: 1º Bahia (65,1 mil); 2º Sport (44,8 mil); 3º Ceará (29,8 mil); 4º Vitória (29,5 mil)
2020: 1º Bahia (55,8 mil); 2º Sport (40,1 mil); 3º Ceará (25,6 mil); 4º Vitória (24,6 mil)
2021: 1º Bahia (41,0 mil); 2º Sport (28,3 mil); 3º Vitória (17,7 mil); 4º Ceará (17,3 mil)

Observação
Este levantamento considera o nº bruto de cadastrados, mas não necessariamente o de cartoleiros ativos, com escalações e atualizações das equipes em todas as rodadas (quem nunca esqueceu de mexer no time?). Apesar dos percentuais e colocações semelhantes, essa lista tem um grande diferencial em relação às pesquisas tradicionais: a ausência de pessoas que não gostam de futebol, perfil que costuma representar 20%. No supracitado Datafolha, o índice dos “sem time” foi de 22%.

O histórico no Cartola FC
A seguir, os 25 clubes mais populares no Cartola FC no início das últimas três edições do Brasileirão. Em 2021, sete nordestinos figuram entre as maiores bases do país – sem surpresa, o G7. Chama a atenção o aumento na representatividade da Série B, que pulou de 3 para 8 times. Não por caso, cinco integrantes da nova Série A não aparecem no top 25: América-MG (0,12%; 3.154), Bragantino (0,08%; 2.224), Atlético-GO (0,08%; 2.086), Juventude (0,06%; 1.693) e Cuiabá (0,05%; 1.667). À direita dos dados, abaixo, a divisão de cada um no ano e a evolução sobre o ranking anterior.

Cartola FC 2021 (1ª rodada*)
1º) Flamengo – 21,57% (551.137), A (igual)
2º) Corinthians – 16,85% (430.475), A (igual)
3º) São Paulo – 13,83% (353.436), A (igual)
4º) Palmeiras – 9,11% (232.729), A (igual)
5º) Grêmio – 5,12% (130.972), A (+1)
6º) Vasco – 4,89% (124.926), B (-1)
7º) Santos – 4,31% (110.156), A (igual)
8º) Cruzeiro – 3,71% (94.907), B (igual)
9º) Atlético-MG – 3,53% (90.370), A (igual)
10º) Internacional – 3,44% (88.002), A (igual)
11º) Fluminense – 1,99% (51.062), A (+1)
12º) Botafogo – 1,67% (42.864), B (-1)
13º) Bahia – 1,60% (41.094), A (igual)
14º) Sport – 1,10% (28.347), A (igual)
15º) Vitória – 0,69% (17.735), B (+1)
16º) Ceará – 0,67% (17.369), A (-1)
17º) Athletico-PR – 0,63% (16.276), A (igual)
18º) Santa Cruz – 0,49% (12.678), C (+1)
19º) Fortaleza – 0,49% (12.627), A (-1)
20º) Coritiba – 0,38% (9.928), B (igual)
21º) Náutico – 0,21% (5.548), B (+1)
22º) Goiás – 0,19% (4.916), B (-1)
23º) Chapecoense – 0,16% (4.299), A (s/n)
24º) Paysandu – 0,15% (4.016), C (-1)
25º) Avaí – 0,14% (3.774), B (s/n)
Por divisão: 15 times da Série A, 8 da B e 2 da C

* Dados até 26/05/2021, com 2.554.507 inscritos

Cartola FC 2020 (1ª rodada*)
1º) Flamengo – 23,76% (911.172), A (igual)
2º) Corinthians – 17,15% (657.697), A (igual)
3º) São Paulo – 12,93% (495.876), A (igual)
4º) Palmeiras – 8,33% (319.632), A (s/n)
5º) Vasco – 5,74% (220.070), A (-1)
6º) Grêmio – 4,36% (167.338), A (igual)
7º) Santos – 4,26% (163.357), A (igual)
8º) Cruzeiro – 3,61% (138.613), B (-3)
9º) Atlético-MG – 3,36% (129.070), A
10º) Internacional – 3,08% (118.244), A (-2)
11º) Botafogo – 2,09% (80.321), A (igual)
12º) Fluminense – 2,03% (78.007), A (-2)
13º) Bahia – 1,45% (55.869), A (-1)
14º) Sport – 1,04% (40.102), A (-1)
15º) Ceará – 0,66% (25.612), A (-1)
16º) Vitória – 0,64% (24.692), A (-1)
17º) Athletico-PR – 0,60% (23.190), A (-1)
18º) Fortaleza – 0,55% (21.182), A (-1)
19º) Santa Cruz – 0,50% (19.329), C (-1)
20º) Coritiba – 0,44% (17.011), A (-1)
21º) Goiás – 0,25% (9.807), A (-1)
22º) Náutico – 0,20% (7.693), B (igual)
23º) Paysandu – 0,17% (6.731), C (-2)
24º) Figueirense – 0,14% (5.446), B (s/n)
25º) Remo – 0,14% (5.377), C (igual)
Por divisão: 19 times da Série A, 3 da B e 3 da C

* Dados até 07/08/2020, com 3.833.432 inscritos

Cartola FC 2019 (1ª rodada*)
1º) Flamengo – 22,10% (1.067.616), A
2º) Corinthians – 17,99% (868.944), A
3º) São Paulo – 13,86% (669.762), A
4º) Vasco – 5,86% (283.393), A
5º) Cruzeiro – 4,93% (238.101), A
6º) Grêmio – 4,42% (213.534), A
7º) Santos – 4,35% (210.466), A
8º) Internacional – 3,09% (149.699), A
9º) Atlético-MG – 2,90% (140.486), A
10º) Fluminense – 2,06% (99.919), A
11º) Botafogo – 1,90% (92.077), A
12º) Bahia – 1,34% (65.183), A
13º) Sport – 0,92% (44.811), B
14º) Ceará – 0,61% (29.848), A
15º) Vitória – 0,61% (29.536), B
16º) Athletico-PR – 0,60 (29.067), A
17º) Fortaleza – 0,56% (27.064), A
18º) Santa Cruz – 0,47% (23.052), C
19º) Coritiba – 0,33% (16.187), B
20º) Goiás – 0,23% (11.183), A
21º) Paysandu – 0,19% (9.600), C
22º) Náutico – 0,17% (8.630), C
23º) Chapecoense – 0,16% (8.193), A
24º) Avaí – 0,15% (7.707), A
25º) Remo – 0,14% (7.235), C
Por divisão: 18 times da Série A, 3 da B e 4 da C

* Dados até 27/04/2019, com 4.829.386 inscritos (Palmeiras não teve liga clássica no início)


Compartilhe!
  •  
  • 19
  •  
  •