Compartilhe!

O novo formato do ranking com as 50 maiores bases digitais do país. Caso esteja num celular, “estique” a tela para melhorar a visualização do quadro. O seu clube está presente?

O Ibope-Repucom publicou a atualização das bases digitais dos principais clubes brasileiros, somando os perfis oficiais nas redes sociais mais utilizadas no futebol até junho de 2020 – facebook, twitter, instagram, youtube e tiktok. Isso mesmo, cinco. Para quem estava acostumado a ver o balanço mensal aqui no blog, a rede de compartilhamento de microvídeos, com forte adesão no público jovem, foi incorporada ao estudo. Ao todo são 50 times presentes, sendo 14 nordestinos. Além da nova coluna no ranking, é preciso pontuar que este é o terceiro mês analisado após o início da quarentena no país, a medida adotada para combater o Coronavírus.

Com o futebol parado, a não ser com reprises de jogos, programação já adotada na tevê aberta, a injeção de público online aconteceu mesmo no TikTok, com 1,9 milhão de seguidores contabilizados em 32 clubes – só o Flamengo teve 1 milhão (52% do total). No Nordeste, o destaque ficou com o Sport, que havia saído na frente em relação ao cadastro na rede.

Assim, o clube conseguiu abrir distância sobre o Bahia, sendo apenas a 3ª vez em 24 meses. No caso, a diferença saltou de 32 mil para 92 mil. Porém, vale dizer que o hiato teria aumentado mesmo sem o TikTok. Contando só as quatro redes originais, a diferença seria, hoje, de 37 mil. Esse salto valeu até mesmo um degrau a mais no ranking nacional, com o leão voltando a passar o Botafogo. Desde já, fica a ressalva que Bahia e Bota criaram o TikTok na segunda quinzena de maio. Ou seja, há uma tendência de forte evolução no próximo ranking.

Pelo critério adotado pelo instituto, o levantamento soma os 20 times presentes na Série A deste ano e os 30 com as maiores bases digitais nas demais divisões, ou mesmo aqueles sem participação no Campeonato Brasileiro de 2020. No topo da lista combinada, o Flamengo é o único no patamar de 30 milhões (soma 31,4 mi, na verdade). Além disso, o atual campeão do Brasileirão e da Libertadores já abriu 7,8 mi sobre o Corinthians. A seguir, os seis quadros sobre o Nordeste (e o top 3 nacional), com as respectivas evoluções mensais e as observações do blog sobre os novos dados, contabilizados pela equipe do Ibope até o dia 1º de junho.

Obs 1. O asterisco (*) corresponde à maior evolução do NE no último mês.

Obs 2. Uma pessoa pode ter contas em diferentes plataformas, com a lista contando cada uma delas. E também pode, em tese, seguir perfis rivais, também contabilizados nas listas.

1) Soma das cinco redes quantificadas
Com a inclusão do TikTok, cinco clubes nordestinos tiveram crescimento acima de 10 mil, com Sport registrando uma marca impressionante. Porém, nem todos os inscritos surgiram o clube no último mês, pois o perfil leonino na nova coluna foi criado em 22 de março. Como a rede foi contabilizada só agora, o time da Ilha somou 77 mil, ampliando a liderança regional e subindo uma posição no ranking nacional – recuperou o 13º lugar após quatro meses. Quem também se aproveitou com o TikTok foi o Ceará, que encostou de vez no Vitória na disputa por um lugar no pódio da região. Pelo ritmo dos dois clubes, o vozão deve ultrapassar na próxima atualização. Nesta, contudo, nenhuma mudança no ranking.

Top 10 do NE
1º) 3.415.008 – Sport (+77.276)*
2º) 3.322.846 – Bahia (+17.825)
3º) 1.962.047 – Vitória (+13.310)
4º) 1.956.560 – Ceará (+39.504)
5º) 1.916.588 – Fortaleza (+15.479)
6º) 1.109.320 – Santa Cruz (+8.892)
7º) 497.555 – Náutico (+5.207)
8º) 474.729 – Íbis (-2.836)
9º) 468.513 – ABC (+494)
10º) 460.763 – América-RN (+469)
11º) 431.372 – CSA (+3.215)
12º) 384.115 – CRB (+1.155)
13º) 296.876 – Sampaio Corrêa (-544)
14º) 237.714 – Botafogo-PB (+87)

Top 3 do Brasil
1º) 31.477.257 – Flamengo (+1.080.326)
2º) 23.589.124 – Corinthians (+263.396)
3º) 15.301.217 – São Paulo (+153.662)

2) Facebook
Na rede de Mark Zuckerberg, 12 dos 14 nordestinos registraram decréscimo. Pelo segundo mês seguido, diga-se. Novamente, as exceções foram Vitória (+3,7 mil) e Ceará (+1,6 mil). Apesar da evolução, a curva do Ceará baixou bastante, com o cenário geral no NE sendo um dos piores desde que passei acompanhar esses levantamentos mês a mês – o Face, na verdade, vem estagnado há tempos. Também não houve mudanças neste ranking.

Top 10 do NE
1º) 1.119.414 – Bahia (-1.174)
2º) 1.061.425 – Sport (-1.309)
3º) 915.784 – Fortaleza (-1.888)
4º) 883.605 – Ceará (+1.646)
5º) 552.211 – Santa Cruz (-942)
6º) 481.979 – Vitória (+3.760)*
7º) 237.610 – América-RN (-416)
8º) 220.481 – ABC (-347)
9º) 212.332 – Náutico (-318)
10º) 157.764 – CSA (-213)
11º) 156.373 – Sampaio Corrêa (-184)
12º) 144.019 – CRB (-143)
13º) 141.218 – Íbis (-323)
14º) 89.818 – Botafogo-PB (-152)

Top 3 do Brasil
1º) 12.084.679 – Flamengo (-15.760)
2º) 11.265.873 – Corinthians (-25.572)
3º) 6.668.532 – São Paulo (-11.990)

3) Twitter
Considerada a rede mais utilizada pelos brasileiros para debater futebol, segundo pesquisa do próprio Ibope, o Twitter sofreu mais uma varredura – geralmente sobre perfis inativos. No mês anterior foram seis clubes com dados negativos. Agora foram nove. Mesmo com um acréscimo tímido, abaixo de 300 adesões, o fato é o que o Sampaio teve o maior crescimento. E há uma explicação. A conta do clube maranhense foi, enfim, verificada pelo Twitter. Dos 14 nordestinos presentes, só o Botafogo de João Pessoa segue sem o selo azul.

Top 10 do NE
1º) 1.571.422 – Sport (-2.088)
2º) 1.440.989 – Bahia (-1.649)
3º) 1.135.138 – Vitória (-1.793)
4º) 318.995 – Ceará (+242)
5º) 265.347 – Fortaleza (-110)
6º) 241.040 – Santa Cruz (-6)
7º) 205.876 – Íbis (-788)
8º) 144.193 – Náutico (+112)
9º) 122.281 – ABC (-82)
10º) 98.997 – América-RN (-23)
11º) 81.941 – CRB (+74)
12º) 44.228 – CSA (-35)
13º) 33.055 – Botafogo-PB (+8)
14º) 12.525 – Sampaio Corrêa (+295)*

Top 3 do Brasil
1º) 6.671.443 – Flamengo (+14.161)
2º) 6.080.520 – Corinthians (-4.631)
3º) 4.321.185 – São Paulo (-3.661)

4) Instagram
O Ceará manteve a liderança pelo segundo mês consecutivo, com este ranking se mantendo como o mais equilibrado em relação à disputa pelos primeiros lugares, já com quatro clubes acima de 600 mil. E o novo integrante deste patamar é o Sport, que registrou o maior crescimento do mês no embalo das publicações na semana do seu aniversário, em 13 de maio. Curiosamente, o mesmo dia de festividades do Vitória, que passou de 300 mil seguidores. Dos 14 nordestinos, 4 regrediram, sendo um número considerável no Insta, cuja evolução geral costuma ser acima da média. O ponto negativo fica por conta do Íbis, com decréscimo pela 6ª vez seguida.

Top 10 do NE
1º) 642.260 – Ceará (+7.816)
2º) 630.243 – Bahia (+5.448)
3º) 612.257 – Fortaleza (+2.277)
4º) 604.761 – Sport (+8.273)*
5º) 304.000 – Vitória (+6.313)
6º) 250.823 – Santa Cruz (+2.294)
7º) 204.585 – CSA (-32)
8º) 142.648 – CRB (+417)
9º) 127.635 – Íbis (-1.725)
10º) 125.001 – Náutico (+884)
11º) 118.398 – Sampaio Corrêa (-765)
12º) 108.451 – ABC (+823)
13º) 98.525 – América-RN (+577)
14º) 91.959 – Botafogo-PB (-51)

Top 3 do Brasil
1º) 8.341.135 – Flamengo (+81.925)
2º) 4.802.731 – Corinthians (+13.599)
3º) 2.912.500 – São Paulo (+20.313)

5) Youtube
Dos nordestinos presentes, 12 cresceram e 1, o Bahia, registrou o mesmo dado do quadro anterior. Justamente o líder – no caso da rede de compartilhamento de vídeos, os dados divulgados são arredondados, “facilitando” esta possibilidade. Se no mês passado a alta foi baseada na reprises de jogos históricos, desta vez foi através dos lançamentos de uniformes, casos de Fortaleza (com 60 mil views em 3h26) e Sport (48 mil views em 1h31). Já o Ceará contabilizou a maior evolução absoluta dos últimos meses, com quase 7 mil novos inscritos. Ainda sobre esta lista, que não teve mudança de posição, é preciso pontuar que o Íbis aparece sem canal, embora já tenha um perfil oficial, hoje com 3.530 pessoas.

Top 10 do NE
1º) 117.000 – Bahia (igual)
2º) 112.000 – Fortaleza (+4.000)
3º) 108.000 – Sport (+3.000)
4º) 88.700 – Ceará (+6.800)*
5º) 58.300 – Santa Cruz (+600)
6º) 37.200 – Vitória (+1.300)
7º) 25.500 – América-RN (+200)
8º) 22.700 – Botafogo-PB (+100)
9º) 22.400 – CSA (+1.100)
10º) 17.300 – ABC (+100)
11º) 15.300 – CRB (+600)
12º) 11.700 – Náutico (+200)
13º) 9.540 – Sampaio Corrêa (+70)

Top 3 do Brasil
1º) 3.380.000 – Flamengo (igual)
2º) 1.330.000 – Palmeiras (igual)
3º) 1.250.000 – São Paulo (igual)

6) TikTok
Já com 1 bilhão de usuários mundo afora, o TikTok foi confirmado pelo Ibope como a nova coluna do levantamento em 18 de maio. Na ocasião, apenas 4 nordestinos contavam com perfis oficiais: Sport (58,8 mil), Ceará (12,9 mil), Fortaleza (5,5 mil) e CRB (100). A partir da notícia, começou uma verdadeira corrida em direção à rede de microvídeos, com outros oito nordestinos criando perfis – vários já com a verificação oficial até a conclusão deste balanço. As únicas ausências foram ABC e Íbis. Por se tratar do primeiro mês do TikTok, considerei todos os inscritos como adesões no “mês”. No caso do Sport, por exemplo, nem todos os 69,9 mil se inscreveram no período.

Top 10 do NE
1º) 69.400 – Sport*
2º) 23.000 – Ceará
3º) 15.200 – Bahia
4º) 11.200 – Fortaleza
5º) 6.946 – Santa Cruz
6º) 4.329 – Náutico
7º) 3.730 – Vitória
8º) 2.395 – CSA
9º) 207 – CRB
10º) 182 – Botafogo-PB
11º) 131 – América-RN
12º) 40 – Sampaio Corrêa

Top 3 do Brasil
1º) 1.000.000 – Flamengo
2º) 270.000 – Corinthians
3º) 149.000 – São Paulo


Compartilhe!