Compartilhe!

Em Montevidéu, maioria flamenguista e festa palmeirense. Imagem: SBT/reprodução.

Exibindo a Taça Libertadores da América pelo segundo ano seguido, o SBT contou novamente com uma final 100% brasileira, alavancando bastante a audiência. Por sinal, a duas decisões, curiosamente disputadas neste ano, uma por “2020” e outra por “2021” registraram os maiores índices da emissora no período. Com Palmeiras x Santos, a média no Brasil foi de 15,7 pontos. Com Palmeiras x Flamengo, média nacional de 16,1 pontos, de acordo com a medição da Kantar Ibope Media.

O acréscimo de apenas 0,4 é surpreendente considerando a “troca” de finalistas, com o Fla no lugar do Santos – por outro lado, o jogo em janeiro não teve concorrência no dia, ao contrário deste último. Em ambos os casos, as decisões tiveram o dobro de pontos da segunda atração mais vista no canal nas respectivas semanas, o Programa Sílvio Santos (15,7 vs 7,1 em “2020” e 16,1 vs 7,2 em “2021”). Cada ponto, lembrando, corresponde a 1% da população analisada. Num comparativo entre emissoras, o SBT bateu a Globo nos dois jogos – algo raro.

Na final no Centenário, com triunfo alviverde na prorrogação, num gol de Deyverson após falha do rubro-negro Andreas Pereira, 14 das 15 metrópoles mensuradas pelo instituto tiveram dois dígitos de audiência – abaixo, confira a lista completa. Na final anterior, no Maracanã, todas as cidades tiveram dois dígitos. Ainda assim, média geral por domicílio foi levemente maior desta vez. A explicação deve-se ao aumento natural no Rio de Janeiro, com quase 8 pontos a mais. Afinal, havia o Fla em campo, com o jogo sendo decidido no limite, após 120 minutos de bola rolando. Logo, mais tempo de transmissão na tevê aberta.

Da lista produzida pelo Ibope, três capitais nordestinas. Nas duas decisões, Fortaleza ficou no pódio nacional, em 3º em 2020 e em 2º em 2021, com as partidas passando de 20 pontos – é bastante coisa. O Recife teve 1,5 ponto a mais nesta final no Uruguai, enquanto Salvador aparece num cenário singular. Foi a única cidade com a mesma audiência. Sem qualquer influência dos times em campo, registrou 11,3 pontos em janeiro e em novembro.

Audiência média da final da Libertadores 2021 no SBT (Palmeiras 2 x 1 Flamengo; 27/11/2021)
1º) 24,2 – Manaus
2º) 22,2 – Fortaleza
3º) 20,5 – Vitória
4º) 20,1 – Brasília
5º) 18,8 – Goiânia
6º) 18,2 – Belém
7º) 17,8 – Rio de Janeiro
8º) 17,2 – São Paulo
9º) 14,0 – Recife
10º) 12,8 – Belo Horizonte
11º) 11,4 – Florianópolis
12º) 11,3 – Salvador
13º) 11,2 – Curitiba
14º) 11,1 – Campinas
15º) 8,9 – Porto Alegre

Audiência média da final da Libertadores 2020 no SBT (Palmeiras 1 x 0 Santos; 30/01/2021)
1º) 24,0 – Manaus
2º) 22,4 – São Paulo
3º) 20,4 – Fortaleza
4º) 16,9 – Brasília
5º) 15,8 – Campinas
6º) 15,3 – Belém
6º) 15,3 – Vitória
8º) 14,4 – Goiânia
9º) 12,6 – Florianópolis
10º) 12,5 – Recife
11º) 12,2 – Curitiba
12º) 11,3 – Salvador
13º) 11,0 – Belo Horizonte
14º) 10,3 – Porto Alegre
15º) 10,0 – Rio de Janeiro

Variação de pontos entre as finais de 2020 e 2021
+7,8 – Rio de Janeiro
+5,2 – Vitória
+4,4 – Goiânia
+3,2 – Brasília
+2,9 – Belém
+1,8 – Belo Horizonte e Fortaleza
+1,5 – Recife
+0,2 – Manaus
Zero – Salvador
-1,0 – Curitiba
-1,2 – Florianópolis
-1,4 – Porto Alegre
-4,7 – Campinas
-5,2 – São Paulo


Compartilhe!