Compartilhe!
  •  
  • 3
  •  
  •  

O chute de Gabigol para a virada do Flamengo. Valeu a liderança. Imagem: Globo/reprodução.

No domingo, Flamengo e Internacional proporcionaram algo raro, uma “decisão” nos pontos corridos. O confronto direto entre o Colorado, então líder, e o Fla, então vice, ocorreu na penúltima rodada do Brasileirão de 2020, o que fez a Rede Globo mudar o planejamento. Inicialmente, seriam três partidas ao vivo em sinal aberto, diversificando as praças (cidades/estados).

O jogo entre Sport e Atlético-MG, na Ilha, acabou ficando restrito ao pay-per-view, no Premiere, enquanto Corinthians x Vasco, na arena dos paulistas, foi transmitido só para o São Paulo, um mercado à parte, mesmo com um jogo decisivo como foi o do Maracanã – ao Timão, valia a luta pela Libertadores. Assim, 26 estados assistiram à vitória do rubro-negro carioca, que assumiu a ponta pela primeira vez nesta edição, e apenas um ao empate sem gols entre os alvinegros.

Sobre o jogo no Rio, a audiência acabou justificando a decisão, pois a média no país foi de 25,0 pontos, mesmo com as cidades de São Paulo puxando para baixo – não chegaram nem a 20 pontos. Na semana anterior, o jogo entre Flamengo e Corinthians, exibido nos 27 estados, teve média de 21,5. Ou seja, o caráter “decisivo” em 21 de fevereiro influenciou bastante. Das 15 metrópoles mensuradas pela Kantar Ibope Media, 4 passaram de 30 pontos e 11 passaram de 20 pontos – incluindo Fortaleza e Recife; dos três centros do NE presentes, só Salvador ficou abaixo disso. No Rio de Janeiro e em Porto Alegre, centro dos dois times envolvidos, o domínio foi absoluto, com 32,8 e 34,9 pontos, respectivamente – abaixo, confira o ranking completo.

Leia mais sobre o assunto
A classificação da Série A de 2020 após a 37ª rodada; Sport e Bahia salvos

Obs. No ranking geral da Globo, esta programação ficou em 6º lugar na última semana, com a reprise da novela “A Força do Querer” na ponta, com média de 31,6 pontos na 15 metrópoles.

Audiência média em pontos do futebol na Globo em 21/02
1º) 39,2 – Manaus (Flamengo 2 x 1 Inter)
2º) 34,9 – Porto Alegre (Flamengo 2 x 1 Inter)
3º) 33,6 – Vitória (Flamengo 2 x 1 Inter)
4º) 32,8 – Rio de Janeiro (Flamengo 2 x 1 Inter)
5º) 27,1 – Fortaleza (Flamengo 2 x 1 Inter)
6º) 26,3 – Belém (Flamengo 2 x 1 Inter)
7º) 26,0 – Brasília (Flamengo 2 x 1 Inter)
8º) 21,9 – Curitiba (Flamengo 2 x 1 Inter)
9º) 21,8 – Belo Horizonte (Flamengo 2 x 1 Inter)
10º) 20,7 – Recife (Flamengo 2 x 1 Inter)
11º) 20,4 – Florianópolis (Flamengo 2 x 1 Inter)
12º) 19,6 – São Paulo (Corinthians 0 x 0 Vasco)
13º) 19,0 – Salvador (Flamengo 2 x 1 Inter)
14º) 17,6 – Campinas (Corinthians 0 x 0 Vasco)
15º) 16,4 – Goiânia (Flamengo 2 x 1 Inter)

Audiência média em telespectadores do futebol na Globo em 21/02
1º) 2,152 milhões – Rio de Janeiro (Flamengo 2 x 1 Inter)
2º) 1,899 milhão – São Paulo (Corinthians 0 x 0 Vasco)
3º) 760,3 mil – Porto Alegre (Flamengo 2 x 1 Inter)
4º) 534,4 mil – Belo Horizonte (Flamengo 2 x 1 Inter)
5º) 465,0 mil – Fortaleza (Flamengo 2 x 1 Inter)
6º) 341,8 mil – Recife (Flamengo 2 x 1 Inter)
7º) 330,8 mil – Curitiba (Flamengo 2 x 1 Inter)
8º) 327,7 mil – Manaus (Flamengo 2 x 1 Inter)
9º) 321,5 mil – Brasília (Flamengo 2 x 1 Inter)
10º) 301,1 mil – Salvador (Flamengo 2 x 1 Inter)
11º) 295,0 mil – Vitória (Flamengo 2 x 1 Inter)
12º) 244,8 mil – Belém (Flamengo 2 x 1 Inter)
13º) 213,7 mil – Goiânia (Flamengo 2 x 1 Inter)
14º) 166,8 mil – Campinas (Corinthians 0 x 0 Vasco)
15º) 112,3 mil – Florianópolis (Flamengo 2 x 1 Inter)


Compartilhe!
  •  
  • 3
  •  
  •