Compartilhe!
  •  
  • 8
  •  
  •  

Com exclusividade, a Record TV voltou a transmitir o Campeonato Carioca após 23 anos.

Em 2019, a final do Campeonato Carioca foi exibida pela Globo, mas não para todo o país, com vários estados acompanhando as decisões dos respectivas torneios. Porém, o acordo com a emissora da Família Marinho foi rescindido, com o SBT transmitindo a final de 2020, obtendo os direitos só daquele jogo, e com a Record passando a final de 2021. Em ambos os casos com o Fla-Flu, ajudando também no comparativo nacional.

A última decisão disputada no Maracanã, que valeu o tricampeonato carioca ao Flamengo, rendeu uma média nacional de 11,9 pontos na noite de sábado, de acordo com os dados da Kantar Ibope Media, que mensura as 15 maiores metrópoles do país. Dentro da emissora de Edir Macedo, o jogo ficou em 2º lugar, com 0,2 abaixo da novela “Gênesis”. Foi quase o mesmo cenário visto no sábado anterior, com 10,1 pontos no jogo de ida e 12,0 na novela. Cada ponto, lembrando, corresponde a 1% da população da respectiva praça analisada. O dado foi menos da metade do futebol na Globo.

Mesmo num comparativo com o SBT a audiência foi frustrante, até porque a programação da Record tem a 2ª maior audiência do país. No canal de Silvio Santos, a decisão de 2020 passou numa quarta-feira, começando às 21h. Na ocasião, foi o único jogo no horário, pois o futebol ainda se articulava para a volta durante a pandemia. O índice nacional da partida foi de 15,3 pontos, com +3,4 à frente da Record e muito acima do próprio histórico do Sistema Brasileiro de Televisão. O jogo colocou 6,3 pontos sobre o 2º lugar na emissora naquela semana.

Voltando a 2021, apesar dos dados relevantes no Rio, em Vitória e Manaus, passando de 20 pontos, o quadro geral não sinaliza uma boa reestreia da Record, na minha visão. Em relação ao ranking de praças, apenas sete cidades passaram de dez pontos – em 2020 foram doze. Salvador, uma das três cidades nordestinas analisadas, foi a única do país a registrar aumento do SBT para a Record, com +1,5 ponto. Na final passada havia sido ficado na lanterna. Agora, foi do 15º para o 7º. Já Fortaleza teve a maior redução no período, com -8,0 pontos, caindo do 7º para o 11º lugar. O Recife se manteve entre os últimos colocados em relação ao clássico carioca, variando do 10º para o 12º lugar entre as 15 regiões metropolitanas. Na capital pernambucana, a diferença entre a TV Jornal (SBT) e aTV Clube (Record) foi de -3,9 pontos.

Obs. Em 2021, além da tevê aberta, houve o pay-per-view, com Flamengo x Fluminense passando em três “canais”: Ferj TV, FluTV e FlaTV. Ao todo, foram cerca de 200 mil assinaturas no torneio.

A seguir, a audiência média dos jogos de volta das últimas duas finais do campeonato estadual do Rio de Janeiro. Em 2021, entre parênteses, a variação na pontuação do Ibope sobre 2020.

Audiência da final do Carioca 2021, na Record (Fla 3 x 1 Flu, em 22/05)
1º) 23,8 pts – Rio de Janeiro (-2,5)
2º) 21,5 pts – Vitória (-4,9)
3º) 20,9 pts – Manaus (-4,3)
4º) 17,4 pts – Brasília (-0,7)
5º) 14,5 pts – Goiânia (-4,8)
6º) 12,5 pts – Belém (-7,6)
7º) 10,1 pts – Salvador (+1,5)
8º) 8,3 pts – Florianópolis (-1,8)
9º) 7,9 pts – São Paulo (-3,4)
9º) 7,9 pts – Campinas (-0,8)
11º) 6,9 pts – Fortaleza (-8,0)
12º) 6,8 pts – Recife (-3,9)
13º) 6,7 pts – Porto Alegre (-3,9)
14º) 6,2 pts – Curitiba (-3,2)
15º) 5,9 pts – Belo Horizonte (-5,6)

Audiência da final do Carioca 2020, no SBT (Fla 1 x 0 Flu, em 15/07)
1º) 26,4 pts – Vitória
2º) 26,3 pts – Rio de Janeiro
3º) 25,2 pts – Manaus
4º) 20,1 pts – Belém
5º) 19,3 pts – Goiânia
6º) 18,1 pts – Brasília
7º) 14,9 pts – Fortaleza
8º) 11,5 pts – Belo Horizonte
9º) 11,3 pts – São Paulo
10º) 10,7 pts – Recife
11º) 10,6 pts – Porto Alegre
12º) 10,1 pts – Florianópolis
13º) 9,4 pts – Curitiba
14º) 8,7 pts – Campinas
15º) 8,6 pts – Salvador


Compartilhe!
  •  
  • 8
  •  
  •